Governo de PE proíbe atividades econômicas entre 20h e 5h em Ouricuri e outras 62 cidades por causa da Covid

Pernambuco determinou, nesta terça (23), a proibição de atividades econômicas, das 20h às 5h, em 63 cidades das regiões de Limoeiro e Caruaru, no Agreste, e de Ouricuri, no Sertão. Essa medida, tomada por causa do agravamento da pandemia da Covid-19, vai vigorar entre a sexta (26) e o dia 10 de março.

As novas medidas foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara (PSB), em transmissão pela internet. A decisão foi tomada, segundo o estado, por causa da lotação das unidades de saúde, que chegaram, nas três regiões, a ter mais de 90% dos leitos ocupados.

De acordo com o governo, ficarão fechados, no período determinado, shoppings, bares, restaurantes, comércio de forma geral e academias. Estarão liberados os serviços essenciais, como supermercados, padarias, postos de gasolina e farmácias.

Além da proibição das atividades econômicas, o governo prorrogou a proibição de eventos por mais 15 dias, valendo para todo o estado. Ainda segundo o governo, as aulas presenciais ficarão suspensas até o dia 12 de março, nas escolas públicas municipais em Pernambuco.

Com a determinação, a suspensão das atividades econômicas nas regiões definidas será ainda mais rigorosa nos próximos dois fins de semana. As restrições entrarão em vigor entre 17h e 5h, “quando apenas serviços essenciais poderão continuar funcionando”.

“A nova aceleração da doença tem superlotado os sistemas de saúde e vem repetindo o mesmo caminho de 2020, começando pelos estados do Norte e, agora, chegando com força ao Nordeste”, afirmou Paulo Câmara, durante o pronunciamento.

Segundo ele, caso o índice de ocupação de leitos de UTI permaneça subindo, será preciso “tomar medidas ainda mais duras nos próximos dias”.

“Durante esses 11 meses de luta contra os vírus, fizemos a segunda maior rede de UTI do país com leitos no Recife e em mais 15 cidades, do litoral ao Sertão. Mesmo assim, a situação atual mostra uma combinação perigosa e números crescentes da pandemia”, declarou.

Regiões atingidas pelas medidas

II GERES (20 cidades)

  • Bom Jardim
  • Buenos Aires
  • Carpina
  • Casinhas
  • Cumaru
  • Feira Nova
  • João Alfredo
  • Lagoa de Itaenga
  • Lagoa do Carro
  • Limoeiro
  • Machados
  • Nazaré da Mata
  • Orobó
  • Passira
  • Paudalho
  • Salgadinho
  • Surubim
  • Tracunhaém
  • Vertente do Lério
  • Vicência

IV GERES (32 acidades)

  • Agrestina
  • Alagoinha
  • Altinho
  • Barra de Guabiraba
  • Belo Jardim
  • Bezerros
  • Bonito
  • Brejo da Madre de Deus
  • Cachoeirinha
  • Camocim de São Felix
  • Caruaru
  • Cupira
  • Frei Miguelinho
  • Gravatá
  • Ibirajuba
  • Jataúba
  • Jurema
  • Panelas
  • Pesqueira
  • Poção
  • Riacho das Almas
  • Sairé
  • Sanharó
  • Santa Cruz do Capibaribe
  • Santa Maria do Cambucá
  • São Bento do Uma
  • São Caetano
  • São Joaquim do Monte
  • Tacaimbó
  • Taquaritinga do Norte
  • Toritama
  • Vertentes

IX GERES (11 cidades)

  • Araripina
  • Bodocó
  • Exu
  • Granito
  • Ipubi
  • Moreilândia
  • Ouricuri
  • Parnamirim
  • Santa Cruz
  • Santa Filomena
  • Trindade

A pedido de Antonio Fernando Compesa investe R$ 15 milhões em obras para o Araripe e Sertão Central

