Prefeitura de Parnamirim busca apoio da PM para ampliar fiscalizações de combate ao coronavírus

A Prefeitura de Parnamirim, por meio da Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária, está buscando apoio da Polícia Militar para reforçar as fiscalizações e abordagens no município. O objetivo é ampliar o combate ao novo coronavírus e evitar aglomerações proibidas.

Segundo o prefeito do município, Tácio Pontes, duas reuniões já foram realizadas com a PM em busca desse apoio. “Precisamos continuar com as abordagens e exigindo que se cumpram as medidas de saúde, como o uso de máscara. Com o apoio da polícia, seremos mais efetivos nas fiscalizações e poderemos reduzir ainda mais a curva de contágio em Parnamirim. Nossa principal intenção é salvar vidas”, explica.

O município tem se preocupado com o crescimento de casos na região e a lotação dos leitos de UTI. “É preciso ficarmos ainda mais atentos. Não há mais UTIs vagas na região. Se alguém precisar, poderá ficar sem atendimento. Por isso, que estamos reforçando a fiscalização. Precisamos preservar vidas. Todo esforço é para que os casos não aumentem e as pessoas não precisem dos hospitais”, enfatiza o prefeito.

Participaram da última reunião, representando a Polícia Militar, o tenente coronel Alexino – comandante do 8°BPM, major Itamar – subcomandante do 8°BPM, capitão Fausto – responsável pelo Comando da 2°CPM/Parnamirim, sargento Juliana Silva e Fabiana Camargo – delegada Regional de Salgueiro.

Representando o município,  estavam, além do prefeito Tácio Pontes, Dra. Neyla Alencar – procuradora geral do município, Helga Sampaio – secretária Municipal de Saúde, Juliana Carvalho – técnica em vigilância epidemiológica, Fábio Dantas – chefe de Gabinete,

Regivaldo Ferreira coordenador da Vigilância Sanitária e Maria Fernanda Sampaio  – diretora de Vigilância em Saúde (Salgueiro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.