Exu: Nota de esclarecimento do candidato a prefeito João Victor Bento

Direito de resposta concedido pelo Blog do Cariri Filho ao candidato a prefeito de Exu-PE, João Victor Bento (REPUBLICANOS).

Nota de Esclarecimento

Nesta terça-feira, 13, o blog Cariri Filho publicou uma matéria tendenciosa e infundada sobre a carreata realizada pelos candidatos a prefeito e vice-prefeito João Victor Bento e Dr. Ulisses, neste sábado, 10, em Exu.

Nosso evento foi feito de forma organizada, pacífica e respeitando todas as normas sanitárias. Em nenhum momento a rodovia Asa Branca ficou interditada pela carreata. Nossa equipe trabalhou com empenho na organização dos veículos, que em nenhum momento do percurso atrapalhou o trânsito. Todos os carros e motos permitiram a passagem da ambulância, que era do município de Exu e não do SAMU, como foi dito na matéria.

Seguimos com nossa palavra e compromisso com a sociedade exuense, e durante toda a carreata foram utilizados apenas fogos de artifícios silenciosos. Os fogos soltados durante a inauguração do Comitê Ponto 10 não são de responsabilidade da coordenação e organização do evento, e isto foi esclarecido por João Victor Bento na hora do ocorrido, e novamente pediu a todos os correligionários que não soltassem fogos de artifício durante os eventos da campanha.

Infelizmente, um cidadão e apoiador do nosso partido foi agredido fisicamente por um indivíduo da oposição, que na tentativa de atrapalhar nosso evento, invadiu a rodovia com seu veículo e paredão de som, atrapalhando a passagem da carreata. Prestamos toda a assistência ao nosso eleitor e as medidas legais cabíveis foram tomadas.

Advertimos que a produção e o compartilhamento de notícias falsas e boatos é crime, incorrendo nas penas tipificadas pelo Código Penal brasileiro no capítulo que trata dos crimes contra a honra, nos art. 138 a art. 141.

Estamos vigilantes no combate de notícias falsas e boatos. Seguimos nossa campanha de forma limpa, com trabalho e compromisso com o povo exuense e repudiamos veementemente aqueles que insistem em criar situações para macular nossa imagem com o intuito de se autopromover.

Regivaldo Macedo tem candidatura indeferida para prefeito de Ouricuri pelo TRE-PE

A justiça da 82ª zona eleitoral de Ouricuri-PE, indeferiu nessa terça-feira (13), a solicitação de registro de candidatura de Regivaldo Macedo (Patriota) para prefeito de Ouricuri.

Segundo a sentença do juiz eleitoral, dr. Carlos Eduardo das Neves Mathias, o candidato não apresentou a documentação exigida pela legislação vigente até o prazo de intimação.

Decisão: INDEFIRO o pedido de registro de candidatura de Regivaldo Vieira de Macedo, para concorrer ao cargo de prefeito no município de Ouricuri.

Justiça eleitoral impugna candidatura de Botinha Coelho em Ouricuri-PE

Nesta terça-feira (13 de outubro), a justiça eleitoral de Ouricuri-PE, a través do juiz da 82ª zona, Carlos Eduardo Das Neves Mathias indeferiu o pedido de registro de candidatura da chapa: Botinha Coelho (Solidariedade) e Assis Junior (PT).

O Ministério Público Eleitoral havia pedido a justiça pela impugnação de Botinha Coelho, alegando o seu parentesco com o atual prefeito, Ricardo Ramos, que vai pra reeleição. Botinha Coelho é casado com Aniele Ramos, que é irmã do prefeito Ricardo.

Na sentença, o juiz destaca que: “permitir que parentes disputem eleições numa mesma circunscrição, inclusive de forma antagônica, é muitas vezes a garantia de que o poder jamais sairá das mãos de uma mesma família, sendo, por isso mesmo, irrelevante a questão da suposta inimizade entre os candidatos”.

Na decisão, o juiz cita o art. 14, § 7º da Constituição do Brasil, deve ser interpretado de maneira a dar eficácia e efetividade aos postulados republicanos e democráticos da Constituição, evitando-se a perpetuidade ou alongada presença de familiares no poder.

Ainda segundo a justiça, apenas hipoteticamente, é conveniente uma inimizade apenas apresentada ao eleitorado, pois além de formar uma base de eleitores e simpatizantes crentes que o parentesco não faz o impugnado perpetuar o poder intra familiar, já prepararia o eleitorado para o candidato a ser indicado logo após o indeferimento do Registro de sua Candidatura.