Numa audiência nesta segunda-feira (22.02), com a Presidente da COMPESA – Companhia Pernambucana de Saneamento, Manuela Marinho, o deputado estadual Antonio Fernando (PSC) recebeu uma excelente notícia para a população sertaneja: atendendo pedidos do deputado, a empresa de águas e esgotos vai investir R$ 15 milhões em obras hídricas para reforçar o abastecimento d’água em municípios do Araripe e Sertão Central. “O Governador Paulo Câmara já havia me antecipado que estes nossos pedidos seriam atendidos. Mas hoje, com a confirmação da presidência da COMPESA, fiquei muito satisfeito, porque estas obras são fundamentais para várias cidades do Sertão pernambucano que sofrem com o racionamento d’água”, comemorou o deputado.

O deputado federal Augusto Coutinho (SD) também participou da audiência, na qual a presidente da COMPESA e o Diretor Regional do Interior, Mário Heitor,  informaram em quais obras e cidades serão feitos os investimentos no reforço do abastecimento de água. “Quatro projetos estão sendo executados imediatamente, sendo um deles na adutora de Terra Nova, que também atenderá Serrita, ambas cidades no Sertão Central. Outra obra reforçará o abastecimento de Salgueiro, também no Sertão Central. Para melhorar o fornecimento de Moreilândia, Granito, Exu e Bodocó – municípios do Sertão do Araripe -, os investimentos foram direcionados para a ampliação da captação e distribuição de água de poços profundos”, explicou a Presidente da COMPESA, Manuela Marinho.

Já a cidade de Ouricuri – terra do deputado Antonio Fernando, no Sertão do Araripe – foi diretamente beneficiada com a obra de uma ETA – Estação de Tratamento de Água. “Uma ETA é um equipamento fundamental em qualquer grande sistema de fornecimento de água. Sem uma estação de tratamento adequada, fica difícil ampliar ou reforçar o abastecimento de água para a população”, explicou o Diretor do Interior, Mário Heitor.

Afora estes investimentos – que somam R$ 15 milhões – já conquistados junto ao Governo do Estado e à COMPESA para a população sertaneja, o deputado Antonio Fernando também renovou a solicitação de outros pleitos fundamentais para a segurança hídrica na região. “A presidente Manuela Marinho também nos informou que a COMPESA está buscando recursos em instituições internacionais para a realização da obra de uma adutora de Captação interligando o Eixo Norte da Transposição do São Francisco (barragem de Negreiros, em Salgueiro), com a Caixa D´água de Distribuição da Adutora do Oeste, entre os Municípios de Ouricuri e Parnamirim. E também segue na lista de prioridades a Adutora do Tamboril, em Ouricuri, que pode beneficiar 2.500 famílias do município”, finalizou Antonio Fernando.

Covid-19: Sessões da Câmara de Vereadores de Ouricuri serão realizadas sem a presença de público a partir de terça-feira (23)

Considerando a situação da pandemia enfrentado por todo o mundo e a necessidade de intensificar ações voltadas para conter a curva de contaminações da covid-19 e de promover adequações em algumas das medidas temporárias editadas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavirus, previstas no plano estadual de convivência com a covid-19.

O presidente da Câmara de Vereadores de Ouricuri, Iran Severo (PRTB), através de projeto de resolução determina que, a partir desta terça-feira (23), apenas servidores e vereadores poderão está presente durante as sessões da casa legislativa. As sessões continuarão de forma presencial, porém sem a presença do público.

O documento diz ainda que a cobertura jornalística das sessões serão feitas apenas por repórteres credenciados das rádios locais que deverá ser solicitada pelo interessado por meio de cadastramento ao presidente ao presidente da câmara, através da secretária da casa com antecedência mínima de 24 horas antes da próxima reunião.

Segundo o presidente Iran Severo, as sessões serão transmitidas ao vivo pelo canal da Câmara de Vereadores no Youtube.

