Antonio Fernando e deputados da frente parlamentar interestadual da Transposição do Rio São Francisco fazem live na próxima segunda (22)

A conclusão das obras da Transposição do São Francisco é imprescindível para que as águas do rio atravessem o sertão Pernambucano e alcancem os sertões da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Ceará. Como o pleito interessa a todos esses Estados e precisa voltar à pauta, deputados que integram a Frente Parlamentar Interestadual em Defesa da Transposição do Rio São Francisco farão uma Live na próxima segunda-feira (22.06), às 19h. O debate virtual será transmitido pelas redes sociais dos parlamentares e contará com a participação dos deputados Antonio Fernando (PSC/PE); Jeová Campos (PSB/PB), Francisco do PT (PT/RN), e Guilherme Landim (PDT/CE).

A magnitude da Transposição é, de fato, inegável. O Projeto de Integração do Rio São Francisco – PISF (denominação oficial da Transposição) envolve um custo total orçado na ordem de R$ 20 bilhões. Depois de concluída, a estimativa é de que a obra chegue a beneficiar mais de 12 milhões de pessoas, nos Estados nordestinos de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, justamente os quatro Estados com integrantes na Frente Parlamentar interestadual.

A obra da Transposição é dividida em dois grandes eixos: o Eixo Leste, que capta a água do São Francisco, atende os municípios do Agreste pernambucano e segue até a região de Campina Grande, na Paraíba. E o Eixo Norte, que passa por Salgueiro, em Pernambuco, corta o Rio Grande do Norte e chega até o reservatório de Jati, no Ceará. O Eixo Leste já está com mais de 97% das obras concluídas. E o Eixo Norte também alcançou percentual acima de 97% de execução da obra.

De acordo com o deputado Antonio Fernando, no atual estágio, o problema não se limita à conclusão da obra. “Claro que defendemos, acima de tudo, o término da Transposição. Mas há várias outras questões ambientais, econômicas e sociais, como, por exemplo, os riscos de uma possível privatização e o alto custo da energia elétrica para o bombeamento da água, captada no Rio São Francisco para alimentar os canais, que precisam ser discutidas, sob o risco de desvirtuar o projeto”, afirma o deputado.

Antonio Fernando ressalta que “uma obra tão importante, que falta tão pouco para ser concluída e que pode matar a sede de milhões de nordestinos precisa ser incluída nas prioridades do Governo Federal”. Segundo o deputado pernambucano, “precisamos retomar urgentemente a discussão sobre a conclusão da obra e de vários outros temas envolvendo a Transposição do Rio São Francisco. E essa Live será, com certeza, um excelente ponto de partida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.