Empresa retira orelhão em formato de chapéu do Parque Aza Branca em Exu-PE

Moradores de Exu-PE, no Sertão Do Araripe, reclamaram nesta quarta-feira (06) da retirada de um orelhão do Parque Aza Branca. O telefone público tinha o formato do tradicional chapéu de couro usado pelo Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e já fazia parte das atrações do parque.

Apesar dos protestos da população, a empresa responsável pelo telefone mandou retirar o equipamento.

Pelas redes sociais a professora Clemide Cardoso, uma das administradoras do Parque desabafou: “o Museu do Gonzagão foi hoje, surpreendido pela retirada de um orelhão/ chapéu que fora doado pelo Governo do Estado de Pernambuco, na data da sua inauguração, há 30 anos. Sem atender aos apelos das pessoas presentes, o funcionário da OI disse apenas que estava cumprindo ordem e levou o equipamento. Fazemos um apelo às autoridades, se houver algumas que se interessem pelo caso, que interfiram nessa decisão. O orelhão chapéu é lindo e muito significativo para o museu, mesmo sem funcionar; é considerado parte do acervo de Luiz Gonzaga”.

O Ministério Público Federal (MPF) realizou ano passado uma audiência pública para discutir a preservação e promoção do patrimônio cultural deixado por Luiz Gonzaga no Parque Aza Branca, no município de Exu. No parque, fundado pelo próprio músico, está instalado o Museu do Gonzagão, principal ponto turístico da cidade. O objetivo da audiência pública  foi acompanhar a situação do patrimônio cultural do músico, que morreu em 2 de agosto de 1989.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.