Por isso, a hipótese legal e constitucional são tão sábias, pois prevê a hipótese de que em quatro paredes os parentes se confraternizam e vivem em harmonia ao tempo em que para o eleitorado são inimigos ostensivos, o que faço consignar apenas na forma de hipótese, pois idependentemente de se tratar de ou não de dissimulação eleitoral tão só para o eleitorado, as normas alhures apontadas obstam a candidatura do impugnado.

Decisão: Isso posto, nos termos do art. 14, § 7º, da Constituição Federal c/c art. 1º, § 3º, da Lei Complementar 64/90, JULGO PROCEDENTE o pedido contido na AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE PEDIDO DE REGISTRO DE CANDIDATURA com o indeferir o registro de candidatura de LENARTE ALENCAR COELHO e, por via de consequência, INDEFIRO a chapa majoritária respectiva.

A decisão é passível de recurso.

Candidato a prefeito de Exu João Victor Bento volta atrás e promove carreata com fogos e sem organização

O candidato a prefeito de Exu-PE, João Victor Bento (Republicanos), realizou no último sábado (10) na cidade do Rei do Baião, uma carreata com seus simpatizantes. O evento sem organização, os veículos fecharam a rodovia Asa Branca, impedindo até mesmo a passagem de uma ambulância do SAMU, que de cirene ligada buscava passar para fazer um socorro.

A manifestação também foi surpreendida pelos exuenses com uma bateria de fogos, de estampidos, revoltando os moradores de Exu, com a falta de compromisso do candidato João Victor Bento que se comprometeu em redes sociais em fazer uma campanha sem uso de fogos, mas, bastou o primeiro evento para a promessa ir de água abaixo.

Na fala de João Victor no ato político que não respeitou as regras sanitárias glomerando as margens da rodovia, a coligação organizou uma bateria de fogos de artificio. A carreata também ficou marcada pelo registro de brigas e acidentes.

Cautelar determina suspensão de pagamentos de contrato de locação de tendas em Ouricuri

A Segunda Câmara do TCE homologou, na manhã da última quinta-feira (8), uma Medida Cautelar (nº 2055863-6) expedida pelo conselheiro Marcos Loreto determinando que a Prefeitura de Ouricuri suspenda os pagamentos relativos ao contrato nº 10/2017, referente à locação de tendas armadas em locais públicos nos serviços de enfrentamento da Covid-19. A aprovação foi unânime.

A medida de urgência foi decidida após uma análise técnica do Tribunal que apontou indícios de duas irregularidades no acordo: a prorrogação contratual sem justificativa, falha prevista na Lei de Licitações, e o superfaturamento no valor da locação das tendas. Segundo o relatório de auditoria, que apresenta uma comparação de preços pagos por sete municípios da região, a Secretaria de Saúde de Ouricuri alugou o material por R$ 274,48 por dia útil. A média levantada do valor de mercado, no entanto, foi de R$ 35,57 por dia, o que indica um sobrepreço de 617,12% na localidade.

A partir dos resultados da auditoria, o conselheiro Marcos Loreto expediu a cautelar determinando a interrupção do contrato em andamento, através do qual já foram pagas duas parcelas no valor total de R$ 317.991,93. O relator concedeu, ainda, o prazo de cinco dias para que o prefeito do município se manifestasse sobre a deliberação, mas o gestor não se pronunciou em defesa.

Além da homologação, o TCE determinou a formalização de uma Auditoria Especial para que, de forma definitiva, possa analisar a regularidade do contrato, assim como outros fatos que possam ser verificados pelo seu corpo técnico.

SESSÃO – Estiveram presentes na sessão o relator e presidente da Segunda Câmara, conselheiro Marcos Loreto, os conselheiros Carlos Porto e Teresa Duere e os conselheiros substitutos Luiz Arcoverde, Carlos Pimentel e Adriano Cisneiros. O procurador Ricardo Alexandre foi o representante do Ministério Público de Contas.

Jovem é morta a tiros durante festa de aniversário na zona rural de Ouricuri

A jovem Flávia Andressa da Silva Rodrigues, 26 anos, foi morta a tiros na madrugada desse domingo, 11, durante uma festa de aniversário numa chácara localizada na estrada que dá acesso ao Sítio Tamboril, na zona rural de Ouricuri.

Em depoimento à polícia, o proprietário da chácara e testemunhas relataram que aproximadamente 60 pessoas participavam da festa, entre homens e mulheres, com consumo de bebidas alcoólicas, quando o crime aconteceu.

Policiais militares isolaram o local do crime e repassaram a ocorrência para a Delegacia de Polícia Civil da cidade. Um inquérito foi instaurado para investigar a autoria e motivação do homicídio. (Por Alvinho Patriota)

Morre ex-vereador de Granito Antonio Sales; Maurílio Sampaio lamenta sua partida

Imagem (Rosalí, Antonio Sales de Oliveira e Maurílio Sampaio)

“Um legado construído com serviço prestado e cuidando do povo, um amigo que partiu e que deixou sua história e um legado de amizade”, disse Maurílio.

