Governo do RJ confirma transmissão local de variantes brasileira e britânica do coronavírus

G1

O governo do Rio de Janeiro confirmou que existe transmissão local das variantes brasileira e do Reino Unido do coronavírus no estado. A informação foi divulgada em uma nota conjunta das secretarias de Saúde do estado e do município no fim da noite desta quinta-feira (18).

As autoridades do estavam investigando o histórico dos pacientes, para saber onde eles foram contaminados.

Segundo as autoridades, 4 pacientes sem registro de viagens foram infectados com as novas cepas — um quinto paciente, também contaminado, veio de Manaus.

“O levantamento constatou que, com exceção do paciente oriundo de Manaus, os demais são autóctones, ou seja, a contaminação aconteceu dentro do próprio estado. Desta forma, a avaliação confirmou que as novas cepas já estão circulando em pelo menos um município do estado, o Rio de Janeiro, e provavelmente, Nova Iguaçu”, diz a nota das secretarias.

Dos quatro casos registrados com a cepa de Manaus, dois são moradores da capital e já estão recuperados; um é um paciente transferido de Manaus que permanece internado no Hospital Federal do Servidor; e outro é um morador de Belford Roxo, que morreu.

O paciente contaminado com a cepa do Reino Unido é morador da capital e também já está recuperado.

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde, alerta para a possibilidade do vírus estar circulando por outros municípios, já que a capital recebe muitas pessoas de outras cidades, principalmente da Região Metropolitana.

Novas variantes

A variante brasileira, descoberta em Manaus (AM), foi chamada de P1. E a linhagem identificada no Reino Unido é a VOC 202012/01.

Quanto mais o vírus circula, maior a probabilidade de surgirem novas variantes dele, mas não necessariamente mais fortes ou mais transmissíveis.

Além do RJ, São Paulo, Pará, Roraima e Ceará já tinham mapeado pacientes com a P1.

Blog Magno Martins

A aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro entre os beneficiários do auxílio emergencial cresceu 13 pontos percentuais em 15 dias e chegou a 49%. A desaprovação caiu de 51% para 43% no período. Os números foram aferidos em pesquisa PoderData realizada de 15 a 17 de fevereiro de 2021 e comparados com o levantamento feito duas semanas antes.

O patamar de aprovação do estudo divulgado hoje é parecido com o observado na 2ª quinzena de janeiro, quando a taxa era de 52%. O noticiário das últimas semanas destacou intensamente a possibilidade de um novo coronavoucher. Bolsonaro mesmo admitiu que o programa deverá voltar em março, com mais 3 ou 4 parcelas.

Esse eleitorado – que recebeu o benefício (e que espera a extensão) – segue sendo o maior sustentáculo da aprovação ao governo federal. O levantamento ouviu 2.500 pessoas nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O auxílio emergencial foi criado para mitigar os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da covid-19. Com o isolamento social, milhões de brasileiros ficaram sem trabalhar. Os mais pobres foram os mais atingidos.

O benefício durou de abril de 2020 a janeiro de 2021. Agora, a equipe econômica estuda com o Congresso a melhor forma de estender o programa. Dessa vez, a ideia é distribuir um valor menor para menos beneficiários, tornando-o assim mais “sustentável” para as contas públicas.

A alta na aprovação do governo entre os que receberam o dinheiro ou têm parentes que foram contemplados coincide com o período em que as articulações para extensão do programa avançam. Clique aqui e confira a matéria completa.

Pernambuco já tem o segundo prefeito cassado; TRE-PE manda presidente da Câmara assumir e convocar nova eleição

By Guilherme Aguiar

Prefeito, vice e ex-prefeita estão inelegíveis por oito anos

Com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), os dois serão afastados e o presidente da Câmara de Vereadores deverá assumir a Prefeitura e convocar novas eleições.

Por 7 votos a 0, os desembargadores do TRE-PE, reunidos em sessão plenária por videoconferência, negaram provimento aos recursos que tentavam anular a sentença do juiz eleitoral de Arcoverde, Draulternani Melo Pantaleão.

Em 13 de novembro passado, em julgamento de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), o magistrado de primeiro grau cassou os registros de candidatura do prefeito e vice-prefeito por prática de abuso de poder político e econômico.

Os políticos, entretanto, foram diplomados em dezembro, amparados por uma liminar. A liminar foi concedida com o objetivo de assegurar a proclamação do candidato como eleito enquanto o mérito não havia sido julgado.

