Empresário é morto a tiros dentro de estabelecimento comercial em Lagoa Grande

Três homens em um carro mataram a tiros nessa quarta-feira, 6, em Lagoa Grande, o empresário e ex-vereador Almi Alves da Silva. Segundo informações da polícia, o homicídio ocorreu dentro do estabelecimento da vítima.

Nessa quinta-feira, 7, a Prefeitura de Lagoa Grande decretou luto oficial de três dias no município. O governo municipal informou que o corpo está sendo velado na casa da mãe da vítima, localizada na Avenida Nilo Coelho. O sepultamento está agendado para as 17h.

“Os gestores municipais juntamente com todos os colaboradores desta municipalidade estão muito consternados com o passamento do ilustre companheiro lagoagrandense, filho de Dona Lourdes e Sr. Alcides Mirandiba, ao passo que manifestam suas sinceras condolências aos pais”, expressou a prefeitura em nota.

Garoto de 11 anos é assassinado em Lagoa Grande-PE

Elisson Silva, de 11 anos de idade, mais conhecido como Pebinha saiu de casa há uma semana e não foi mais visto. Neste sábado (11). O que todos temiam aconteceu, o corpo do menino foi encontrado em estado avançado de decomposição.

O corpo do menino, que morava no bairro Morada Nova, na cidade de Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco, foi encontrado sem os sinais vitais em um terreno baldio, que fica trás do hospital municipal José Henrique de Lima, na mesma cidade onde morava.

A polícia não deu detalhes sobre suspeitos e o que teria motivado o crime. (Blog do Valdiney Passos)

Duas pessoas morrem em acidente de trânsito próximo a Lagoa Grande-PE

Duas pessoas morreram e uma ficou ferida em um acidente de trânsito na tarde desta quinta-feira (12), na BR 228, próximo a Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco.

De acordo com familiares, Juvenal Monteiro dos Santos, de 73 anos dirigia o veículo quando perdeu o controle, subiu em um barranco e capotou. Ele e a sua sobrinha, Ana Célia Monteiro dos Santos, de 55 anos morreram no local. Douglas Barbosa da Silva, de 17 anos teve ferimentos e foi encaminhado para o hospital. (G1 Petrolina)

Acusado de matar a companheira em Lagoa Grande será julgado nesta segunda (25)

Acusado de matar a companheira a facada em 2016, no município de Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco, Josenildo Cardoso Silva, de 37 anos, será levado a júri popular na segunda-feira (25). O julgamento será realizado em Lagoa Grande, sendo presidido pelo juiz Ataíde Barbosa Damato.

O crime aconteceu na noite do dia 6 de dezembro de 2016, na casa onde casal morava, no distrito de Vermelhos, zona rural. A vítima, Eliene da Silva Bezerra, tinha 28 anos, e foi atingida por várias facadas.

A vítima chegou a ser socorrida para o hospital de Lagoa Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de receber atendimento médico. A jovem estava com passagem comprada para São Paulo (SP). Josenildo foi preso na manhã do dia 7, após voltar ao local do crime.

Deputado federal Adalberto Cavalcanti participou das comemorações dos 23 anos de emancipação política de Lagoa Grande

O Deputado Federal Adalberto Cavalcanti (Avante-Pe), esteve na noite deste último sábado (16) participando das comemorações dos 23 anos de emancipação política da cidade de Lagoa Grande PE.

Durante toda a semana o município festejou o aniversário encerrando no último sábado com desfile cívico.

“Quero parabenizar o município de Lagoa Grande pelos 23 anos de emancipação política, já destinei em emendas parlamentares R$ 1.282.056,00 investimentos para a saúde, fortalecimento da agricultura familiar para melhor atender as necessidades do povo dessa terra.” Concluiu Adalberto Cavalcanti

Além do parlamentar, estava presente a ex-prefeita de Afrânio Lúcia Mariano, vereadores Edneuza Lafaiete e Josafá, Prefeito Wilmar Capelaro, vice Prefeito Ítalo, liderança local Clécio Simões e comunidade. (Da Ascom)

Deputado Federal Adalberto Cavalcante prestigiou solenidade de entrega de Título de Cidadão de Lagoa Grande ao deputado Lucas Ramos e a gestora da GRE, Anete Ferraz

Quem esteve mais uma vez em Lagoa Grande cumprindo agenda administrativa foi o deputado Federal Adalberto Cavalcante. Entre os compromissos do parlamentar estava a solenidade de entrega do título de cidadão lagoagrandense ao deputado Lucas Ramos e à gestora da GRE-Petrolina, Anete Ferraz, realizada na noite desta quarta-feira (30), na Casa Zeferino Nunes.

Acompanhado da sua esposa Lucia Mariano, e do ex-prefeito de Afrânio, Raimundo Cavalcanti, o parlamentar fez questão de prestigiar o amigo Lucas e a gestora Anete, nesta cerimônia que foi proposta pelos vereadores Alvanir Gomes, Mantena, Nena Gato e pelo vice-prefeito Ítalo de Vilma, quando o mesmo era vereador.

Para ele, este título é o reconhecimento do trabalho que o deputado estadual Lucas Ramos e a professora Anete tem realizado pelo desenvolvimento de Lagoa Grande. “Estou aqui prestigiando o deputado Lucas Ramos e a professora Anete. Passei por essa emoção, pois também recebi o título de cidadão de Lagoa Grande, através da minha vereadora e do meu vereador, Edneuza e Josafá. Esse título que vocês estão recebendo é mais do que merecido, parabéns Lucas e Anete pelos trabalhos que vocês vem desenvolvendo por esta cidade”, finalizou.

