Veja os patrimônios declarados por candidatos à Prefeitura de Ouricuri-PE

Os cinco candidatos à prefeitura de Ouricuri-PE, no Sertão do Araripe, declararam para a Justiça Eleitoral patrimônios que vão de Nenhum bem declarado a R$ 12.692.743,55. Os dados estão disponíveis no site do TSE. Confira a lista em ordem alfabética.

Botinha Coelho (SD)

Ocupação declarada: Empresário

Bens declarados: R$ 12.692.743,55

Júlio Macêdo (PSTU)

Ocupação declara: Trabalhador de construção civil

Bens declarado: Nenhum bem declarado

Pedro do Pipa (PDT)

Ocupação declarada: Empresário

Bens declarado: R$ 146.061,56

Regivaldo Bezerra (Patriota)

Ocupação declarada: Engenheiro

Bens declarado: R$ 41.000,00

Ricardo Ramos (PSDB)

Ocupação declarada: Empresário

Bens declarado: R$ 1.407.500,00

Ricardo Ramos inicia campanha com ADESIVAÇO em Ouricuri-PE

O candidato do PSDB à Prefeitura de Ouricuri-PE, Ricardo Ramos, dá a largada em sua campanha neste domingo (27) com um Adesivaço na Avenida Fernando Bezerra, da frente do antigo Franramal, centro da cidade, a partir das 16 horas.

O Adesivaço terá a presença de Ricardo Ramos, da candidata a vice-prefeita, Dr. Gildevania Melo, e dos candidatos a vereador do PSDB, DEM, PRTB e MDB.

Nininho Carvalho lidera pesquisa eleitoral contra Múcio Angelim em Parnamirim-PE

O candidato governista Nininho Carvalho, do PSB, lidera as intenções de voto para prefeito de Parnamirim, no Sertão Central do Estado.

Na pesquisa estimulada, em que são apresentadas as opções para o eleitor, ele tem 46,3% dos votos contra 34,7% de Múcio Angelim, do PTB. Há 14,3% indecisos, 3,3% que disseram votar branco ou nulo e 1,3% que não opinaram.

Na pesquisa espontânea, onde não são oferecidas opções para o eleitor, Nininho aparece com 41% contra 26% de Múcio Angelim. 15,3% se disseram indecisos, 14,7% não opinaram e 3% disseram votar branco ou nulo.

No item rejeição, 35,7% afirmaram não votar em Nininho Carvalho de jeito nenhum. Já a rejeição de Múcio Angelim é de 41,7%.

A cidade tem uma curiosidade: o atual prefeito, Tácio Pontes (PSB), tinha direito à reeleição mas desistiu, apoiando Nininho, que é seu tio.

Nininho foi vice-prefeito de 2005 a 2008 e prefeito de 2009 a 2016. Já Múcio Angelim foi inclusive seu vice de 2009 a 2012. Eles romperam e disputaram a prefeitura naquele ano, com vitória de Nininho.

A decisão de Tácio pode ter uma explicação: segundo a pesquisa, seu governo é desaprovado por 48,3% da população, contra 32% que aprovam e 19,7% que não opinaram. Quando chamada a classificar a gestão, 33,7% a consideram regular, 23% dizem que é péssima, 18%, boa, 10,7% ruim, 6,7% ótima e 8% não opinaram.

O Múltipla é o único Instituto de Pesquisa que disponibiliza seu relatório completo: Relatório completo Parnamirim

Número de identificação da pesquisa é o PE-08597/2020. Período de realização da coleta:  18 e 19/09/2020. Margem de erro: 5,7% para mais ou para menos.

Intervalo de confiança: 95%. Número de entrevistas:   300.  Nome da entidade que realizou a pesquisa: Ronald Dias Falabella Neto & CIA LTDA.  Nome de fantasia: Instituto Múltipla de pesquisa e consultoria. Nome do contratante: Ronald Dias Falabella Neto & CIA LTDA. Nome de fantasia: Instituto Múltipla de pesquisa e consultoria. (Por Nill Junior)

Eleições 2020: Pré-candidatos, dirigentes de partidos e eleitores de Salgueiro, Verdejantes, Exu e Moreilândia devem observar as regras de propaganda eleitoral

De acordo com o novo calendário eleitoral, somente a partir do dia 27 de setembro é permitida a veiculação e divulgação da propaganda eleitoral, por isso o Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio das Promotorias Eleitorais 75ª e 79ª Zonas Eleitorais, recomendou aos dirigentes de partidos políticos em funcionamento municípios Salgueiro, Verdejantes, Exu e Moreilândia que orientem seus filiados a não violarem as regras da propaganda eleitoral, principalmente a prática de propaganda eleitoral antecipada. A recomendação também é destinada aos para pré-candidatos e eleitores em geral.

