Lupércio reafirma apoio à candidatura de Danilo Cabral

Ao lado do prefeito de Olinda, Professor Lupércio (Solidariedade), da candidata a deputada estadual Cláudia de Lupércio (Republicanos) e do deputado federal Augusto Coutinho (Republicanos), o candidato do PSB ao Governo do Estado, Danilo Cabral, participou, ontem, de um ato no município. A reunião contou ainda com a presença da candidata a senadora da Frente Popular, Teresa Leitão (PT).

Durante a inauguração do comitê da candidata Cláudia de Lupércio, o prefeito de Olinda destacou a lealdade do seu povo ao candidato do PSB nesta eleição. “Esse povo aqui tem lado, e é o lado do futuro governador Danilo Cabral”, cravou. “Pode ficar certo disso, meu futuro governador. De hoje até o dia 2 de outubro vamos trabalhar de forma incansável e só vamos parar às 17h, com a vitória!”, prometeu Professor Lupércio.

Danilo Cabral agradeceu o apoio do prefeito Professor Lupércio e da candidata Cláudia de Lupércio e destacou a relação que tem com a cidade de Olinda. “Se Olinda hoje é diferente de seis anos atrás é porque o povo soube escolher e elegeu Lupércio prefeito”, declarou o postulante do PSB.

PT pede à Justiça que obrigue Marco Feliciano a apresentar provas de que Lula fecharia igrejas

O PT entrou na Justiça com pedido para que o pastor Marco Feliciano (PL-SP) apresente provas sobre declarações em que disse que Lula, candidato do partido à presidência, fecharia igrejas caso eleito presidente. Em documento à 10º Vara Cível de Brasília, o partido argumenta que o deputado “vem proferindo publicamente falas desinformadoras a respeito das consequências para os fiéis da religião evangélica caso o Partido dos Trabalhadores, ora Interpelante, vença a Eleição Presidencial que se aproxima”.

Feliciano disse em entrevista à CBN, no dia 14 de agosto, que existe “o risco de perseguição, que pode culminar no fechamento de igrejas” caso o petista seja eleito. “Existem muitas formas de se fechar uma igreja. O governo pode fazer isso através de leis e impostos”, disse o pastor.

O PT afirma que o deputado repetiu a declaração em entrevista à Folha de São Paulo, dois dias depois, ao dizer que “reitero firmemente que não apenas eu, como grande parte da comunidade evangélica brasileira, tem muito receio de um governo encabeçado por Lula”. A fala também foi postada em suas redes sociais.

Para o PT, a ação de Feliciano configura a construção de uma narrativa de que o partido representa uma ameaça à comunidade evangélica “por meio da propagação de inverdades que evidentemente maculam a honra” do partido e de Lula. O documento é assinado por dez advogados e lista cinco perguntas para que Feliciano prove suas declarações, além de fixar R$ 1 mil de valor à causa.

Nas redes sociais, Feliciano disse que está sendo perseguido pelo PT. “Eu avisei! Ao que parece, a perseguição do PT aos crentes já começou e eu fui o primeiro. Não tenho medo deles! Não me calarão!”

Hoje, o TSE determinou que a ex-ministra Damares Alves tire do ar material com informações falsas sobre Lula. A ex-ministra do governo Bolsonaro publicou material dizendo que, nas gestões do petista, teria sido criada cartilha para incentivar uso de crack entre jovens.

Fonte: Blog do Magno

Em Araripina, polícia desbarata ponto de drogas e prende suspeitos

Uma ação da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) conseguiu desbaratar um ponto de venda de entorpecentes em Araripina (PE), Sertão do Araripe, no começo da tarde de ontem (17). Os suspeitos estavam em local de difícil acesso, em meio à vegetação, no Bairro Adelino.

De acordo com o boletim, os PMs flagraram cinco indivíduos compartilhando a droga. Quando foi dada voz de abordagem, eles tentaram fugir, mas três foram capturados e dois conseguiram escapar pelo matagal.