Uma pessoa morre e outra fica ferida após grave acidente na BR-316, em Araripina

Um homem de 25 anos morreu e outro ficou ferido após um acidente de trânsito na BR-316, em Araripina-PE, no Sertão do Araripe. De acordo com informações da Polícia Militar, o acidente aconteceu na madrugada do domingo (21).

O piloto da moto morreu no local. A segunda vítima, que não foi identificada, foi socorrida para a UPA de Araripina e, em seguida, transferida para o Hospital Regional Fernando Bezerra em Ouricuri. Até a publicação desta matéria, não tivemos informações sobre o estado de saúde dela. A polícia não informou qual teria sido a causa do acidente.  (Do G1 Petrolina)

Cabelereiro é encontrado morto com várias facadas no quintal de casa em Trindade

Imagem ilustrativa da internet

O corpo do cabeleireiro Edivan Benício de Souza, 36 anos, foi encontrado no último sábado (20), por volta das 14 horas. A vítima foi assassinada a golpes de faca no quintal de sua residência que fica na Rua Mário Albino, em Trindade-PE, no Sertão do Araripe.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) registrado na delegacia local, a corpo da vítima fopi alvejado por vários golpes de faca, inclusive nas costas.

O corpo do cabeleireiro foi encontrado no fundo do quintal da casa e a porta de acesso ao quintal estava trancada. Na residência havia indícios de ter havido luta corporal.

O corpo foi encaminhado ao IML em Petrolina-PE e a Polícia Civil da cidade trabalha no sentido de elucidar o crime.

FBC acompanha Bolsonaro no acionamento das comportas do Ramal do Agreste

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), participou nesta sexta-feira (19) da solenidade de acionamento das comportas do Ramal do Agreste no reservatório de Barro Branco, em Sertânia (PE). Ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o senador destacou a importância da obra, que foi concebida há 11 anos, para a segurança hídrica de Pernambuco.

“Demorou muito tempo para que a obra fosse licitada, mas foi o seu governo, através do ministro Rogério Marinho, que conferiu toda a prioridade. E o seu governo já investiu mais de R$ 1,1 bilhão nesta obra”, disse Fernando Bezerra. “Como senador de Pernambuco, agradeço e tenho a honra de ser seu líder, porque as críticas, os xingamentos, tudo passa. O que não passa é o que o seu governo está fazendo em todo o Brasil e de forma especial aqui em Pernambuco.”

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), também participou do evento.

No total, o Ramal do Agreste está orçado em R$ 1,67 bilhão e mobiliza cerca de 2,6 mil trabalhadores. Quando concluída, em junho de 2021, a obra levará as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco à região de maior escassez hídrica de Pernambuco, podendo atender 2,2 milhões de pessoas de 68 municípios do estado por meio da Adutora do Agreste.

Variantes da Covid-19: entenda como o perfil das vacinas influencia a eficácia contra as mutações

G1

As vacinas que temos hoje têm se mostrado eficazes contra as mutações e variantes do coronavírus detectadas até agora? A resposta curta é: até onde se sabe, de forma geral, sim.

A resposta mais longa é: algumas vacinas tiveram sua eficácia reduzida contra algumas dessas mudanças no Sars-CoV-2, mas ainda foram capazes de induzir uma resposta do sistema de defesa do nosso corpo contra elas. Outros imunizantes ainda não têm resultados divulgados contra essas mutações e variantes.

As vacinas vão continuar sendo, no futuro, eficazes contra essas mudanças? A ciência ainda não sabe, mas o alerta geral, de cientistas do mundo inteiro, é: precisamos acelerar a aplicação das vacinas e aumentar a quantidade de doses disponíveis.

Isso porque é necessário frear a circulação do vírus. Quanto menos ele circula, menos ele muta, e, portanto, menor a chance de que ele “escape” às vacinas disponíveis hoje.