Com o julgamento do mérito nesta quinta-feira, prevalece a decisão da primeira instância, que cassou os registros de candidatura.

Maria Madalena Santos de Brito, ex-prefeita de Arcoverde, também é ré no processo. Com base Artigo 22 da Lei Complementar 64/1990, os três ficarão inelegíveis por oito anos.

O relatório, acompanhado por toda a Corte Eleitoral, é de autoria do desembargador Rodrigo Cahú Beltrão.

O julgamento pode ser assistido na página do TRE-PE no YouTube (https://www.youtube.com/watch?v=J55vLLa44eo).

Câmara decide amanhã se mantém prisão de deputado

Blog Magno Martyins

Após audiência de custódia e decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), líderes partidários decidiram marcar, para as 17h de amanhã, a sessão plenária que decidirá sobre a manutenção ou não da detenção. O anúncio oficial foi feito pela assessoria de imprensa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Os líderes se reuniram na tarde de hoje com Lira na residência oficial da Casa. Segundo presentes no encontro, a maioria dos deputados deve votar para manter a prisão. São necessários votos de 257 deputados (maioria absoluta da composição da Câmara), em votação nominal e aberta.

Silveira foi preso na terça-feira (16) por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) após publicar um vídeo em redes sociais com apologia ao AI-5, principal instrumento de repressão da ditadura militar, e defesa do fechamento do STF. As duas pautas são inconstitucionais.

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e referendada, por unanimidade, pelos colegas da Corte em sessão nesta quarta-feira.

Após a audiência de custódia, o STF decidiu manter a prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). Ficou definido, ainda, que o deputado será transferido da Superintendência da Polícia Federal do Rio para o Batalhão da Polícia Militar, que tem melhores condições carcerárias para ter a custódia da prisão.

A conversão da prisão em flagrante para preventiva deve ocorrer apenas depois que a Câmara dos Deputados decidir se mantém ou derruba a ordem de prisão.

PRF registra menos acidentes, mortes e feridos nas rodovias federais em Pernambuco no período do Carnaval

Foto: Reprodução

(G1 Petrolina)

O carnaval de 2021 teve menos acidentes, mortos e feridos nas estradas federais que cortam Pernambuco. Os dados foram divulgados, nesta quinta (18), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Neste ano, devido à pandemia da Covid-19, não houve festas no estado.

Em dezembro de 2020, o governo pernambucano anunciou a suspensão dos festejos. Em janeiro de 2021, cancelou o ponto facultativo de servidores, seguido por várias prefeituras do Grande Recife.

De acordo com o balanço da Operação Carnaval 2021, entre sexta (12) e a quarta (17), ocorreram 61 acidentes, com 30 feridos e três mortes em Pernambuco. No Brasil, foram 77 mortes e 789 acidentes.

No ano passado, o carnaval foi realizado pouco antes da confirmação dos primeiros casos do novo coronavírus em Pernambuco. Em 2020, segundo a PRF, foram 69 acidentes, com 47 feridos e quatro mortes.

O número de acidentes teve redução de 11%. A queda da quantidade de feridos ficou em 36%. Já o número de mortos registrou uma diminuição de 25%.

Ainda de acordo com o balanço da PRF, os três acidentes com morte envolveram motocicletas. Um deles ocorreu na noite de sábado (13), no quilômetro 73 da BR-423, em Jupi, no Agreste.

O condutor de uma moto entrou na contramão da rodovia e bateu de frente em um carro. O motociclista morreu após o impacto e o motorista do carro saiu do local antes da chegada da polícia.

Em seis dias de ações, foram fiscalizados 4.614 veículos e 4.691 pessoas. A PRF emitiu 2.273 autos de infração.

Entre eles, destacam-se 212 por ultrapassagens em local proibido, 126 pela falta de cinto de segurança, 26 pela falta do capacete, 21 pela ausência da cadeirinha. Sete pessoas foram flagradas dirigindo depois de beber, sendo uma delas detida.

Foram recolhidos 47 animais que estavam soltos nas rodovias e retiradas de circulação 91,7 toneladas de excesso de peso de veículos de carga.

Nesse período, também foram recolhidos 169 veículos irregulares e 308 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs).

Ministério da Saúde apresenta a governadores cronograma para entregar 230,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 até julho

By Guilherme Aguiar 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou hoje (17), em reunião virtual com governadores, o cronograma de entregas, a quantidade de imunizantes e os contratos para compra de mais vacinas.

Pazuello prometeu que, do final de fevereiro até julho, serão distribuídas aos estados mais de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19.

