Em novo decreto, prefeito Ricardo Ramos suspende atividades de mototaxistas em Ouricuri

Através do Decreto Municipal 018/20 dessa terça-feira (24), o prefeito de Ouricuri-PE, Ricardo Ramos, faz alterações ao Decreto Municipal 013/20.

Segundo o novo documento, Fica suspensa e proibida, por tempo indeterminado, a realização de eventos festivos, esportivos de qualquer natureza, banhos ou aglomerações em açudes barragens no âmbito municipal, eventos culturais, religiosos, educacionais ou outras atividades coletivas de qualquer natureza, com aglomeração de pessoas, em locais públicos ou privados, ainda que anteriormente autorizados, com público superior a 10 (dez) pessoas, na Zona Urbana e Rural do Município de Ouricuri-PE, salvo nos casos de atividades essenciais e necessárias, que não tenham sido suspensas em decorrência da situação de emergência.

Fica suspensa, a partir do dia 24 de março de 2020, a prestação dos serviços de mototáxi, no Município de Ouricuri, como determina o Decreto Estadual nº 48.837, de 23 de março de 2020.

Fica autorizado a Secretaria de Saúde e o Departamento de Trânsito Municipal, solicitar apoio da Polícia Militar de Pernambuco, em especial, o 7º BPM, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, DETRAN/PE e os demais Órgãos necessários para fazer este Decreto seu fiel cumprimento.

O Decreto é válido enquanto perdurar a situação de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus.

Lucas Ramos destina quase R$ 1.8 milhão em emendas para hospitais em PE; Hospital Regional em Ouricuri na lista

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) remanejou suas emendas parlamentares para aquisição de aparelhos e melhoria na infraestrutura de hospitais no Estado. Foi o caso dos R$ 1.288.400,00 para o Hospital Dom Malan, administrado pelo Instituo de Medicina Integral Fernando Figueira – IMIP, em Petrolina, no Vale do São Francisco.

O Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, o Hospital e Maternidade Santa Maria, em Araripina, e o Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa, em Gravatá, receberam R$ 460.00,00. Totalizando R$ 1.748.000,00 voltados exclusicamente para os serviços de saúde em Pernambuco. “Seguimos empenhados no combate ao novo Coronavírus, a Covid-19. Na busca pela melhoria dos serviços de saúde em nosso Estado”, destacou o parlamentar.

O deputado Lucas Ramos afirmou ainda que é papel do parlamentar buscar soluções para os problemas enfrentados pela sociedade, principalmente em tempos de pandemia. “Hoje, vivemos uma situação que nunca enfrentamos antes. Mas daremos as condições necessárias para todos aqueles que esperam o tratamento”, afirmou.

Brasil tem 2.201 casos de coronavírus e 46 mortes

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (24) que o Brasil tem 2.201 casos de coronavírus e 46 mortes. Na segunda-feira (23), o número era de 1.891 casos e 34 mortes.

As mortes provocadas por Covid-19 no Brasil seguem concentradas em São Paulo, onde há 40 óbitos, e Rio de Janeiro, com seis. A taxa de letalidade do vírus no país é de 2,1%.

São Paulo também tem o maior número de infectados, com 810. O Rio de Janeiro tem 305 pessoas diagnosticadas com Covid-19.

O Ceará ultrapassou o Distrito Federal e é a terceira Unidade Federativa com mais casos de coronavírus. São 182 infectados no Ceará contra 160 no DF. Todos os Estados têm pelo menos um caso da doença.

Mortes

Em São Paulo, foram 10 mortes nas últimas 24 horas. As vítimas foram seis homens e quatro mulheres, com idades entre 48 e 93 anos.

Além da capital, o Estado registrou óbitos em outras quatro cidades: Guarulhos, Osasco, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista, todos na Grande São Paulo.

No Rio de Janeiro, foram duas mortes de ontem para hoje. As vítimas foram uma mulher de 71 anos e um homem de 74 anos, ambos moradores da capital.

Coronavírus: Brasil tem 34 mortes e 1.891 casos confirmados, diz Ministério da Saúde

O total de casos confirmados de novo coronavírus subiu para 1.891 nesta segunda-feira (23), segundo balanço do Ministério da Saúde. O número de mortes também aumentou para 34 mortes.

O novo número de casos representa um aumento de 22% em relação aos 1.546 casos anunciados até domingo (22). No caso das mortes, o crescimento foi de 36%. Entre os pacientes que morreram em consequência da doença Covid-19, 30 estavam no estado de São Paulo e quatro no Rio de Janeiro.

Campanha de vacinação contra gripe começa em todo o país nesta segunda-feira (23)

Entrevista Mirian Belchior,ministra

Começa nesta segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. De acordo com Ministério da Saúde, nesta primeira etapa os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde. Mais duas etapas serão realizadas para públicos diferentes.

Ao todo, a campanha pode atingir cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos até o dia 22 de maio. Para alcançar esse público foram investidos R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina.

O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece em 9 de maio (sábado). Nessa data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender a todos os grupos prioritários. Neste ano, a campanha foi antecipada de abril para março para reforçar a proteção aos públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe.

Novo coronavírus

A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus. No entanto, em virtude da pandemia de coronavírus, poderá auxiliar profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para o covid-19, já que os sintomas são parecidos.

Segundo o ministério, casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados pelo mundo em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

Próximas etapas

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril, com o objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança. A última fase, que começa no dia 9 de maio, dará prioridade a crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Até o momento, o Ministério da Saúde enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o fimde março.

