Futura/Modal: Lula 36,9%, Bolsonaro 31,4%

A nova pesquisa Futura Inteligência realizada para o Banco Modal S/A mostra os primeiros números do instituto sobre a corrida eleitoral em 2022. O ex-presidente Lula (PT) aparece liderando as intenções de voto, mas seguido de perto pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Os demais pré-candidatos surgem bem atrás.

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos) é o melhor situado entre a chamada terceira via, mas está empatado tecnicamente com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Confira os cenários da pesquisa estimulada:

Cenário 1

Lula (PT): 36,9%
Jair Bolsonaro (PL): 31,4%
Sergio Moro (Podemos): 8,5%
Ciro Gomes (PDT): 5,6%
João Doria (PSDB): 2,4%
André Janones (Avante): 1,8%
Guilherme Boulos (Psol): 0,8%
Rodrigo Pacheco (PSD): 0,6%
Simone Tebet (MDB): 0,5%
Aldo Rebelo (sem partido): 0,2%
Leonardo Péricles (UP): 0,2%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0,1%
Felipe D’Ávila (Novo): 0,1%

Indecisos: 5,6%
Branco/nulo: 5,1%

Cenário 2

Lula (PT): 39,5%
Jair Bolsonaro (PL): 33,2%
Sergio Moro (Podemos): 8,4%
Ciro Gomes (PDT): 7,5%
João Doria (PSDB): 3,2%

Indecisos: 3%
Branco/nulo: 5,2%

Cenário 3

Lula (PT): 42,2%
Jair Bolsonaro (PL): 32,9%
Sergio Moro (Podemos): 10,7%
Ciro Gomes (PDT): 7,5%

Indecisos: 2,6%
Branco/nulo: 4,1%

Cenário 4

Lula (PT): 42,2%
Jair Bolsonaro (PL): 34,5%
Ciro Gomes (PDT): 8,7%
João Doria (PSDB): 5,4%

Indecisos: 3,2%
Branco/nulo: 6%

SEGUNDO TURNO: LULA BATE TODOS E BOLSONARO ALCANÇA MORO E CIRO

Nas simulações de segundo turno, Lula continua desbancando todos os adversários. Jair Bolsonaro, por sua vez, está empatado tecnicamente com Moro e Ciro, mas supera os dois adversários numericamente. Além disso, o presidente vence Doria.

Confira os números:

Cenário 1: Lula x Bolsonaro

Lula 50,4%
Bolsonaro 37,8%

Cenário 2: Bolsonaro x Moro

Bolsonaro 36,9%
Moro 33,7%

Cenário 3: Bolsonaro x Ciro

Bolsonaro 40,6%
Ciro 39,1%

Cenário 4: Lula x Ciro

Lula 48,4%
Ciro 21,4%

Cenário 5: Lula x Moro

Lula 48,6%
Moro 28,8%

Cenário 6: Bolsonaro x Doria

Bolsonaro 41,6%
Doria 29,6%

Cenário 7: Lula x Doria

Lula 50,5%
Doria 14,8%

Espontânea

Lula 33,7%
Bolsonaro 31,4%
Moro 3%
Ciro 2,3%
Doria 0,3%
Tebet 0%
Pacheco 0%
Felipe D’Ávila 0%
Leonardo Péricles 0%
Outro 1,2%

Indecisos 21,7%
Brancos e nulos 6,4%

Rejeição

Bolsonaro 47,3%
Lula 37,1%
Doria 23,2%
Moro 18,3%
Ciro 16,5%
Boulos 15,7%
Tebet 12,2%
Aldo Rebelo 12,1%
Pacheco 12%
Felipe D’Ávila 11,7%
Leonardo Péricles 11,6%
André Janones 11,5%
Alessandro Vieira 11%

Rejeita todos 4,3%
Indecisos 3%
Não rejeita ninguém 2,9%

Foram realizadas 2 mil entrevistas por telefone, entre os dias 17 e 21 de janeiro, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e confiabilidade de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-08869/2022.

Ouricuri registra umidade relativa do ar de 14%, segundo a Apac

A Agência Pernambucana e Águas e Clima (Apac) registrou neste domingo (5) em Ouricuri, no Sertão do estado, umidade relativa do ar de 14%. O índice é inferior ao registrado na última semana quando a agência registrou no município umidade de 19%.

De acordo com a Apac, o alerta de baixa umidade com valores abaixo dos 20% vale também para esta segunda-feira (6). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nível considerado aceitável deve estar acima os 50%. Abaixo disso é preciso tomar alguns cuidados para evitar problemas na saúde como complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele; irritação dos olhos eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos e aumento do potencial de incêndios em pastagens.

A Agência informa ainda que pessoas que estejam em locais em estado de alerta, que apresentem umidade entre 12 e 20%, precisam tomar alguns cuidados para evitar problemas como umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, consumir água à vontade, suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h, evitar aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológico para olhos e narinas. (Do G1 Petrolina)

Pesquisa Uninassau mostra que 14% dos eleitores venderiam seus votos

A um ano das próximas eleições, em um momento em que a corrupção é um dos temas mais discutidos no País, 14% dos 624 entrevistados na pesquisa O Eleitor e suas Visões de Mundo, do Instituto de Pesquisas Uninassau, disseram que trocariam seus votos por um emprego ou por dinheiro. O levantamento, feito em parceria com o JC e com o portal Leia Já, apontou ainda que 74% dos pesquisados não venderiam seus voto por nada, no entanto, 63% dos participantes disseram que conhecem pessoas trocam seus votos no dia da eleição.

“Esses números mostram que há uma parcela dos entrevistados que comercializam seus votos, mas não querem admitir, e que também há aqueles que realmente conhecem pessoas que fazem isso”, avaliou o cientista político Adriano Oliveira, professor da Universidade Federal de Pernambuco e coordenador do estudo.

A pesquisa – que investigou a abertura do eleitorado para o novo na política (55% disse que espera mudanças radicais no País e no seu Estado a partir de 2018), sua visão sobre o papel da imprensa na divulgação de casos de corrupção, o perfil dos candidatos em que deseja votar, entre outros pontos -, mostra também que 71,9% dos entrevistados diz não admirar nenhum partido. Em segundo lugar estão aqueles que apreciam o PT (17,8%), seguidos dos admiradores do PSDB (1,9%).

De acordo com Adriano Oliveira, são as bandeiras ideológicas do PT que fazem com que muitas pessoas ainda o admirem. “O PT estar tão na frente do terceiro colocado mesmo envolvido em muitos escândalos se deve à sua agenda de inclusão social e contrária às reformas. Esses temas cativam vários setores, como os funcionários públicos, por exemplo. Essa é a força do PT”, explicou.