“Ele [o coronavírus] circulando pouco, enfrenta menos o nosso sistema imune e, portanto, é menos provocado a sofrer mutação – é uma questão biológica, de sobrevivência”, explica o pesquisador Carlos Zárate-Bladés, do Laboratório de Imunorregulação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 “A vacinação rápida, com as vacinas que já temos, se torna mais fundamental ainda”, completa o cientista.

Além disso, pesquisadores concordam em um segundo ponto: é importante que tenhamos várias vacinas disponíveis – tanto no Brasil quanto no mundo –, de várias tecnologias, justamente para combater as novas variantes e ampliar a cobertura vacinal.

Nesta reportagem, você verá como está a “briga” das vacinas que temos hoje contra as variantes mais preocupantes do Sars-CoV-2, o coronavírus que causa a Covid-19.

As variantes

Modelo 3D do Sars-Cov-2, o novo coroavírus — Foto: Reprodução/Visual Science

Uma variante é uma “versão” do coronavírus, em outras palavras. Quando uma mutação (uma mudança) começa a aparecer muitas vezes no vírus, em sequenciamentos genéticos, isso significa que ela se “fixou”. Isso configura uma variante em relação à “versão” anterior do vírus, a ancestral. (Entenda mais aqui).

Na tabela abaixo, você pode ver as principais variantes que vêm causando preocupações em cientistas do mundo inteiro.

Blog Magno Martins

A aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro entre os beneficiários do auxílio emergencial cresceu 13 pontos percentuais em 15 dias e chegou a 49%. A desaprovação caiu de 51% para 43% no período. Os números foram aferidos em pesquisa PoderData realizada de 15 a 17 de fevereiro de 2021 e comparados com o levantamento feito duas semanas antes.

O patamar de aprovação do estudo divulgado hoje é parecido com o observado na 2ª quinzena de janeiro, quando a taxa era de 52%. O noticiário das últimas semanas destacou intensamente a possibilidade de um novo coronavoucher. Bolsonaro mesmo admitiu que o programa deverá voltar em março, com mais 3 ou 4 parcelas.

Esse eleitorado – que recebeu o benefício (e que espera a extensão) – segue sendo o maior sustentáculo da aprovação ao governo federal. O levantamento ouviu 2.500 pessoas nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O auxílio emergencial foi criado para mitigar os efeitos da crise econômica causada pela pandemia da covid-19. Com o isolamento social, milhões de brasileiros ficaram sem trabalhar. Os mais pobres foram os mais atingidos.

O benefício durou de abril de 2020 a janeiro de 2021. Agora, a equipe econômica estuda com o Congresso a melhor forma de estender o programa. Dessa vez, a ideia é distribuir um valor menor para menos beneficiários, tornando-o assim mais “sustentável” para as contas públicas.

A alta na aprovação do governo entre os que receberam o dinheiro ou têm parentes que foram contemplados coincide com o período em que as articulações para extensão do programa avançam. Clique aqui e confira a matéria completa.

Câmara decide amanhã se mantém prisão de deputado

Blog Magno Martyins

Após audiência de custódia e decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), líderes partidários decidiram marcar, para as 17h de amanhã, a sessão plenária que decidirá sobre a manutenção ou não da detenção. O anúncio oficial foi feito pela assessoria de imprensa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Os líderes se reuniram na tarde de hoje com Lira na residência oficial da Casa. Segundo presentes no encontro, a maioria dos deputados deve votar para manter a prisão. São necessários votos de 257 deputados (maioria absoluta da composição da Câmara), em votação nominal e aberta.

Silveira foi preso na terça-feira (16) por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) após publicar um vídeo em redes sociais com apologia ao AI-5, principal instrumento de repressão da ditadura militar, e defesa do fechamento do STF. As duas pautas são inconstitucionais.

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e referendada, por unanimidade, pelos colegas da Corte em sessão nesta quarta-feira.