A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no Hemisfério Sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). (Agência Brasil)

Pernambuco proíbe reuniões com mais de dez pessoas e mototáxi para conter avanço do novo coronavírus

O governo de Pernambuco determinou, nesta segunda (23), que estão proibidas reuniões com mais de 10 pessoas e transporte de passageiros via mototáxi como medidas conter o avanço do novo coronavírus no estado. O anúncio foi feito pelo governador Paulo Câmara (PSB), através de um pronunciamento em vídeo divulgado na internet.

“A melhor estratégia no combate à disseminação do vírus, neste momento, é o isolamento social. Por isso, estamos editando um novo decreto hoje [segunda, 23], com proibição de reuniões e aglomerações de mais de 10 pessoas e do transporte de passageiros via mototáxi”, afirmou.

Com 37 casos confirmados no estado da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o governador também anunciou a contratação imediata de profissionais de saúde.

Determinei, nesta segunda-feira, a contratação de 4.729 profissionais para reforçar o nosso sistema de saúde, seja nos hospitais, Hemope ou na Universidade de Pernambuco. São 430 médico e 1.552 outros profissionais aprovados no último concurso da Secretaria Estadual de Saúde”, disse. (Do G1 PE)

Pernambuco confirma 42 casos do novo coronavírus

Chegou a 42 o número de casos confirmados do novo coronavírus, em Pernambuco. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), houve aumento de cinco casos, nesta segunda-feira (23), em relação ao domingo (22). Mais cedo, o governo estadual publicou um decreto proibindo reuniões com mais de 10 pessoas, para conter o avanço da pandemia.

Os casos estão distribuídos em seis cidades do estado, além de ocorrências de pessoas que passaram por Pernambuco, mas moram em outra unidade da federação (um caso) e outros países (três casos).

Oito pacientes estão hospitalizados, sendo sete na rede privada e um na rede pública. Outros 31 pessoas estão em isolamento domiciliar. Três delas tiveram cura clínica comprovada.

A maior parte das confirmações é de pessoas que têm entre 30 e 39 anos: são dez casos. Em seguida, vêm os de idade entre 60 e 69 anos, que representam nove casos.

As faixas etárias entre 40 e 49 anos e 50 e 59 anos têm seis casos, cada. Há dois casos de pessoas de idades entre 10 e 19 anos.

O governo do estado também passou a não divulgar o número de casos em investigação, descartados e prováveis, que compõem o número global de notificações para o novo coronavírus.

Ipubi registra primeiro caso suspeito de coronavírus

Ipubi-PE, no Sertão do Araripe, é mais um município do Sertão a registrar casos suspeitos do novo coronavírus. A informação foi confirmada pela Prefeitura na manhã desse domingo (22).

De acordo com o governo municipal, trata-se de uma paciente com 43 anos. Ela tem os sintomas de gripe e esteve em um local de transmissão do covid-19.

“A mesma foi orientada e está em quarentena. Reforçamos mais uma vez a importância de que todos devem permanecer em casa“, alerta a Prefeitura. (Por Roberto Gonçalves)

Ministro da Saúde sugere adiamento das eleições por conta do coronavírus

Em teleconferência com prefeitos neste domingo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, recomendou o adiamento das eleições deste ano. Mandetta disse que esse é o momento de o Congresso Nacional tratar o assunto, para que o combate à crise do coronavírus não seja contaminado pela ação política.

O ministro fez a sugestão ao responder ao questionamento do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB). Coutinho pediu a liberação de recursos que, segundo ele, estariam sendo represados pelo estado do Pará, governado por Helder Barbalho (MDB).

Estou alertando que todos vocês precisam, com todas as diferenças políticas, (se entender). Aliás, eu faço aqui até uma sugestão para vocês discutirem. Está na hora de o Congresso olhar e falar: “olha, adia (as eleições)”. Faça um mandato tampão desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano vai ser uma tragédia. Vai todo mundo querer fazer ação política. Eu sou político. Não esqueçam disso”, disse Mandetta.

Ele indicou ainda que é preciso ter um diálogo aberto e eficiente entre os entes da federação.

“Nós não podemos (repassar recursos) de forma desintegrada. Eu faço de um jeito, vocês de outro. Se não daqui a pouco vocês vão estar pagando mais para um médico de hospital A, menos para o hospital B. Tira enfermeiro de lá e traz para cá. Assim vai haver bateção de cabeça. Eu vou descentralizar e fazer com que vocês trabalhem o máximo liberdade”, disse Mandetta.

Governo Bolsonaro corta 158 mil do Bolsa Família em meio a covid-19; 61% são do Nordeste

O Ministério da Cidadania começou ontem a pagar a folha do mês de março aos beneficiários do programa Bolsa Família. Ao contrário da promessa de ampliar o programa em meio à crise social gerada pela doença covid-19, o governo federal fez um corte de 158.452 bolsas. O Nordeste voltou a ser a região mais afetada. Dos 158,4 mil benefícios a menos em março, 96.861 (ou 61,1% do total) foram retirados justamente da região que responde por metade dos benefícios totais do país.

Em janeiro, das famílias que ingressaram no programa, apenas 3% eram do Nordeste, o que gerou uma série de críticas. O número de beneficiários é o menor do governo Jair Bolsonaro e o menor desde maio de 2017, quando o Bolsa Família teve o maior corte da história do programa — 543 mil bolsas foram retiradas. Emancipação dos beneficiários Em resposta ao UOL, o ministério explicou que a redução ocorreu porque novas 185 mil famílias ingressaram no programa, mas 330 mil “se emanciparam” por apresentarem evolução nas condições financeiras, “ou seja, superaram as condições necessárias para a manutenção do benefício”. “É importante destacar ainda que os cancelamentos estão relacionados . (Uol)