Governo avalia estender auxílio emergencial com valor reduzido

A Caixa Econômica Federal deve pagar, nesta quinta-feira (21), auxílio emergencial de R$ 600 para quase oito milhões de brasileiros. Somente deverão ir às unidades físicas beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social final 4 e quem teve o cadastro aprovado depois de 30 de abril e nasceu em março.

Pessoas que já receberam a primeira parcela até 30 do mês passado e fazem aniversário em março ou abril, terão o valor disponível na conta digital e não precisam se dirigir às agências da Caixa. Nesse caso, o valor poderá ser sacado, mas somente a partir do dia 30 de maio.

O presidente do banco, Pedro Guimarães, explicou como o auxílio recebido através de plataformas online pode ser utilizado. “Você pode comprar em site na internet, pode realizar pagamento de boletos. O que você não pode é realizar DOCs, transferências entre contas, para evitar que vão muitas pessoas nas agências sem organização.”

Na terça-feira (19), o jornal O Globo revelou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não descarta manter o auxílio para além dos três meses acordados inicialmente. No entanto, haveria mudanças na forma como é pago e também no valor. Guedes ainda fala em retirar gradualmente o benefício.

Procurados pela Jovem Pan, nem o ministério da Economia nem a Pasta da Cidadania – que coordena a operação – se pronunciaram a respeito da possibilidade de estender o auxílio emergencial. (Por Jovem Pan)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.