A Lei Eleitoral (Lei nº 9.504/97) prevê multa no caso do descumprimento à regra. Ainda segundo a legislação, pedidos explícitos de voto, ainda que subliminares, que impliquem em ônus financeiro ou que recorram a formas de publicidade não admitidas para o período de campanha (por exemplo, outdoors, showmício, distribuição de brindes, utilização de material impresso, folhetos, adesivos) são proibidos.

Os pretensos candidatos, aspirantes a pré-candidaturas e os eleitores em geral devem também respeitar todas as medidas sanitárias de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, especialmente durante a realização de prévias partidárias e reuniões para divulgar ideias, objetivos e propostas políticas.

As recomendações das Promotorias Eleitorais das 75ª e 79ª Zonas Eleitorais foram publicadas nos dias 7 e 15 de setembro, no Diário Oficial Eletrônico do MPPE.

Celso Russomanno lidera pesquisa do Ibope em disputa pela Prefeitura de SP, com Bruno Covas em 2º

Celso Russomanno (Republicanos) aparece como líder na primeira pesquisa Ibope feita desde a confirmação dos candidatos à eleição na cidade de São Paulo, divulgada neste domingo (20) pelo jornal O Estado de S. Paulo. O deputado federal e apresentador de TV tem 24% das intenções de voto, à frente de Bruno Covas (PSDB), que busca a reeleição, com 18%.

A terceira colocação tem um empate técnico, com Guilherme Boulos (PSOL) aparecendo com 8% das intenções e Márcio França (PSB), com 6%. A margem de erro é de três pontos percentuais.

A pesquisa aponta Joice Hasselmann (PSL) e Arthur “Mamãe Falei” do Val (Patriota) com apenas 2%. Andrea Matarazzo (PSD), que já esteve à frente da subprefeitura da Sé, tem 1%, assim como Filipe Sabará (Novo), que estreiam no pleito.

O PT, que concorre com Jilmar Tatto, também aparece com 1% das intenções de voto. Outros candidatos com a mesma marca são Marina Helou (Rede), Levy Fidelix (PRTB) e Vera Lucia (PSTU). A pesquisa do Ibope foi encomendada pela Associação Comercial de São Paulo.

A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o nº SP-04089/2020. Foram entrevistadas 1.001 pessoas entre os dias 14 e 20 de setembro. O nível de confiança estimado é de 95%.

Rejeição

Os eleitores foram questionados sobre em quem não votariam de jeito nenhum. Russomanno e Covas também lideram: o atual prefeito surge com 30%, enquanto o deputado aparece com 24%. Boulos tem 13% de rejeição, e Márcio França, 10%.

Em Ouricuri, ex-vereador Neto de Jota declara apoio a pré-candidatura de Rogério da Aldeia

O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Ouricuri-PE, no Sertão do Araripe, Neto de Jota, com vários serviços prestados ao município, vem a público declarar total apoio a pré-candidatura de Rogério da Aldeia.

Neto de Jota declarou: “é motivo de muita alegria apoiar esse nome novo, que vem com novas ideias e sem dúvidas fará um bom trabalho no legislativo”. Ele afirmou ainda está muito feliz com a união da família e que todos estão firmes no projeto de Rogério da Aldeia

Por sua vez, Rogério da Aldeia disse que o apoio de Neto de Jota e família, é de grande importância para sua pré-candidatura, e isso prova que estão no caminho certo, que é o melhor para Ouricuri.

Cidade de Pernambuco tem apenas um candidato a prefeito concorrendo nas eleições 2020

Uma cidade do interior de Pernambuco está chamando a atenção por causa de um fato curioso envolvendo as eleições municipais deste ano. Alagoinha, localizada no Agreste do estado, tem apenas um candidato concorrendo ao cargo de prefeito. Uilas Leal (PSB) é o atual gestor da cidade e está se candidatando à reeleição em 2020.

