Preso por furto de água da Transposição do São Francisco, prefeito de Salgueiro diz à PF ‘que não sabia que era proibido’

Preso em flagrante na terça-feira (17) por furto de água da transposição do rio São Francisco para o seu sítio e invasão de terras públicas, o prefeito do município de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, Clebel Cordeiro (MDB), disse em interrogatório na Delegacia da Polícia Federal (PF) que não sabia que era proibido retirar a água da barragem, de acordo com a nota divulgada pela PF.

“Em seu interrogatório, o político informou que não tinha conhecimento de que era proibido usar e retirar a água da barragem Mangueira e que devido a esse desconhecimento retirava a água e usava para irrigar as plantações de maracujá, manga e limão e que tem consciência que não havia invadido as terras da união e que se recorda que houve um processo de desapropriação da terra antes do início das obras da transposição do Rio São Francisco”, diz a nota.

Segundo a PF, o Mandado de Busca e Apreensão no Sítio Mulungu, que pertence a Clebel Cordeiro, foi expedido pelo juízo da 20ª Vara Federal de Salgueiro. No local, os policias constataram que na propriedade estava havendo a retirada de água da barragem do canal do São Francisco através de bombas elétricas e que o terreno também estava avançando dentro da propriedade da União.

Todo material utilizado para realizar o bombeamento da água foi apreendido. Clebel Coreiro, que estava no sítio, foi preso em flagrante e levado para a Delegacia da PF, onde foi autuado pelos crimes invasão de terras da União com intenção de ocupá-las, que tem pena de 6 meses a 3 anos de detenção, e furto de água, com pena de 1 a 4 anos de reclusão.

Na manhã desta quarta-feira (18), Clebel Cordeiro vai passar por uma Audiência de Custódia, onde será decidido pela confirmação da Prisão Preventiva ou se ele será liberado para responder o processo em liberdade.

Por nota, a assessoria da Prefeitura de Salgueiro informou que Clebel foi apenas prestar esclarecimentos.

Confira a nota completa da prefeitura de Salgueiro

“Clebel Cordeiro esclarece que os boatos de prisão pela Policial Federal não condizem com a realidade. Houve uma investigação sobre o uso de águas da transposição que invadiram suas terras na fazenda Mulungú e durante a investigação foi necessário o seu deslocamento até a delegacia para depoimento. A investigação não tem nada a ver com o cargo de Prefeito que ele ocupa que permanece completamente ilibado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.