Um dos foragidos, identificado pelos capturados, foi localizado e preso em seguida, após diligências. Com os suspeitos foram encontradas duas armas de fogo, além de munições, 204 pedras de crack, 47 papelotes de maconha, 16 gramas de maconha, um celular, três balanças de precisão e dinheiro.

Os envolvidos e todo o material apreendido foram apresentados à delegacia local, para adoção das medidas legais.

Acusado de participação no assassinato de Edvaldo da Manga é preso em operação policial em Cabrobó

Policiais civis e militares prenderam nessa quarta-feira, 17, em Cabrobó, um homem acusado de participação no assassinato de Edvaldo da Silva Santos, conhecido como Edvaldo da Manga, morto a tiros no começo de julho. A vítima é apontada como integrante da quadrilha que tentou assaltar um avião de transporte de valores em Salgueiro.

Segundo informações do portal G1, a Polícia Civil deflagrou uma operação relacionada ao homicídio de Edvaldo nessa terça, batizada de “Pay Plane”. Além da prisão, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Cabrobó.

Investigações da Polícia Civil indicaram que o assassinato de Edvaldo tem relação com a tentativa de roubo ao avião em Salgueiro. Um dos mortos no crime frustrado pela Polícia Militar é parente dos alvos da operação, que, revoltados, teriam tirado a vida de Edvaldo.

Fonte: Blog do Alvinho Patriota 

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações

Vários estudos em andamento tentam averiguar se as mudanças genéticas no vírus da varíola do macaco estão impulsionando a rápida propagação da doença, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) à AFP nesta quarta-feira (17).

Os dois clados ou variantes diferentes do vírus foram denominados clados da Bacia do Congo (África central) e da África ocidental devido às duas regiões onde são endêmicos.

Mas na sexta-feira, a OMS mudou o nome dos grupos para clado I e clado II, respectivamente, para evitar o risco de estigmatização geográfica.

Também anunciou que o clado II tinha dois subclados, IIa e IIb, com os vírus dentro deste último identificados como responsáveis pelo atual surto global.

Nesta quarta, a agência de saúde da ONU especificou que o IIa e o IIb estão relacionados e compartilham um ancestral comum recente, portanto, o IIb não é uma ramificação da IIa.

Estudos sobre as mutações 

O clado IIb contém vírus recolhidos nos anos 1970 e a partir de 2017.

“Olhando para o genoma, veem-se algumas diferenças genéticas entre os vírus do surto atual e os vírus antigos clado IIb”, informou a OMS à AFP.

“No entanto, nada se sabe sobre a relevância destas mudanças genéticas e está em andamento um estudo para determinar os efeitos (se houver) destas mutações na transmissão e severidade da doença”, acrescentou.

Além disso, “ainda é cedo, tanto no surto quanto nos estudos de laboratório, para saber se o aumento das infecções se deve a mudanças observadas no genótipo do vírus ou a fatores do hospedeiro” humano.

O surto de infecções da varíola do macaco começou a ser registrado em maio fora dos países endêmicos da África.

A OMS o declarou emergência de saúde pública internacional em 23 de julho. Foram reportados à organização mais de 35.000 casos em 92 países, com 12 mortes.

Quase todos os casos novos são registrados na Europa e nas Américas e os especialistas têm estudado amostras destes casos.

“A diversidade entre os vírus responsáveis pelo surto atual é mínimo e não há diferenças genotípicas óbvias entre os vírus de países não endêmicos”, explicou a OMS.

Novo nome 

Enquanto isso, a OMS informou que seu plano de mudar o nome da varíola do macaco levaria “meses”.

A entidade expressou preocupação com o nome, que os cientistas consideram enganoso.

O nome se deve ao fato de que o vírus foi identificado originalmente em macacos usados em pesquisas na Dinamarca em 1958.

No entanto, a doença ocorre com mais frequência em roedores e o surto atual é transmitido de humano a humano.

A OMS pediu ajuda do público para definir um nome novo, com um site na internet no qual qualquer pessoa pode fazer sugestões.

Fonte: Diário de Pernambuco.

