Pernambuco registra um total de 172.861 pacientes recuperados da Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta segunda-feira (14/12), 362 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 35 (9,5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 327 (90,5%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 199.046 casos confirmados da doença, sendo 28.633 graves e 170.413 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 172.861 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.113 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 154.748 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 15 novos óbitos (8 femininos e 7 masculinos), registrados entre os dias 14/11 e 12/12. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios  de Bom Conselho (1), Jaboatão dos Guararapes (4), Moreno (1), Olinda (1), Petrolina (1), Recife (5), São Caitano (1) e Toritama (1). Com isso, o Estado totaliza 9.299 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 56 e 93 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (1), 60 a 69 (4), 70 a 79 (5) e 80 ou mais (5). Do total, 14 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (11), diabetes (4), doença respiratória (3), imunodepressão (2), hipertensão (1), doença de Alzheimer (1), doença hepática (1), AVC (1) e tabagismo/histórico de tabagismo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um está em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 23.586 casos foram confirmados e 42.249 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

NOVOS LEITOS – Já estão em funcionamento 151 leitos, sendo 50 de UTI e 101 de enfermaria, das novas vagas anunciadas na última semana pelo Governo de Pernambuco para o atendimento exclusivo de pacientes com síndrome respiratória aguda grave (Srag), suspeitos ou confirmados para a Covid-19. Para garantir a assistência frente ao aumento do número de casos registrados no Estado e de internações hospitalares, os novos leitos foram inaugurados em cinco unidades e já estão sendo regulados pela Central de Regulação de Pernambuco.

As novas vagas abertas hoje e durante o final de semana atendem a região do Sertão do São Francisco, com 10 leitos de UTI e 30 de enfermaria na UPAE de Petrolina; o Agreste Central com 10 leitos de UTI no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru; o Sertão do Pajeú com 10 vagas de UTI no Hospital Eduardo Campos, em Serra Talhada; além da Região Metropolitana do Recife (RMR), com 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria no Hospital de Referência à Covid-19 – unidade Olinda (Maternidade Brites de Albuquerque); e 10 vagas de UTI no Hospital Real Português (HRP), no Recife, que mantém convênio com o SUS. Já na sexta-feira (11.12), 51 leitos de enfermaria foram colocados em operação no Hospital Agamenon Magalhães (HAM), na zona norte do Recife.

Ao todo, a rede de saúde pública em todo o Estado conta, atualmente, com 1.773 leitos dedicados, exclusivamente, aos pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), incluindo, portanto, casos suspeitos e confirmados da Covid-19.  Do total, 894 são leitos de terapia intensiva e 879 de enfermaria. Até o final de dezembro, quando somados os leitos abertos ao longo de novembro, o Governo de Pernambuco vai ter colocado em funcionamento 424 leitos, sendo 159 de UTI e 265 de enfermaria.

TAXAS DE OCUPAÇÃO – Com os novos leitos, a taxa de ocupação média das Unidades de Terapia Intensiva e caiu de 88% na semana passada para 83% nesta segunda.

VACINA – Seguindo o planejamento de organização da rede de Saúde de Pernambuco para receber a vacina contra a Covid-19, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou no Diário Oficial desta segunda-feira (14) aviso de pregão eletrônico de licitação para a aquisição de cerca de 7,3 milhões de seringas para uso exclusivo na vacinação da população pernambucana contra o novo coronavírus. Os fornecedores têm até o dia 29.12 para submeter ao edital proposta de orçamento. A previsão é que o processo seja concluído até janeiro de 2021, em tempo hábil para distribuição dos insumos para os municípios, reforçando a rede para a campanha de vacinação contra a doença.

Além do processo para aquisição de 7 milhões de unidades, o Programa Estadual de Imunização já conta com 1,7 milhão de seringas em estoque e outros 1,8 milhão já tiveram a compra finalizada, com entrega prevista para breve.

Por determinação do governador Paulo Câmara, desde setembro estamos atuando para garantir a logística da preparação da rede de saúde em Pernambuco para a imunização da população contra o novo coronavírus. Vale ressaltar que o nosso Estado realiza diversas campanhas de vacinação anualmente e sempre se destaca no ranking nacional. Prova disso é que, na última mobilização realizada este ano, contra a poliomielite, Pernambuco foi o Estado que mais vacinou em todo o Brasil. Já na campanha da influenza deste ano, o Estado também alcançou a meta preconizada para os grupos prioritários“, pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.