A candidatura dele foi a única inscrita nas convenções do município. Apesar de vários nomes da oposição terem sido cotados, nenhum deles aceitou se candidatar nas eleições deste ano.

Apesar da situação parecer inusitada, a lei eleitoral permite que tenha apenas um candidato inscrito para a disputa eleitoral. Mesmo se a população decidir votar apenas em branco ou nulo, o candidato ainda pode ganhar porque só os votos válidos serão contabilizados. “Se apenas o candidato votar nele mesmo, ele consegue ganhar as eleições com 100% dos votos”, afirmou o analista.

População deve cobrar partidos

Se a população ficar insatisfeita com as poucas opções de candidatos para votar, não há como adicionar outros candidatos para concorrer porque o prazo das convenções eleitorais terminou nessa quarta-feira (16). “A população deve questionar os demais partidos por não terem lançados candidatos. A população precisa cobrar por que os candidatos não lançaram candidaturas próprias”, finaliza.

Elogios a candidatos e coligações em rádio e TV estão proibidos a partir desta quinta (17)

A partir desta quinta-feira (17) até o dia 29 de novembro, emissoras de rádio e televisão deverão observar uma série de restrições ao conteúdo que transmitem sobre candidatos, partidos políticos e coligações ou que revele a posição política de eleitores. As restrições estão previstas na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e fazem parte do calendário eleitoral 2020. O não cumprimento das regras pode acarretar a cassação do registro da candidatura, ou do diploma de eleito, por uso indevido dos meios de comunicação.

Durante a vigência do período eleitoral, as emissoras estão livres para organizar debates políticos ou citar candidatos, partidos ou coligações em programas jornalísticos. Mas a exibição de qualquer conteúdo que os mencione ou favoreça – como peças de propaganda política ou novelas, filmes e séries, por exemplo – não é permitida.

Os programas de rádio ou TV que tenham o nome de um candidato ou façam menção a ele não poderão mais ser transmitidos até depois do segundo turno das eleições. Os próprios candidatos que atuavam como apresentadores já estão afastados dos programas desde o dia 11 de agosto.

Por fim, até a data do segundo turno de votação, as emissoras de rádio e televisão não podem mais exibir imagens de realização de pesquisa ou consulta eleitoral em que seja possível identificar o entrevistado, ou que haja algum tipo de manipulação de dados. (Assessoria de comunicação TSE)

Eleições 2020: sistema de divulgação de candidaturas já está disponível

O DivulgaCandContas, sistema responsável pela divulgação das candidaturas registradas em todo o Brasil para as Eleições Municipais de 2020, já pode ser acessado no endereço divulgacandcontas.tse.jus.br.

Desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ferramenta permite consultar as candidaturas por município e cargo, acessar informações detalhadas sobre a situação dos candidatos que pediram registro de candidatura, bem como todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes.

À medida que os candidatos solicitam seus registros à Justiça Eleitoral, o TSE divulga todos os dados do concorrente no sistema. Até as 15h desta quarta-feira (16), o DivulgaCandContas 2020 dispunha de informações sobre 16.004 pedidos de registro de candidatura, sendo 14.245 de candidatos a vereador, 879 de prefeito e 880 de vice-prefeito.

Os números são constantemente atualizados pela Justiça Eleitoral, por estado e nacionalmente. O sistema DivulgaCandContas é abastecido de acordo com a oficialização do registro de candidaturas para o pleito de novembro próximo.

No dia 26 de setembro, às 19h, termina o prazo para os partidos políticos e coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos e chapas à Justiça Eleitoral. Caso os partidos políticos ou coligações não tenham requerido o registro de algum candidato escolhido em convenção, a data-limite fixada em lei para a formalização individual do registro perante o TSE ou algum Tribunal Regional Eleitoral é o dia 1º de outubro, também até as 19h.

Em convenção do SD, Assis Junior é anunciado como candidato a vice-prefeito de Botinha

 

A convenção do Solidariedade (SD) de Ouricuri-PE, no Sertão do Araripe, iniciou as 19 horas dessa quarta-feira (16), quando foi anunciado Assis Junior (PT) como candidato a vice-prefeito de Botinha Coelho (SD).

Assis Junior foi o fundador da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ouricuri, foi candidato a prefeito de Ouricuri pelo PHS em 2016 e é vice-presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE).