Secretários de 18 estados pedem ao Congresso prorrogação do auxílio emergencial

Secretários da Fazenda de 18 estados brasileiros enviaram uma carta ao Congresso Nacional na noite desta sexta-feira (22) em que defendem a prorrogação do pagamento do auxílio emergencial no Brasil.  “A continuidade de tal medida é essencial para não colocar milhares de famílias em situação de fome e desamparo social, manter o nível do consumo, evitando a paralisia da atividade econômica e, consequentemente, a arrecadação dos tributos, principalmente do ICMS, principal imposto estadual”, afirmam os representantes dos estados.

Além disso, pedem também a prorrogação do estado de calamidade pública e do orçamento de guerra por seis meses, a suspensão do pagamento de precatórios e a manutenção da suspensão dos pagamentos de amortização e juros à União.

A carta é enviada em nome do Comitê dos Secretários da Fazenda dos Estados e do DF (Comsefaz) e assinada por secretários dos estados: Piauí, Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Auxílio emergencial Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil