Ex-prefeito de Exu, Jaílson Bento, se filia ao Republicanos

Em grande ato de filiação em Exu, no Sertão do Araripe, neste domingo (15), Jailson Bento, ex-prefeito do município, se filiou ao Republicanos. O presidente estadual da sigla, deputado federal Silvio Costa Filho abonou a ficha de filiação. Além de Bento, a legenda também filiou o pré-candidato a prefeito João Victor Bento e várias lideranças da cidade.

O Republicanos é o partido político que mais cresce no Estado e realizou recentemente um grande ato de filiação, e lançou mais de 30 pré-candidatos a prefeito de todas as regiões do Estado, além de filiar quatro prefeitos. Para o presidente estadual, deputado Silvio Costa Filho, a filiação de Jailson Bento vai dar continuidade à ampliação da legenda em 2020.

Governo de Pernambuco festeja, em Exu, o aniversário do Rei do Baião

Todo dia 13 de dezembro, o município de Exu se enfeita para celebrar seu filho mais ilustre: o Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Sabendo da importância de manter a memória deste artista, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e Fundarpe, em parceria com a Prefeitura do Exu, promove este ano o Festival Viva Gonzagão, uma celebração que vai durar três dias (de 11 a 13 de dezembro). Os artistas convidados – em sua maioria sanfoneiros e tocadores do legítimo forró pé-de-serra – se apresentarão em dois polos: Polo Danado de Bom (Praça Luiz Gonzaga) e Polo Gonzagão do Povo (Praça de Eventos). Além das apresentações, a programação conta ainda com um sarau poético-musical e a 1ª Caminhada das Sanfonas de Exu.

O presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, reforça que o Governo do Estado sempre esteve presente no aniversário de Luiz Gonzaga, em Exu. Este ano, volta a realizar a festa, preparando, junto com a Prefeitura, uma grade artística para dois polos de atrações. A atenção, segundo o gestor, foi no sentido de valorizar o trabalho de artistas que ao longo do ano promovem o forró tradicional, da escola de Luiz Gonzaga.

“O forró de sanfona, seja de 120 ou de oito baixos, é uma das expressões mais ricas da nossa cultura. São centenas de representantes que carregam esse instrumento com muito amor, dedicação e a responsabilidade de repassar seus conhecimentos. Tanto é que muitos jovens passam a se interessar pela música de sanfona sertaneja e levar isso como projeto de vida, contribuindo para que a tradição se renove, mas nunca acabe”, diz Marcelo Canuto.

Segundo o secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, a celebração tem grande importância para valorização de um ícone da música, reconhecido mundialmente. “Luiz Gonzaga representa a música não só de Pernambuco, como a música brasileira. É fruto de estudo em diversos países, nas mais diversas línguas. Seu legado é eterno, e isso justifica o investimento que o Governo de Pernambuco está fazendo”, conta.

Para o prefeito de Exu, Raimundo Sobrinho, o município aguarda com bastante ansiedade para celebrar seu filho mais ilustre. “A Festa de Gonzagão gera grande expectativa para a população de Exu e para Região do Araripe. É um momento de confraternização dos admiradores do Rei do Baião que vem de todas as partes do Brasil, um momento de troca de saberes. Além de aquecer o comércio local, é um palco para revelar talentos culturais. Maior vitrine de revelação e resistência cultural da região. Temos muito orgulho de estar na terra do nobre Luiz Gonzaga”, declara.

O Festival Viva Gonzagão, em Exu, é uma vitrine para os artistas da região. Passarão por lá nomes locais como Joãozinho do Exu, Serginho Gomes, Cosmo Sanfoneiro, o projeto Aza Branca, grupo de forró que tem uma escola de sanfona em Exu. Além desses, atrações de maior repercussão como Targino Gondim, Fulô de Mandacaru, Waldonys e Daniel Gonzaga (filho de Gonzaguinha e neto de Gonzagão).

A festa em Exu é um momento de grande visibilidade para os artistas locais, além de movimentar a economia. As pousadas, os restaurantes, todos ficam cheios. A prioridade é fortalecer os artistas da região, e os alunos da escola de sanfona”, comenta Maurílio Sampaio, articulador regional do Governo de Pernambuco, que está colaborando com a organização do evento. No dia 13, além dos shows, haverá a 1ª Caminhada das Sanfonas, reunindo dezenas de sanfoneiros que sairão tocando pelas ruas da cidade. O mestre de cerimônias da festa será o poeta declamador Iponax Vila Nova.

Já estão sendo esperadas caravanas do Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru, Belo Jardim, São José do Egito, Petrolina, além de municípios da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

GONZAGA – Numa casa de barro batido da fazenda Caiçara, localizada no sopé da Serra do Araripe, no dia 13 de dezembro de 1912, nascia o segundo filho de Ana Batista de Jesus Gonzaga, a mãe Santana, e Januário José dos Santos Nascimento. Recebeu o nome por ter nascido no dia da festa de Santa Luzia, virou Luiz. Cresceu ali, no roçado ajudando o pai, que sabia tocar a sanfona de oito baixos. Luiz Gonzaga aprendeu desde cedo e sanfona. Tocou em feiras e bailes da região, até que deixou a terra natal, entrou pro exército e lançou-se no mundo e na música, para sorte de todo brasileiro, que passou a ter, em Gonzaga, um símbolo máximo do Nordeste e seus símbolos mais genuínos, traduzidos pela voz, pela sanfona e pela poética de Gonzagão.

PROGRAMAÇÃO

DIA 11

Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, às 19h

Sarau poético musical

Seguidores do Rei

DIA 12

Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, 16h

Projeto Asa Branca

Carlos Araújo

Zezinho de Exu

Ivonete Ferreira

Quarteto Xoteado

Polo Gonzagão do Povo – Praça de Eventos, 20h

Diego Alencar

Rafael Moura

Serginho Gomes

Joãozinho do Exu

Waldonys

DIA 13

Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, 16h

1ª Caminhada das Sanfonas de Exu

Cavalgada Viva Gonzagão (saída da estátua de Luiz Gonzaga)

Vald Félix

Tony Monteiro

Polo Gonzagão do Povo – Praça de Eventos, 20h

Cosmo Sanfoneiro

Danilo Pernambucano

Jorge do Acordeom

Targino Gondim

Fulô de Mandacaru

Apresentação de Iponax Vila Nova. Participação especial de Daniel Gonzaga

Jovem de 21 anos é assassinado a tiros em Exu-PE

Imagem ilustrativa da internet

Alexandre Oliveira Roseno, de 21 anos foi assassinado a tiros no início da noite dessa quarta-feira (27) em Exu-PE, Sertão do Araripe. O crime foi praticado por volta das 19 horas na parede do Açude da Lagoa na cidade.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM), Adriely Firmino dos Santos, namorada da vítima, disse que estava conversando com o mesmo, quando um rapaz conhecido por “Tatá, chegou em uma motocicleta de cor preta e a vitima,  então saiu no veiculo com ele.

A moça disse ainda que minutos depois tomou conhecimento, através de populares, que o seu namorado havia sido assassinado, vitima de disparos de arma de fogo.

Após diligências, a Polícia Civil constatou que Cicero Vitor Souza Bezerra, (Vitinho) e Michael Douglas Nunes da Silva (Tatá), foram vistos com a vítima minutos antes do crime e por este motivo foram apresentados na delegacia de plantão,  juntamente com a senhora Aderiely.

O corpo foi encaminhado ao IML de Petrolina-PE.

Homem é esfaqueado por chamar outro de sogro em Exu-PE

Imagem ilustrativa da internet

Luiz Carlos Alves de Carvalho, de 35 anos, foi esfaqueado ao chamar Vicente Paula Nascimento as Silva, de 48 anos de sogro. O fato aconteceu no último domingo (24) por volta das 16h30 no bar da Ana Lúcia no Sitio Saco Grande, zona rural de Exu-PE, no Sertão do Araripe.

Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM), a proprietária do bar contou que a vitima (Luíz Carlos) estava chamando o suspeito (Vicente Paula) de sogro e o mesmo não gostou e o ameaçou com uma faca, em seguida esfaqueou Luiz Carlos que foi socorrido ao hospital da cidade, em seguida foi transferido para o hospital regional Fernando Bezerra em Ouricuri-PE.

A senhora Ana Lúcia informou que o acusado já havia sido preso por motivo semelhante.

Governo de Exu apresenta balanço fiscal em audiência na Câmara de Vereadores

A Prefeitura de Exu realiza na manhã desta quinta-feira, 14, a partir das 10h, uma audiência pública para apresentar a demonstração e avaliação das metas fiscais do Segundo Quadrimestre de 2019, que consta no Relatório de Gestão Fiscal (RGF) de 2019.

Os dados serão expostos na Câmara de Vereadores, por intermédio das secretarias de Administração e Planejamento e de Finanças, com apoio da Coordenadoria Municipal do Sistema de Controle Interno. Toda a população exuense está sendo convidada a participar.

Empresa retira orelhão em formato de chapéu do Parque Aza Branca em Exu-PE

Moradores de Exu-PE, no Sertão Do Araripe, reclamaram nesta quarta-feira (06) da retirada de um orelhão do Parque Aza Branca. O telefone público tinha o formato do tradicional chapéu de couro usado pelo Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e já fazia parte das atrações do parque.

Apesar dos protestos da população, a empresa responsável pelo telefone mandou retirar o equipamento.

Pelas redes sociais a professora Clemide Cardoso, uma das administradoras do Parque desabafou: “o Museu do Gonzagão foi hoje, surpreendido pela retirada de um orelhão/ chapéu que fora doado pelo Governo do Estado de Pernambuco, na data da sua inauguração, há 30 anos. Sem atender aos apelos das pessoas presentes, o funcionário da OI disse apenas que estava cumprindo ordem e levou o equipamento. Fazemos um apelo às autoridades, se houver algumas que se interessem pelo caso, que interfiram nessa decisão. O orelhão chapéu é lindo e muito significativo para o museu, mesmo sem funcionar; é considerado parte do acervo de Luiz Gonzaga”.

O Ministério Público Federal (MPF) realizou ano passado uma audiência pública para discutir a preservação e promoção do patrimônio cultural deixado por Luiz Gonzaga no Parque Aza Branca, no município de Exu. No parque, fundado pelo próprio músico, está instalado o Museu do Gonzagão, principal ponto turístico da cidade. O objetivo da audiência pública  foi acompanhar a situação do patrimônio cultural do músico, que morreu em 2 de agosto de 1989.

Artistas podem inscrever músicas inéditas no primeiro Festival Nacional ‘Canta Gonzagão’ em Exu

Começa na próxima sexta-feira (25) as inscrições para o primeiro Festival Nacional de Música ‘Canta Gonzagão’, em Exu, no Sertão de Pernambuco. O evento, que deve reunir músicos, compositores e intérpretes de forró e outros gêneros musicais, vai ser realizado nos dias 24 e 25 de janeiro de 2020, no Parque Aza Branca.

Os artistas podem inscrever seus trabalhos até o dia 15 de dezembro de 2019, através do site. É preciso fazer o preenchimento da ficha de inscrição e anexar cópias do RG e CPF e comprovante de endereço dos candidatos, além da gravação da música que entrará na disputa. Apenas músicas inéditas serão habilitadas a concorrer.

A comissão julgadora vai escolher 20 canções para participar da fase das eliminatórias. Dez músicas vão para a final. E dessas, somente três serão premiadas. O primeiro lugar vai receber R$ 2.500 e o troféu Luiz Gonzaga; o segundo lugar ganhará R$2 mil e o troféu Gonzaguinha. Já o terceiro lugar, levará R$1 mil e o troféu Vovô Januário.

O incentivo é do Funcultura, Fundarpe, da Secretaria de Cultura e Governo do estado de Pernambuco. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail: festivalcantagonzagao@gmail.com. (G1 Petrolina)

Prefeito de Exu adere a rateio de precatórios do Fundef

Em Exu (PE), Sertão do Araripe, o prefeito Raimundinho Saraiva (PSB) decidiu fazer o rateio entre os professores locais de 60% dos precatórios do governo federal no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), em atitude semelhante à adotada por outros municípios pernambucanos – como Salgueiro, Águas Belas, Ibirajuba e Itaíba.  A decisão foi tomada após audiência pública no último fim de semana com os profissionais, no auditório do Colégio Municipal Bárbara de Alencar.

Do evento também participou o deputado federal Fernando Rodolfo (PL-PE), ao lado do seu colega Câmara, JHC (PSB-AL), lidera movimento para que se faça o rateio, suspenso por acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU).

O município de Exu receberá, em duas parcelas, até 2021, cerca de R$ 22 milhões dos precatórios do governo federal (valores devidos após condenação judicial definitiva) no Fundef, dos quais mais de R$ 12 milhões – 60% – serão rateados com os professores locais, conforme decidiu o prefeito Raimundinho Saraiva.

Nas suas andanças pelo Interior pregando o rateio, Rodolfo tem explicado, nas audiências públicas com os professores, o procedimento a ser adotado pelos prefeitos enquanto a questão permanece sub judice (aguardando decisão judicial): o prefeito elabora um projeto de lei estabelecendo os critérios do rateio, submete a proposta à votação da Câmara dos Vereadores, sanciona o projeto após a votação e solicita ao Poder Judiciário estadual a homologação da lei municipal, resguardando-se, assim, de eventuais punições do TCU.

Fiscalização financeira

Rodolfo foi relator da Proposta de Fiscalização Financeira 181/2018, aprovada em junho pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, determinando o rateio, mas o TCU se recusou a cumprir a decisão da Câmara dos Deputados. Ele ingressou, então, no STF, com ação solicitando que o TCU cumpra a PFC 181/2018.

Paralelamente à ação do deputado pernambucano, tramita no Supremo uma outra ação, impetrada pelo PSC (Partido Social Cristão), por iniciativa de JHC, então no PSC, solicitando a suspensão do acórdão do TCU. “Na maioria dos casos em outros estados, a Justiça tem homologado as leis municipais. Espero que, enquanto não sai a decisão do STF, isso também venha a ocorrer com Exu e os outros municípios pernambucanos que aderiram a esta justíssima reivindicação dos professores”, avaliou Rodolfo. (Por Carlos Britto)

Iterpe propõe parceria em Exú e Moreilândia em prol da Regularização Fundiária

Com o objetivo de reafirmar o compromisso das ações de Regularização Fundiária no Sertão do Araripe, o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Altair Correia, visitou na última quarta-feira (16) as prefeituras de Exu e Moreilândia junto com o Gerente de Ações Fundiárias, Ivison Silva, e a Gerente de Crédito Fundiário, Alcineide Oliveira. A equipe do Iterpe foi recebida na prefeitura de Exu pelo prefeito, Raimundo Saraiva, e na prefeitura de Moreilândia, a secretária de Administração, Eliezia Saraiva, e o secretário de Controle Interno, Leonardo Peixoto Batista, os receberam no sentido de dialogar sobre a implementação das ações do Propriedade Legal no município.

A execução dos trabalhos poderá ser viabilizada por meio de Termos de Cooperações Técnicas (TCT) a serem firmados junto às Prefeituras Municipais de Exu e Moreilândia, contribuindo para o desenvolvimento de ações fundiárias de forma conjunta entre as esferas estadual e municipal. “Através desses acordos, o Governo de Pernambuco potencializa as ações fundiárias no Sertão do Araripe”, afirmou Correia, durante a reunião.

Através desses instrumentos, o Estado contabiliza mais de 2 mil títulos de propriedade já registrados em cartórios e entregues às famílias rurais, contribuindo para a permanência dos agricultores na terra e dando oportunidade de ampliar a produção de base familiar.

Sobre o Propriedade Legal

O Governo de Pernambuco lançou, este ano, o Propriedade Legal, programa de regularização fundiária do Estado, com vistas a garantir a legalização de 65 mil imóveis rurais e urbanos ocupados pelas famílias pernambucanas. Trabalho desenvolvido conjuntamente entre o Iterpe, a Perpart e a Cehab e secretarias de Desenvolvimento Agrário, Administração e Desenvolvimento Urbano e Habitação. No Programa, o Iterpe é responsável pela regularização dos imóveis rurais, através de ações que beneficiam as famílias de agricultores com os títulos de propriedade devidamente registrados em cartório.

Com os títulos em mãos, a população do campo, além da segurança jurídica da propriedade, passa a ter acesso às políticas públicas que contribuem para o desenvolvimento da produção.

Associação Luiz Gonzaga dos Forrozeiros do Brasil em Exu elege nova diretoria

Foi realizada na tarde desta terça-feira (15), na sede da Associação Luiz Gonzaga dos Forrozeiros do Brasil, na fundação vovô Januário na cidade de Exu-PE, uma assembleia para a escolha da nova diretoria, a chapa única encabeçada pelo sanfoneiro e sobrinho de Luiz Gonzaga, Joquinha Gonzaga, foi eleita para o biênio 2020/2021 por aclamação, conforme prevê o estatuto, no caso de chapa única concorrendo.

A fundação já tem oito anos de atuação e tem como objetivo promover e divulgar o autêntico forró, resgatar e preservar o forró gonzagueano, ampliando os conhecimentos dos valores culturais do Brasil.

A nova diretoria ficou formada da seguinte forma:

PRESIDENTE: Joquinha Gonzaga

VICE-PRESIDENTE: Fábio Carneirinho

DIRETORA FINANCEIRA: Cissa Leandro

DIRETOR EXECUTIVO: Cosmo Sanfoneiro

DIRETOR JURÍDICO: Leonardo Pereira

DIRETOR DE CAPACITAÇÃO: Cicero Alves

DIRETOR DE COMUNICAÇÃO: Fábio Souza

DIRETOR INSTITUCIONAL: Flávio Leandro

DIRETOR CULTURAL: Elmo Oliveira

CONSELHO FISCAL: José Gomes, Dijesus Evaristo e Hélio Macêdo. (Por Francisco Monteiro)