O vice-prefeito Ítalo de Vilma em sua fala elogiou as ações que o deputado Federal Adalberto Cavalcante tem feito por Lagoa Grande e agradeceu pelos inúmeros serviços prestados aos munícipes. (Da Ascom)

Menores são apreendidos pela polícia em Lagoa Grande após confessarem furto de câmeras de quiosque

Foto: reprodução

Policiais militares da 7ª Companhia Independente (CIPM) apreenderam na madrugada de ontem (15), em Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco, dois menores – um de 17 anos e outro de 16 – e Maicon Douglas da Silva, 19. O trio foi acusado de ter furtado câmeras de segurança de um quiosque no comércio da cidade.

A denúncia foi feita à polícia pelo filho da comerciante. Reconhecidos e abordados pela equipe da 7ª CIPM, eles confessaram o delito, e ainda indicaram o locam onde os equipamentos estavam.

Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Cabrobó (DPC), também no Sertão do São Francisco. (Blog do Pitel)

Prefeito de Lagoa Grande assume ter atropelado jovem em Petrolina, PE

Em nota, o prefeito afirma que estava dentro do limite da velocidade e que tentou desviar da vítima, que atravessou a rodovia de repente.

Foto: Reprodução

A prefeitura de Lagoa Grande divulgou uma nota de esclarecimento explicando que o prefeito, Valmir Capellaro, conduzia a caminhonete que levou a morte na noite de sexta-feira (30) de Iraildo Alves de Lima, de 29 anos. O atropelamento aconteceu próximo ao Residencial Vivendas, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

A nota afirma que o prefeito estava dentro do limite da velocidade e que tentou desviar da vítima, que atravessou a rodovia de repente. Explica ainda que ele prestou a assistência possível, e acionou o Samu e o Corpo de bombeiros para o socorro a vítima. Depois dirigiu-se até a Delegacia para prestar depoimento.

O comunicado finaliza com o pedido do prefeito para a privacidade e respeito aos familiares da vítima neste momento difícil e destaca o profundo abalo e pesar com este caso.

No sábado (31), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) havia informado que até o período da tarde, o condutor do veículo ainda não tinha sido identificado, já que tinha fugido do local sem prestar socorro a vítima. Nesta segunda-feira (2), o inspetor chefe da PRF, Paulo Lima, afirmou que o motorista do veículo não teria fugido do local do acidente. (Fonte: G1 Petrolina)

Adolescente morre afogado em cidade do interior de Pernambuco

Adolescente foi encontrado no cais do porto do povoado de Vermelhos.

Em adolescente morreu afogado na quarta-feira (10) em Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil (PC), Davison Gonçalves Correia de Melo, de 15 anos, foi encontrado à tarde sem vida pelo Corpo de Bombeiros, no cais do porto do povoado de vermelhos, na zona rural do município.

O corpo foi levado para o Instituto de Medicina Legal de Petrolina para reconhecimento e para serem tomadas as providências necessárias. (Por G1 Petrolina)

Ex-prefeito de Lagoa Grande é multado por descumprimento da “Lei de transição”

A Segunda Câmara do TCE, na sessão desta terça-feira (14), aplicou uma multa no valor de R$ 4.000,00 ao ex-prefeito de Lagoa Grande, Dhonikson Amorim (2013-2016), por descumprimento de dispositivos da Lei Complementar Estadual nº 260/2014, que regulamentou o processo de transição no Governo do Estado e nas prefeituras pernambucanas. O relator do processo foi o conselheiro substituto Ricardo Rios.

A partir de representação feita por Abnilton Alves do Amaral, coordenador da equipe de transição do prefeito eleito em 2016, Vilmar Capellaro, O TCE instaurou uma auditoria especial a fim de averiguar o suposto descumprimento desta Lei, que se originou de um projeto apresentado na Assembleia Legislativa pela então deputada Raquel Lyra, hoje prefeita de Caruaru.

De acordo com a representação, o então prefeito “Dhoni” Amorim deixou de cumprir as seguintes obrigações previstas na Lei Complementar: ausência de acesso ao cadastro de pessoal e à lista dos fornecedores e prestadores de serviços; ausência de acesso à lista dos contratos e ao cadastro de bens móveis e imóveis; não disponibilização dos dados sobre a dívida ativa, sobre o almoxarifado, sobre o regime jurídico dos servidores e sobre o regime próprio de previdência.

CONTRADITÓRIO – O ex-prefeito alegou em sua defesa que os documentos solicitados pelo seu sucessor já constavam no site da prefeitura e que o não encaminhamento deles não causou qualquer embaraço à nova gestão municipal. Requereu, por isso, que a auditoria fosse julgada “regular com ressalvas” por entender que as falhas, “de natureza formal”, não causaram qualquer dano ao erário.

Após examinar as contrarrazões apresentadas pelo ex-prefeito, a equipe de auditoria do TCE chegou à conclusão de que restaram algumas infrações à “Lei de transição”, tais como ausência de acesso ao cadastro do pessoal ativo, não disponibilização da lista dos fornecedores, prestadores de serviços e respectivos contratos; falta de informações sobre o inventário dos bens móveis e imóveis, não disponibilização dos termos de parceria firmados no final da gestão e ausência de informações sobre a contabilidade municipal.

O relator do processo, no entanto, considerando o relatório dos auditores e a defesa apresentada pelo ex-prefeito, entendeu ter havido descumprimento à Lei Complementar durante a transição de governo, julgou regular, com ressalvas, o objeto da auditoria, mas aplicou a multa ao ex-prefeito, determinando que o presente processo seja anexado à prestação de contas do município do exercício de 2016.