Após a audiência de custódia, o STF decidiu manter a prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). Ficou definido, ainda, que o deputado será transferido da Superintendência da Polícia Federal do Rio para o Batalhão da Polícia Militar, que tem melhores condições carcerárias para ter a custódia da prisão.

A conversão da prisão em flagrante para preventiva deve ocorrer apenas depois que a Câmara dos Deputados decidir se mantém ou derruba a ordem de prisão.

Ministério da Saúde apresenta a governadores cronograma para entregar 230,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 até julho

By Guilherme Aguiar 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou hoje (17), em reunião virtual com governadores, o cronograma de entregas, a quantidade de imunizantes e os contratos para compra de mais vacinas.

Pazuello prometeu que, do final de fevereiro até julho, serão distribuídas aos estados mais de 230,7 milhões de doses de vacinas contra a covid-19.

“Totalizaremos até 31 de julho quase 231 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, ou seja, o suficiente para dar tranquilidade de proteção à população contra essa doença”, afirmou o ministro a governadores, segundo apurou a Central de Notícias.

As próximas entregas aos estados acontecem ainda em fevereiro: serão 2 milhões de doses da AstraZeneca/Fiocruz, importadas da Índia, e 9,3 milhões da Sinovac/Butantan, produzidas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Em março, a pasta também aguarda a chegada de 18 milhões de doses da vacina do Butantan e mais 16,9 milhões da vacina da AstraZeneca, de acordo com o Ministério.

O cronograma do primeiro semestre apresentado pelo ministro também leva em conta as negociações com os laboratórios União Química/Gamaleya e Precisa/Bharat Biotech, para a chegada da vacina russa Sputnik V e da indiana Covaxin, respectivamente. A previsão é de que o contrato com os dois laboratórios seja assinado ainda nesta semana, segundo o Ministério da Saúde.

Confira, o cronograma de entregas e quantidades previstas em contratos:

Fundação Oswaldo Cruz (vacina AstraZeneca/Oxford)

Janeiro: 2 milhões (entregues)
Fevereiro: 2 milhões (importadas da Índia)
Março: 4 milhões (importadas da Índia) + 12.900.000 (produção nacional com IFA importado)
Abril: 4 milhões (importadas da Índia) + 27,3 milhões (produção nacional com IFA importado)
Maio: 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Junho: 28,6 milhões (produção nacional com IFA importado)
Julho: 3 milhões (produção nacional com IFA importado)

Total primeiro semestre: 112,4 milhões de doses

A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deverá entregar mais 110 milhões de doses, com produção 100% nacional, segundo o Ministério da Saúde.

Fundação Butantan (vacina Coronavac/Sinovac)

Janeiro: 8,7 milhões (entregues)
Fevereiro: 9,3 milhões
Março: 18,1 milhões
Abril: 15,9 milhões
Maio: 6 milhões
Junho: 6 milhões
Julho: 13,5 milhões

Total: 77,6 milhões de doses

Até setembro, serão entregues mais de 22,3 milhões de doses da Coronavac, totalizando os 100 milhões contratados pelo Ministério da Saúde, de acordo com a pasta.

Covax Facility

Março: 2,6 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)
Até junho: 8 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford)

Total: 10,6 milhões de doses

União Química (vacina Sputnik V/Instituto Gamaleya/RUS)

Março: 400 mil (importadas da Rússia)
Abril: 2 milhões (importadas da Rússia)
Maio: 7,6 milhões (importadas da Rússia)

Total: 10 milhões de doses

Com a incorporação da tecnologia da produção do IFA, a União Química deverá produzir, no Brasil, 8 milhões de doses por mês, estima o Ministério da Saúde.

 Precisa Medicamentos (vacina Covaxin/Barat Biotech/IND)

Março: 8 milhões (importadas da Índia)
Abril: 8 milhões (importadas da Índia)
Maio: 4 milhões (importadas da Índia)

Total: 20 milhões de doses

 Central de Notícias