“Totalizaremos até 31 de julho quase 231 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, ou seja, o suficiente para dar tranquilidade de proteção à população contra essa doença”, afirmou o ministro a governadores, segundo apurou a Central de Notícias.

As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro: serão 2 milhões de doses da AstraZeneca/Fiocruz, importadas da Índia, e 9,3 milhões da Sinovac/Butantan, produzidas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Em março, a pasta também aguarda a chegada de 18 milhões de doses da vacina do Butantan e mais 16,9 milhões da vacina da AstraZeneca, de acordo com o Ministério.

O cronograma do primeiro semestre apresentado pelo ministro também leva em conta as negociações com os laboratórios União Química/Gamaleya e Precisa/Bharat Biotech, para a chegada da vacina russa Sputnik V e da indiana Covaxin, respectivamente. A previsão é de que o contrato com os dois laboratórios seja assinado ainda nesta semana, segundo o Ministério da Saúde.

Confira, o cronograma de entregas e quantidades previstas em contratos:

Fundação Oswaldo Cruz (vacina AstraZeneca/Oxford)

Janeiro: 2 milhões (entregues)
Fevereiro: 2 milhões (importadas da Índia)
Março: 4 milhões (importadas da Índia) + 12.900.000 (produção nacional com IFA importado)
Abril: 4 milhões (importadas da Índia) + 27,3 milhões (produção nacional com IFA importado)
Maio: 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Junho: 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Julho: 3 milhões (produção nacional com IFA importado)

Total primeiro semestre: 112,4 milhões de doses

A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deverá entregar mais 110 milhões de doses, com produção 100% nacional, segundo o Ministério da Saúde.

Fundação Butantan (vacina Coronavac/Sinovac)

Janeiro: 8,7 milhões (entregues)
Fevereiro: 9,3 milhões
Março: 18,1 milhões
Abril: 15,9 milhões
Maio: 6 milhões
Junho: 6 milhões
Julho: 13,5 milhões

Total: 77,6 milhões de doses

Até setembro, serão entregues mais de 22,3 milhões de doses da Coronavac, totalizando os 100 milhões contratados pelo Ministério da Saúde, de acordo com a pasta.

Covax Facility

Março: 2,6 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)
Até junho: 8 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)

Total: 10,6 milhões de doses

União Química (vacina Sputnik V/Instituto Gamaleya/RUS)

Março: 400 mil (importadas da Rússia)
Abril: 2 milhões (importadas da Rússia)
Maio: 7,6 milhões (importadas da Rússia)

Total: 10 milhões de doses

Com a incorporação da tecnologia da produção do IFA, a União Química deverá produzir, no Brasil, 8 milhões de doses por mês, estima o Ministério da Saúde.

 Precisa Medicamentos (vacina Covaxin/Barat Biotech/IND)

Março: 8 milhões (importadas da Índia)
Abril: 8 milhões (importadas da Índia)
Maio: 4 milhões (importadas da Índia)

Total: 20 milhões de doses

 Central de Notícias

 

Bodocó: Menores são apreendidos suspeitos de furtar perfumaria

Foto: divulgação Polícia Civil de PE

Por  Roberto Gonçalves

Policiais Civis da 24a Desec e Policiais Militares lotados no 7º BPM, em operação conjunta, realizada no dia de ontem, 17/02/2021, após receberem informações de as pessoas de iniciais A.R.C.R, D.O.R, V. E. S.S e A.N.S, sendo três menores, e um maior de idade, todos residentes na cidade de Bodocó, teriam realizado um furto de um perfumaria no Distrito de Timorante, Exu-PE. Na ação criminosa foram localizados diversos objetos entre bolsas, perfumes, joias, etc.

Nas diligências os elementos foram localizados e confessaram participação no furto ocorrido na cidade de Exu. Os quatro envolvidos, foram apresentados na Delegacia de Bodocó, e diante da impossibilidade de apreensão/autuação, vez que o crime foi praticado há três dias, foram instaurados os devidos procedimentos cabíveis por meio de portaria.

As ações continuam com o intuito de repelir as ocorrências de furto e roubo nas cidades que compõe a Região do Araripe.

Araripina registra a 60ª morte por covid-19

Foto: Blog do Roberto

O município de Araripina confirmou mais uma morte em decorrência da Covid-19. Agora o total de vítimas chega a 60. As informações foram confirmadas no boletim apresentado na noite dessa quarta-feira (17) pela Secretaria Municipal de Saúde. Não foram repassadas informações sobre o paciente que veio a óbito.

