Alepe aprova PL que dá atendimento prioritário a portadores de doenças raras

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, nessa segunda-feira (12), um projeto de lei que garante o atendimento prioritário às pessoas com doenças raras na rede de saúde pública e privada do Estado. De autoria da deputada estadual Clarissa Tércio (PSC), o projeto segue para a sanção do governador Paulo Câmara (PSB).

Clarissa Tércio, que já havia sido autora do projeto que cria o “Dia Estadual da Mãe Rara”, justificou no texto que “Pernambuco apresenta um número considerável de pessoas com doenças raras, onde as pessoas portadoras dessas doenças, além de todo sofrimento de suportar uma doença, quase sempre incurável, ainda tem que peregrinar para ter tratamento adequado”.

A criação do “Dia Estadual da Mãe Rara”, a ser comemorado no dia 26 de fevereiro, também foi aprovada pela Alepe, no primeiro semestre. Segundo a parlamentar, o objetivo de conscientizar e lembrar a luta diária que as mães dos pacientes possuem com os seus filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.