Prefeito de município do Piauí morre após contrair o novo coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirmou neste sábado (28) a primeira morte pelo novo coronavírus no Piauí. O paciente que morreu por conta da Covid-19, doença causada pelo vírus, foi o prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes. Ele morreu na madrugada de sexta-feira (27) no Hospital Municipal Dr. José de Brito Magalhães, em Piracuruca.

De acordo com o a Sesapi, o Lacen liberou ontem os exames do prefeito que testaram positivo para o novo coronavírus, Antônio tinha 57 anos e chegou a ser atendido no hospital, mas não resistiu. Ele tinha histórico de diabetes e teve uma evolução rápida da doença.

O secretário de comunicação do estado, Allisson Bacelar, reforçou mais uma vez a importância do isolamento social.

“O vírus já circula com pessoas que não manifestam os sintomas, por isso a necessidade do isolamento social. As medidas de isolamento social poderiam ter evitado que o vírus chegasse ao prefeito”, destacou. (G1-PI)

Polícia coleta amostras de DNA para tentar identificar corpos carbonizados no Sul do Piauí

A Polícia Civil do Piauí coletou amostras de DNA dos familiares de um casal desaparecido que residia em Petrolina, Pernambuco, para verificar se o material genético é compatível com o dos corpos carbonizados encontrados dentro de um veículo às margens da BR-407 no município de Acauã, no Sul do estado, no dia 11 de julho.

O delegado Cícero de Oliveira informou ao G1, nessa quarta-feira (17), que os corpos podem pertencer a Willian de Sousa Ferreira, 35 anos, e Juliana da Silva, 28 anos, que estão desaparecidos deste o dia 8 de julho, quando saíram de casa deixando os dois filhos sozinhos. “A filha mais velha do casal tem 8 anos”, informou.

“As crianças ficaram sozinhas em casa, trancadas, por três dias. Até que vizinhos conseguiram libertá-las. Uma irmã de Juliana veio ao Piauí para ter o material genético coletado e a filha do casal também teve uma amostra colhida”, explicou o delegado Cícero de Oliveira.

De acordo com o delegado, até o momento não há informação de como as mortes aconteceram. “A identificação só poderá ser feita assim, por exame de DNA, devido ao estado dos corpos e ainda não se sabe as circunstâncias das mortes do casal”, pontuou. (G1 Petrolina)

Projeto Natal Sertanejo pede doações de alimentos para famílias de Ouricuri, Bodocó, Exu, Moreilândia, Timorante e outras cidades do Sertão

Foto: reprodução

O Projeto Natal Sertanejo deste ano está arrecadando alimentos para ajudar sete cidades do Sertão do Araripe, em Pernambuco, e também a Zona Rural de Coremas, na Paraíba. A ação acontece pelo quarto ano consecutivo e a pretensão é conseguir arrecadar 90 toneladas de alimento para a produção de 3.500 cestas.

A iniciativa surgiu da vontade do padre Damião Silva em ajudar as pessoas carentes do Sertão. A ideia mobilizou fiéis interessados em contribuir com o natal de pessoas que por muitas vezes não tem o que comer. “A gente que o Sertão é o mais atingido pela estiagem. Até quando chove não é o necessário para fazer lavouras e essa população que depende disso acaba passando fome”, pontuou o padre que coordena o voluntariado do projeto.

 Ao todo são 60 voluntários que estão arrecadando os alimentos desde o ínicio do ano, e juntos seguirão para a entrega no dia 12 de dezembro. Umas das integrantes da equipe, Tanagra Tenório, está na equipe desde o ínicio. “Na primeira vez levamos de tudo: panela, roupa, brinquedo, comida, água…Mas quando chegamos lá, vimos que eram pessoas tão carentes que a necessidade realmente era a comida”, lembrou Tanagra da ida a Alagoinha em dezembro de 2015, primeiro município a receber a ação.

Neste ano o projeto vai até as cidades de Exu, Moreilândia, Timorante, Serrita, Ouricuri, Granito e Bodocó, em Pernambuco, e a Zona Rural de Coremas, na Paraíba, cidade natal do padre Damião Silva. 

DOAÇÕES

Até o dia 10 de dezembro as arrecadações poderão ser deixadas em estandes no Shopping Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes; no Shopping Camará, em Camaragibe; no Shopping Patteo, em Olinda. Além dos malls, as arrecadações também podem ser levadas para a Associação Católica Mãos à Obra, nº1011, em Setúbal, Zona Sul do Recife.

Filho do cantor Cristiano Neves morre após micro-ônibus da banda capotar no Piauí

Haviam nove pessoas no micro-ônibus que vinha do Ceará com destino a São Paulo. Adhemir Teixeira Neves morreu no local.

Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (30/01), por volta das 06h30, o filho do cantor Cristiano Neves, Adhemir Teixeira Neves, morreu vítima de um acidente de trânsito na BR-135, mais conhecida como ‘Rodovia da Morte’. O acidente aconteceu próximo à localidade Santa Marta, município de Corrente.

Segundo o tecladista da banda, Alessandro Nogueira de Santana, haviam nove pessoas no micro-ônibus que vinha do Ceará com destino a São Paulo.

Alessandro, Cristiano Neves e outros integrantes foram socorridos por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Corrente e estão internados no Hospital Regional de Corrente, João Pacheco Cavalcanti.

O cantor não sofreu fraturas graves e apresentou apenas escoriações, porém estava psicologicamente abalado pela morte do filho. “Não deixem meu filho morrer”, pedia ele no momento socorro.

O tecladista ainda informou que o motorista do micro-ônibus perdeu o controle da direção devido a pista está molhada com as chuvas. (Meio Norte)

Casal é assassinado a tiros dentro de casa em Caldeirão Grande do Piauí

Um casal, cujos nomes ainda não foram divulgados pela polícia, foi assassinado a tiros no início da tarde da última sexta-feira (13), no Centro da cidade de Caldeirão Grande do Piauí.

Segundo informações, um carro modelo Fiat Uno, de cor prata, parou em frente à residência. Do veículo, desceram três homens armados, usando coletes e encapuzados. Um ficou no veículo, outro na frente ao imóvel, enquanto dois entraram na residência e executaram o casal.

A ação foi rápida. A mulher foi assassinada no quarto, e o homem, no banheiro. Populares afirmam ter ouvido uma sequência de tiros. Ainda segundo populares, o bando usava arma de grosso calibre.

“Eles mandaram fechar o bar que fica em frente a casa onde o casal foi morto. Quem passava lá eles mandavam voltar sem olhar para trás. Eles deram tiros para cima para assustar o povo”, disse uma moradora, que não quis se identificar.

Os corpos ainda estão no interior da casa e o local foi isolado pela Polícia Militar, que aguarda a chegada da perícia.

A mulher assassinada seria do município de Fronteiras, e o homem, de Trindade-PE. As vítimas moram na cidade de Caldeirão Grande há cerca de um ano, são reservados e pouco conhecidos. (Com informações do site Cidade Verde)