Bolsonaro anuncia professor e pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o pastor da Igreja Presbiteriana Milton Ribeiro para assumir o comando do Ministério da Educação. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira (10/07).

Ribeiro é vice-presidente do conselho deliberativo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, da qual foi vice-reitor. Desde maio de 2019, é membro da Comissão de Ética Pública ligada à Presidência da República, tendo sido nomeado por Bolsonaro.

O pastor foi o primeiro indicado pelo presidente para integrar o colegiado, que tem a função de investigar ministros e funcionários do governo. Seu mandato termina em 2022, mas ele deverá abdicar do posto para assumir o comando do MEC.

Segundo o currículo na Plataforma Lattes, mantida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ele é graduado em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul, doutor em educação pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em direito constitucional pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, instituição da qual é ex-vice-reitor.

Desde maio de 2019, Ribeiro é membro da Comissão de Ética Pública da Presidência da República — primeiro a ser nomeado para o órgão por Bolsonaro.

No governo Bolsonaro, o MEC é uma das pastas que mais sofrem a influência da ala ideológica do governo, que segue o ideólogo Olavo de Carvalho. Abraham Weintraub foi o principal representante dessa ala.

Antes do anúncio de Milton Ribeiro, Bolsonaro nomeou indicados por Weintraub para o Conselho Nacional da Educação. Os nomes indicados por Weintraub, quase todos aprovados por Bolsonaro, agradam a ala ideológica que apoia o presidente. São perfis conservadores, do movimento Escola Sem Partido, nomes próximos do escritor Olavo de Carvalho ou que defendem a ampliação do ensino a distância

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.