Inscrições para cursos técnicos do Senar-PE em Agronegócio e Fruticultura seguem até 24 de janeiro no Polo Petrolina

Seguem abertas até o dia 24 de janeiro as inscrições para cursos técnicos oferecidos pelo Senar-PE (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco) no Polo Petrolina nas áreas de Agronegócio e Fruticultura. Para se inscrever é preciso acessar este site. O único requisito é ter concluído o Ensino Médio.

As vagas prioritárias são destinadas a produtores rurais e seus familiares, além de trabalhadores do meio rural. Os dois cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). A capacitação em Agronegócio tem carga horária de 80% de aulas a distância e 20% de atividades práticas. Já o curso de Fruticultura tem 70% de conteúdo online e 30% prático.

O Senar-PE também está oferecendo o curso de Agronegócio em Recife e um curso de Zootecnia no Polo Garanhuns.

Governo adota plano para reduzir preço do milho

O Governo Federal sancionou a Lei 14.293/22, que institui o Programa de Venda em Balcão e promove o acesso de pequenos criadores de animais ao estoque público de milho. A medida beneficia avicultores e pequenos criadores que poderão comprar o grão a preço mais competitivo.

A ação atende as solicitações do deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE), que trabalhou junto ao Ministério da Agricultura e à Presidência da República para reduzir o preço do produto e recebeu a demanda dos avicultores e criadores de São Bento do Una através da ex-prefeita Débora Almeida. O parlamentar protagonizou reuniões sobre o assunto com autoridades federais e é autor dos ofícios 162/21 e 166/21 com o pleito.

“Tivemos uma agenda intensa de trabalho para conseguirmos milho com o preço mais competitivo. A redução do custo do grão para o pequeno criador, que é um dos principais itens da ração animal, pode aliviar o preço de toda a cadeia produtiva, como ovos, por exemplo, que é uma importante proteína na mesa dos brasileiros. Cerca de 80% do custo do ovo, por exemplo, é da ração animal” afirmou Eduardo da Fonte.

Poderão comprar milho no ProVB os pequenos criadores de animais e aquicultores que tenham a declaração de aptidão no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com cadastro e regularidade na Conab.

Campanha de vacinação contra febre aftosa começa nesta quarta-feira (01) em PE

Pernambuco quer se tornar área livre de febre aftosa sem vacinação e o primeiro passo para a mudança é a alteração no calendário de vacina. Na campanha de novembro só devem ser vacinados os animais mais novos, ou seja, os bovinos e búfalos com até dois anos de idade.

Cerca de 520.000 animais devem ser imunizados nessa etapa em todo o Estado. Apesar da vacinação só ser obrigatória para os animais mais jovens, o produtor deve declarar todo o rebanho nos escritórios da Adagro. Pernambuco tem hoje aproximadamente 1,8 milhões de bovinos.

O produtor que não vacina paga multa, de no mínimo R$60,00 e aquele que não declarar o rebanho (atualização cadastral) fica impedido de retirar a Guia de Trânsito Animal e obter declarações da Adagro. De acordo com as metas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) o estado de Pernambuco deve ficar livre da doença sem vacinação em 2020.

A retirada da vacina faz com que Pernambuco conquiste outros mercados consumidores que possuam exigências sanitárias mais rigorosas, contribuindo assim para o aumento de exportações e da receita do Estado. Também alteraram a estratégia de vacinação os estados de Alagoas, Paraíba, Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Gran­de do Norte e Pará.