‘Estou mais experiente, sei o que é governar e como governar’, diz Lula

Belo Horizonte — O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, se prepara para rodar o Brasil em busca dos votos que precisa para voltar ao Palácio do Planalto após mais de uma década. Ontem, em entrevista por escrito ao Estado de Minas, dos Diários Associados, o líder petista disse querer estabelecer pontes de diálogo com diversos setores da sociedade brasileira, como os sindicatos e o empresariado. Ele não poupou críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) — que será seu adversário nas urnas —, a quem acusou de “fazer palhaçada” nas redes sociais em vez de governar. “Diferente do Bolsonaro, eu vou trabalhar. Desde o primeiro dia, porque não preciso de tempo para aprender a ser presidente — e essa é a principal diferença do Lula de agora para o Lula de 2003. Estou mais experiente, sei o que é governar — e como governar”, afirmou.

Hoje, Lula faz, na Praça da Estação, seu primeiro grande ato político desde o início da campanha eleitoral. Ele vai dividir o palanque com Alexandre Kalil (PSD), candidato ao governo mineiro com o apoio do PT. Também estará no comício o senador pessedista Alexandre Silveira, postulante à reeleição com o endosso da federação à esquerda liderada pelos petistas. “Kalil e Silveira são os meus candidatos aqui em Minas, porque são pessoas com capacidade de diálogo e disposição para o trabalho, que é o que a gente precisa para superar as tragédias criadas por este desgoverno”, disse.

Lula reforça desejo de aliados e pensa em retornar a Minas Gerais antes do primeiro turno, agendado para 2 de outubro. Segundo ele, o estado “tem a diversidade e a complexidade do país”. O ex-presidente prometeu manter os pagamentos mensais de R$ 600 aos cidadãos em situação de vulnerabilidade, mas enfatizou que Bolsonaro “passa por cima das regras” e usa o Auxílio Brasil com fins eleitorais. “Não sei se (esta) é a eleição mais difícil, mas acho a mais importante, porque Bolsonaro não respeita a democracia e tem um projeto de destruição do Brasil”, destacou.

O ato em Belo Horizonte será a primeira atividade oficial de sua campanha. Por que resolveu iniciá-la por Minas Gerais? Acredita que a eleição presidencial, novamente, poderá ser decidida no estado? Vai visitar outras regiões mineiras até outubro?

Minas é um estado fundamental no Brasil. Segunda maior população, segunda maior economia, com uma diversidade enorme em cada uma das suas regiões. Já estive no Triângulo, em Uberlândia, e na Zona da Mata, em Juiz de Fora, este ano e quero estar em outras regiões, sim, no Norte de Minas, no Vale do Aço. Minas tem a diversidade e a complexidade do país. O país é grande. Este ano, a campanha é muito curta, e esta é uma eleição para selar o compromisso dos brasileiros com a democracia, com a paz, com a inclusão social, com nossa soberania e independência.

Quais as afinidades que o senhor descobriu nos encontros que teve até agora com Alexandre Kalil? Muitas pesquisas mostram que o ex-prefeito de BH ainda é desconhecido por parte expressiva dos eleitores do interior do estado. O que fará para tornar Kalil mais conhecido? E o candidato de sua coligação ao Senado, Alexandre Silveira, como impulsionar a candidatura dele?

Kalil é um cara muito sincero, muito digno, corajoso e que fez um excelente trabalho como prefeito de Belo Horizonte. É um cara com muita disposição de botar a mão na massa, de fazer acontecer. Ele e o Alexandre Silveira são os meus candidatos aqui em Minas, porque são pessoas com capacidade de diálogo e disposição para o trabalho, que é o que a gente precisa para superar as tragédias criadas por este desgoverno.

A campanha do presidente Bolsonaro trabalha com um aumento da popularidade dele entre as classes mais desfavorecidas após o anúncio do Auxílio Brasil e o início dos pagamentos do benefício. O senhor vai manter o auxílio por quatro anos? Onde vai buscar orçamento para isso? E o que tem a dizer aos que estão recebendo ajuda financeira?

