Prefeito fala sobre a permanência da Festa do Vaqueiro em Serrita-PE

Nesta quinta-feira (23), o prefeito do município pernambucano de Serrita, Erivaldo Oliveira, participou do telejornal GRTV 1º Edição. A entrevista faz parte de uma série que pretende dialogar com os gestores dos 23 municípios da área de cobertura da emissora. O gestor falou dos desafios, as propostas e as expectativas para o mandato.

Izabella Freitas: Desse início de gestão qual as principais dificuldades enfrentadas para seguir a frente do município?
Erivaldo Oliveira: Para a minha felicidade, graças à Deus, eu encontrei o município de Serrita bem organizado e bem estruturado. Não foi um município que teve a opção por mudanças e eu encontrei a casa arrumada, toda estruturada, o pagamento em dias. Para início, eu estou só montando minha equipe de governo, mas está muito organizado, estruturado. O desafios de todos os prefeitos, acredito no início de todo mandato é a questão do desemprego e a atenção. Eu tenho priorizado dar muita atenção às pessoas. Acho que o marco do meu governo é cuidar bem das pessoas.Esse vai ser o meu primeiro desafio.

Izabella Freitas: O senhor falou que já recebeu a casa organizada, mas o ano letivo dos estudantes já começou com um certo atraso, o que foi que aconteceu? O que o município está fazendo para que eles cheguem ao fim do ano e não fiquem estudando aos sábados e durante as férias?
Erivaldo Oliveira: O que ocorreu com o município. Nós estávamos esperando o resultado de um concurso que foi realizado em 2015 e esse resultado saiu um pouco atrasado, mas graças à Deus, eu já homologuei essa semana e já convoquei todos os seguimentos da educação para que a gente possa avançar nessa questão e retomar as aulas com eficácia. Porque a gente queria empossar todos os professores, cerca de 64 professores e eu já convoquei imediatamente para que o ano letivo não seja prejudicado.

Izabella Freitas: A gente quando fala em Serrita, já lembra da Festa do Vaqueiro. Como é que está essa questão? Já se pensa na programação cultural da cidade. Já se pensa no incentivo para a permanência dessa festa? existe muitas dificuldades para se manter?
Erivaldo Oliveira: Inclusive fiquei feliz com a imagem que tem no estúdio, porque esse é o retrato de Serrita, a pega de boi e a missa do vaqueiro, Eu já protocolei no início de janeiro, junto ao Governo do Estado, um ofício em que eu penso uma atenção especial por parte do governo. Serrita é conhecida como a capital do vaqueiro e nós estamos na 47º missa e a gente trata isso desde o início do ano, pedindo um olhar especial do Governo do Estado para que a gente avance com relação a programação e tudo que for preciso fazer na parte de estrutura do parque, de revitalização. E uma programação, a parte profana, que a gente também realiza por três noites e o domingo, o forte que é a missa, a gente tem com a fundação Padre João Governo do Estado e pede uma atenção para dar uma olhadinha nesse evento de grande importância para o nordeste e para o Brasil. (G1 Petrolina)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.