Agora o número de diagnosticados com a doença está em 3.900, com 3.745 curas clínicas e 57 casos em investigação. Foram confirmados 8 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h.

No Sertão do Araripe já foram registradas 203 mortes decorrentes do novo coronavírus. Foram 60 em Araripina, 38 em Ouricuri, 28 em Ipubi, 27 em Trindade, 25 em Exu, 15 em Bodocó, 05 em Santa Filomena, 04 em Santa Cruz e 01 em Moreilândia.

Parnamirim registra novos casos da Covid-19 e mais um óbito no boletim de quarta (17)

Resultado de imagem para covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde de Parnamirim informou na noite dessa quarta-feira (17), o número de casos da Covid-19 entre os dia 11 e 17 de fevereiro. A cidade teve uma alta de casos nos últimos meses, mas agora, mesmo apresentando uma queda, registra mais um óbito, 13 novos casos e 8 curas.

As informações tem base nos serviços prestados por três bancos de dados, o E-SUS VE (Ministério da Saúde), CIEVS/PE (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco) e o Municipal.

A Secretaria afirmou que continua priorizando a privacidade dos positivados e que eles continuam e os orienta a ficarem em isolamento domiciliar e que os exames são entregues pelas unidades de saúde em cada localidade.

Cidinha Medrado

Juntas são reconduzidas à presidência da Comissão de Direitos Humanos da ALEPE até o fim de 2022

By Guilherme Aguiar

As Juntas codeputadas (PSOL/PE) tiveram uma importante conquista política na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe): foram reconduzidas presidentas da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular (CCDHPP) da Casa, mantendo também as suplências nas Comissões de Direitos da Mulher e de Educação e Cultura. A confirmação foi publicada no Diário Oficial do último sábado e confirmada na reunião virtual da Comissão nesta quarta-feira (17).

A participação da mandata das Juntas nestes espaços amplia o potencial de conexão entre as questões trazidas pela sociedade e o poder legislativo, em espaços que são entendidos como cruciais para as parlamentares: cultura, educação e direitos humanos, sempre atravessados pela perspectiva antirracista, popular, anticapitalista, anticapacitista e antlgbtfóbica.

A manutenção do comando da CCDHPP reflete a intensa atuação das codeputadas no apoio à população em casos de violação de direitos humanos e retração da condição de cidadania. O nome das Juntas foi efetivado num diálogo entre as bancadas independente, de oposição e de situação e foi validado na reunião ordinária de hoje da Comissão de Direitos Humanos.
Durante o ano de 2020, a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Alepe acolheu denúncias diversas, como situação de assédio moral sofrido por servidora pública; violência policial no interior; agressão em unidade de saúde; negligência com pessoas privadas de liberdade; ameaças a agricultores; abuso de autoridade; LGBTfobia; conflito indígena; racismo; e intolerância religiosa.

Em 2020 foram realizadas 18 reuniões ordinárias e uma reunião extraordinária, de maneira remota, devido à crise sanitária da covid-19. Nessas reuniões, foram distribuídos 880 Projetos de Lei, relativos às diversas temáticas, nesses dois anos. Destes, foram aprovados 318 PLs.

Um dos momentos marcantes do biênio foi a audiência pública, realizada em 2019, que reuniu cerca de 300 membros dos 14 povos indígenas que vivem no Estado de Pernambuco sobre o tema “As perdas de direitos dos povos indígenas em Pernambuco”. Um momento histórico, onde a Casa Legislativa Estadual abriu pela primeira vez espaço para receber os povos originários que trouxeram, além de toda a sua cultura e ancestralidade, muitas demandas que tratavam de meio ambiente, saúde e educação dos povos indígenas.

As Juntas entendem que a Comissão de Direitos Humanos tem um papel relevante e estratégico na Assembleia, pois ela é um importante espaço de diálogo do legislativo estadual com a população mais vulnerável, que encontra-se mais desamparada do apoio estatal. Inúmeros segmentos discriminados têm buscado esta comissão para colocar suas demandas e suas propostas na pauta da ALEPE.

Como uma mandata feminista, antirracista e anticapitalista, as codeputadas têm buscado priorizar esses segmentos mais vulneráveis, mas sem deixar de dar atenção a toda e qualquer solicitação que chega para elas. O compromisso das parlamentares é atuar ainda mais fortemente na agenda dos direitos humanos e do enfrentamento a todas as formas de opressão.