Claro que vamos manter o auxílio. E vamos fazer mais para gerar emprego, melhorar a educação pública, valorizar o salário mínimo, cuidar de tudo que cuidamos para o povo viver melhor como vivia no meu governo. Vamos fazer isso com a responsabilidade que tive quando fui governo, com a urgência de cuidar de quem está em situação difícil agora, de resolver quem está passando fome. Já o Bolsonaro, depois de três anos e meio sem fazer nada, decidiu tentar enganar o povo às vésperas da eleição. O que tenho a dizer para quem está recebendo auxílio financeiro é para pegar o dinheiro, porque precisam disso, e votar para tirar esse incompetente da Presidência.

Como avalia as críticas feitas na última sexta-feira pelo seu novo aliado, o deputado André Janones, à comunicação e à linguagem utilizada pela esquerda no país? Concorda com a avaliação dele de que é preciso falar de forma mais direta com o povo brasileiro? Qual será a participação de Janones em sua comunicação?

O Janones é uma jovem liderança que conhece a realidade do povo brasileiro e que aprendeu a falar com o povo pela internet justamente por essa grande qualidade dele. Acho que tem dado contribuições importantes, entusiasmadas, assim como todos os outros partidos e lideranças que estão conosco nesse movimento, como o (Geraldo) Alckmin, o Kalil e tanta gente que está se unindo a nós para devolver ao Brasil a normalidade e o direito de uma vida digna aos brasileiros, com comida no prato e trabalho decente.

Bolsonaro disse, em recente tuíte, que o PT defende “aborto, drogas, ideologia de gênero, desencarceramento, controle da mídia/internet, ladrões de celular, financiamento de ditaduras e diálogos cabulosos”. O seu partido, ou o senhor, pessoalmente, defende algum dos itens citados pelo presidente?

Eu não defendo nada disso, e o povo que viveu o meu governo sabe disso. O Bolsonaro fala essas mentiras para tentar distrair, até vocês do Estado de Minas, do que interessa de verdade. Ele trabalha direito? Ele trabalha? Porque ele não governa, faz palhaçada nas redes sociais, anda de moto, de jet-ski, conta mentira no cercadinho. Quando o país precisou de alguém sério na pandemia, ele foi para a tevê contar mentira e fazer piada sobre “gripezinha”, “histórico de atleta”. Demorou para comprar vacina e ainda recusou oferta para pagar mais barato. As estimativas são de que 400 mil pessoas morreram na pandemia por causa da incompetência dele.

É a primeira vez, desde a democratização, que um ex-presidente da República enfrenta nas urnas um presidente no exercício do mandato. Esta é a eleição mais difícil que o senhor vai disputar?

É a eleição em que eu estou vendo o sujeito que ocupa a cadeira usar, descaradamente, a máquina do governo, passar por cima das regras, jogando as contas e os problemas para o orçamento do ano que vem para tentar gerar uma ilusão na eleição. Mas o povo não está caindo nessa dele. Não sei se é a eleição mais difícil, mas acho a mais importante, porque o Bolsonaro não respeita a democracia e tem um projeto de destruição do Brasil.

Considera que houve corrupção no governo federal durante o seu mandato? Como vai, pessoalmente, se empenhar no combate à corrupção em um eventual terceiro mandato?

O que houve no meu governo foi investigação e transparência, não é como hoje, que o presidente vai decretando sigilo de 100 anos para tudo. No meu mandato, tivemos disposição, nunca vista antes, de dar ao país as ferramentas necessárias para investigar e expor os casos de corrupção. Você sabia que no meu governo, pela atuação da Controladoria-Geral da União, que nós criamos, afastamos 5.390 funcionários por irregularidades? A Polícia Federal recebeu investimentos e tinha autonomia. Criamos regras de transparência, a Lei de Acesso à Informação, porque nada que é público deve ser segredo — o que é o exato oposto do que Bolsonaro diz e faz. Então, o meu compromisso primeiro é acabar com sigilos. Depois, voltar a fortalecer as instituições que acompanham as contas públicas e investigam o que está errado.