O ex-vereador de Granito-PE, Antonio Sales faleceu neste domingo (11), vítima de parada cardíaca.

Antônio Sales, vereador de 4 mandatos, ocupou a cadeira por 20 anos na Câmara Municipal de Granito, quando saiu da política deixou seu legado e herdado pelo filho Netinho (João Gutemberg) que ocupou com muita responsabilidade, respeito e a mesma firmeza do seu pai a cadeira por ele ocupada, Netinho também foi vice prefeito.

“Eu, Maurílio Sampaio e minha família, os filhos de Senhor Givaldo Sampaio perdemos um grande amigo, um irmão em verdade como somos da família, nossos sentimentos a nossa amiga Rosali (vereadora) que hoje está na luta para manter o legado de seu irmão, a Paula, Maria, minha amiga Veronica, Alacoque, Paulo, Neuricelia, Lena sua esposa, Corrinha sua cunhada, Alana sua filha, Hiago, Hiarlin, Ítalo, Nicioke e seus sobrinhos e netos”.

              Maurilio Sampaio

Gerente Geral de Articulação Regional da Casa Civil do Governo de Pernambuco

Exu confirma a 12º morte causada pelo novo coronavírus; número total de casos chega a 587

A Secretaria de Saúde de Exu, no Sertão de Pernambuco, registrou mais um óbito causado pelo novo coronavírus na sexta-feira (09). De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, trata-se de um idoso de 85 anos, que estava em tratamento hospitalar e residia no Centro da cidade.

O município também confirmou mais dois casos de Covid-19 nesta sexta (09). De acordo com a Secretaria de Saúde, os dois pacientes estão clinicamente bem e sendo monitorados pelas equipes de saúde. O município totaliza agora 587 casos, com 546 curas clínicas, 12 óbitos e 29 casos ativos da doença. (Do G1 Petrolina)

Câmara de Vereadores de Ouricuri prorroga inscrições de concurso público

As inscrições para o concurso público da Câmara de Vereadores de Ouricuri que se encerraram em 5 de outubro foram prorrogadas até o dia 26 desse mesmo mês. Interessados em participar podem se inscrever no site do IDIB (Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro), organizador do certame. A taxa varia de R$ 70 a R$ 100, conforme o cargo desejado.

Os candidatos concorrem a seis vagas de contratação imediata e 30 de cadastro reserva para as funções de Agente Administrativo, Técnico em Contabilidade, Técnico em Informática, Recepcionista e Auxiliar de Serviços Gerais.

As provas objetivas estão previstas para o dia 29 de novembro em Ouricuri. O certame terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da câmara.

Prefeito conquista Parque Industrial para Exu e anuncia instalação de fábrica de sandálias que vai gerar 350 empregos

Cerca de 200 empregos diretos e 150 indiretos devem ser gerados com a chegada de uma indústria de calçados em Pernambuco. A Indústria de Sandálias Apuana será instalada no novo Polo Empresarial do Estado, na cidade de Exu, no Sertão do Araripe.

O empreendimento, que terá um investimento de R$ 9 milhões, foi anunciado nesta quinta-feira (8) pelo governador Paulo Câmara durante encontro com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach; o diretor-presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima;  vice-prefeito de Exu, Sandruilton Tavares; secretário de administração e planejamento de Exu, Rafael Saraiva e diretores da empresa.

O novo Polo Empresarial de Exu, localizado às margens da Rodovia PE 507 em um terreno de 12 hectares, terá capacidade para abrigar até sete empresas. Os projetos deverão ser finalizados entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.

A licitação para realização das obras está prevista para março de 2021 e devem ser iniciadas ainda no primeiro semestre do mesmo ano.

“Estamos vendo por igual todas as regiões e buscando oportunidades dentro das potencialidades de cada uma. Exu recebe um empreendimento importante, uma empresa com mais de dez anos de atuação no Ceará. São investimentos altos e eles contam com o apoio do Governo de Pernambuco para buscar justamente o desenvolvimento, a geração de renda e empregos de qualidade que possam fazer a diferença para o povo sertanejo”, detalhou o governador.

A marca de calçados que vai se instalar em Exu já está presente em todo o Brasil e em outros países da América do Sul. A produção de 400 mil pares de sandálias por mês deverá ser ampliada na nova unidade Pernambucana. A marca atua nos segmentos baby, infanto-juvenil, feminino e masculino.