O que vai fazer de diferente do que fez nos seus mandatos anteriores? E o que fará que o presidente Bolsonaro não conseguiu fazer nos últimos quatro anos?

Diferente do Bolsonaro, eu vou trabalhar. Desde o primeiro dia, porque eu não preciso de tempo para aprender a ser presidente — e essa é a principal diferença do Lula de agora para o Lula de 2003. Estou mais experiente, sei o que é governar e como governar. Então, vou trabalhar desde o primeiro minuto para cuidar do povo brasileiro, conversando com os governadores, com os prefeitos, com as universidades, com os sindicatos, os empresários. E, trabalhando junto com a sociedade, ouvindo todos, aí vai ser possível devolver a cada homem e a cada mulher as três refeições que o Bolsonaro tirou da mesa dos brasileiros. Devolver os empregos que ele e o (Paulo) Guedes fizeram desaparecer. Devolver aos nossos jovens a possibilidade de acabarem seus estudos e entrarem numa universidade, para serem o que quiserem ser. E devolver o Brasil ao posto de país respeitado internacionalmente, atraindo investimentos produtivos, que atua pela paz, pela solidariedade, que protege seu meio ambiente. Um Brasil que volte a nos dar orgulho.

Fonte: Diário de Pernambuco.

Danilo Cabral inaugura comitê com Lupércio, do partido de Marília Arraes, em Olinda

O candidato ao governo de Pernambco pelo PSB, Danilo Cabral, esteve nesta quarta-feira (17) em Olinda, cumprindo agenda na inauguração do comitê da primeira-dama de Olinda, Cláudia de Lupércio, esposa do prefeito Lupércio. Cláudia é filiada ao Republicanos, partido que integra a Frente Popular. Já Lupércio é filiado ao Solidariedade, partido da candidata oposicionista Marília Arraes.

Cláudia disputa mandato para a Assembleia Legislativa de Pernambuco. No evento, estiveram Teresa Leitão (disputa vaga ao Senado), Silvio Costa (primeiro suplente) e Augusto Coutinho (deputado federal), Danilo e Lupércio.

De acordo com Danilo Cabral, Lupércio, junto a ele, conclamou a militância a ganhar as ruas da cidade histórica, levando a mensagem do” conjunto político que mais mudou a vida dos olindenses e dos pernambucanos”. (JC)

Araripina: Polícia prende homem que matou popular na feira livre de Trindade

No final da tarde dessa terça-feira (16), os Policiais Civis da Equipe Malhas da 24ª DESEC e Policiais Civis da 24ª DPH/ Delegacia de Homicídios , em uma ação conjunta, após a realização de diversas diligências de investigação e campanas , deram cumprimento ao mandado de Prisão Preventiva em desfavor do Foragido da Justiça D.B. C*. No momento da prisão, o Foragido D.B.C tentou fugir e reagir a prisão, mas foi alcançado, cercado e capturado pelos Policiais Civis, sendo assim necessário o uso das algemas .

Os Policiais Civis estavam no encalço de D.B.C há cerca de 3 meses, quando os Policiais Civis tentaram capturar o Foragido na Cidade de Lagoa Grande, nos Distritos de Nascente e Gergelim, zona rural de Araripina-PE, em seguida no Distrito de Monte Santo e na cidade de Simões-PI, tendo conseguido escapar do cerco policial* , mas nesta data, apos dias fazendo campanas, os policiais conseguiram executar a prisão do Foragido da Justiça.

D.B.C . é acusado da prática de homicídio qualificado Consumado, praticado na cidade de Trindade-PE , no dia 05/12/2021, crime ocorrido na Feira livre de Trindade-PE, contra a vítima Judicley da Silva Araújo. O Foragido encontra-se recolhido na cela da Delegacia Seccional de Araripina-PE, aguardando a realização e a deliberação da Audiência de custódia.

Registrar aqui a Dedicação, a Coragem e Persistência dos Policiais Civis para executar essa prisão-captura.

Charlles e Tiringa disputam eleição para deputado federal pelo PRTB

A dupla de youtubers do canal Comédia Selvagem, Charlles Reckson e Tiringa, são candidatos para deputado federal pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB). A dupla de Serra Talhada – PE anunciou pré-candidatura no final do mês de junho para disputar uma vaga — para ambos — na Câmara dos Deputados.

Numa live feita no final de junho, ao lado de Tiringa, Charlles menciona que na eleição passada 3 milhões de eleitores se abstiveram de seus votos. Segundo ele, isso representa a descrença da população brasileira com o poder legislativo. Charlles estimula o povo a acreditar nas novas opções e que entrarão para aprender e procurar fazer diferente na política brasileira.

A dupla frisa que não precisa de dinheiro da política e está concorrendo a uma cadeira na Câmara dos Deputados para trazer mudança; caso não consigam viabilidade em suas propostas desistirão do cargo antes mesmo do mandato acabar.

Na última terça-feira (16) eles anunciaram o jingle para sua campanha. O número dos candidatos para a disputa eleitoral é 2800.

Fonte: Araripina em Foco.

Neoenergia oferece até 40% de desconto para clientes de Araripina e Ouricuri que quitarem contas atrasadas

O Feirão Fique em Dia vai zerar cobranças de juros, correção monetária e multa das faturas com mais de 180 dias em atraso. Para quem quiser pagar parcelado em até 24 parcelas, a opção será via cartão de crédito com desconto de 23% na taxa de serviço

A Neoenergia Pernambuco iniciou, nesta segunda-feira (15), uma campanha de negociação voltada para clientes residenciais nos munícipios de Araripina e Ouricuri. O Feirão Fique em Dia tem a finalidade de oferecer mais facilidades de pagamento aos clientes, zerando as cobranças de juros, correção monetária e multa das faturas com vencimento superior a 180 dias. Com isso, o desconto para o cliente será de até 40% da dívida total. A condição especial terá uma duração de 30 dias e permitirá a quitação do débito à vista ou parcelado em até 24 prestações no cartão, com o desconto de 23% na taxa de serviço cobrada pelo cartão de crédito.

A intenção da companhia é contribuir com a recuperação financeira dos consumidores no município que se depararam com dificuldade no orçamento doméstico no último ano e torná-los adimplentes com a concessionária. O cliente de Araripina ou Ouricuri interessado em aproveitar a oportunidade do Feirão Fique em Dia deve acessar o Portal de Negociação da empresa (www.neoenergiapernambuco.com.br), clicar no link negociação de dívidas e realizar todo o processo. Além do site, as negociações podem ser realizadas via Whatsapp (3217-6990) e pelo teleatendimento, no número 116.

“Atenta ao atual cenário econômico, a Neoenergia Pernambuco está oferecendo condições realmente diferenciadas aos clientes residenciais cujos débitos superam seis meses de atraso. A oportunidade contempla, sobretudo, a desoneração de encargos. Essa é uma chance única e acreditamos poder contribuir com as famílias em maior aperto financeiro”, destaca o superintendente de Gestão da Receita da Neoenergia, Marcelo Arnaud.

A negociação para cliente residencial é mais uma iniciativa da empresa com a finalidade de contribuir com a saúde financeira das famílias pernambucanas. Nos últimos anos, a concessionária ampliou suas formas de pagamento digital, com possibilidades de quitação via Pix, débito em conta, além de parcelamento ou pagamento recorrente no cartão de crédito. O atendimento ao público foi ampliado e passou a ser feito também pelo Whatsapp, Facebook, teleatendimento (116), site oficial (www.neoenergiapernambuco.com.br) e nas tradicionais lojas de atendimento.

SOBRE A NEOENERGIA PERNAMBUCO

A Neoenergia Pernambuco distribui energia elétrica para os 184 municípios de Pernambuco e para a cidade de Pedras de Fogo, na Paraíba. Também é responsável pela geração e distribuição de energia elétrica no Arquipélago de Fernando de Noronha. Sua área de concessão é de 98,5 mil quilômetros quadrados. A empresa tem 3,8 milhões de clientes (9,4 milhões de habitantes).

Fonte: assessoria de comunicação.