Roberta Arraes conquista mais ações de segurança para Sertão do Araripe

Na tarde de ontem (21), a deputada Roberta Arraes (PSB) esteve com Alexandre Filho e o vereador de Araripina, Francisco Edivaldo, na Secretaria de Defesa Social, em reunião com o Secretário Antônio de Pádua, de onde saiu com boas notícias para a segurança do Sertão do Araripe.

O Secretário informou à parlamentar, que em breve estarão chegando para a região do Araripe, o Denarc – Departamento de Repressão Ao Narcotráfico, além de um núcleo de Gerência Geral da Polícia Científica, onde terão suas instalações no município de Ouricuri.

No mesmo momento que recebeu a notícia, Roberta Arraes entrou em contato com o prefeito da cidade, Ricardo Ramos, que de imediato se prontificou a dar todo apoio necessário na chegada desses órgãos.

Ainda na oportunidade, a deputada também solicitou, através de ofício, uma Delegacia Regional de Polícia das Mulheres para a localidade, onde o Ricardo também se dispôs a ajudar com a instalação.

Por fim, Roberta aproveitou também para agradecer mais uma vez a chegada da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar, no município de Araripina, onde fortalecerá a segurança dos municípios de Araripina, Ipubi e Trindade.

Fiquei muito feliz com a reunião, mostra que nossa luta juntamente com o governador Paulo Câmara, vem trazendo benfeitorias em prol de uma melhor qualidade de vida aos sertanejos”, finalizou. (Da Ascom)

PF, MPF e CGU investigam desvio de recursos para ações emergenciais em PE

A Polícia Federal (PF), o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram nesta quinta-feira (9) a Operação Torrentes, com o objetivo de desarticular organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos da defesa civil em Pernambuco. De acordo com os investigadores, o caso envolve a aplicação de mais de R$ 400 milhões em recursos destinados a ações emergenciais decorrentes das chuvas que atingiram municípios da Mata Sul em 2010 e 2017.

Os recursos públicos tinham como origem convênios firmados pelo Ministério da Integração Nacional com o estado, por intermédio da Secretaria da Casa Militar. Os valores foram repassados ao estado de Pernambuco para a executar as denominadas “Operação Reconstrução” e “Operação Prontidão”.

Por meio de nota, a CGU informa que “as contratações eram realizadas com empresas de fachada ou fantasmas que possuíam sócios em comum, além de estarem constituídas em nome de ‘laranjas’”. Foram apontados “desvios em diversas contratações, como: fornecimento de gêneros alimentícios; locação de banheiros químicos; e aquisição de material de cama e banho, colchões e filtros”.

De acordo com a CGU, houve também “favorecimento e direcionamento de certames licitatórios e não comprovação da regular aplicação dos recursos, quer seja pela não prestação dos serviços, quer seja pela não entrega dos bens contratados”.

A operação conta com a participação de 25 servidores da CGU e de 257 policiais federais para o cumprimento de 15 mandados de prisão temporária, 37 de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva nas localidades de Camaragibe, Itambé, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Recife, todas no estado de Pernambuco. (Agência Brasil)

Operação Lei Seca realiza ações nas cidades de Trindade Exu e Ouricuri até o final da semana

A operação lei seca já está em ação na região do Araripe, foi o que afirmou o capitão Araújo, em entrevista ao jornalista Francisco Monteiro nessa Terça feira (05), durante o jornal do Araripe.

As blitzs terão inicio nesta terça-feira (05), e se intensificarão até o final da semana, as ações tem o principal objetivo de abordar motoristas e motociclistas, averiguar e conscientizar quanto ao uso de bebidas alcoólicas no transito, com a finalidade de evitar acidentes e mortes.

O trabalho das equipes da lei seca na região acontecem nas cidades de Trindade, Exú e Ouricuri, ainda segundo Araújo, Coordenador da operação, o foco será casos de alcoolemia, más não deixa de ser abordagens para conter todas as irregularidades de transito, Como falta do capacete, excesso de passageiros, documentação irregulares, veículos em atraso entre outros casos.

Segundo o Art. 165, Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência é Infração gravíssima, o valor da multa é de   R$2.934,70  com perca de 7 pontos na CNH, e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses. E Recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa, também é considerada infração Gravíssima com suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses, perca de 7 pontos na CNH e multa de R$2.934,70. (Por Francisco Monteiro)

Deputado Fernando Monteiro volta a Ouricuri e ao lado de Iran Severo anuncia mais ações para o município

O giro do deputado federal Fernando Monteiro (PP) pelo Sertão de Pernambuco, passou por Ouricuri, no Araripe, nesse último sábado (02), e ao lado do vereador Iran Severo (PP), o deputado divulgou uma série de ações para beneficiar os ouricurienses.

O encontro foi realizado em uma chácara as margens da PE-545, zona rural de Ouricuri e lá o deputado divulgou as boas novas, uma ambulância 0km, 15 computadores e construção de barragens para comunidades rurais.

As ações anunciadas começarão a serem liberadas na próxima semana e beneficiará um grande número de famílias do município. Os secretários Romildo Ramos (Administração) e Gardielle Andrade (Saúde) participaram do encontro.

Vários representantes de comunidades da região da Chapada dos Severos e Limoeiro participaram do evento de divulgação de ações. O vereador Iran Severo serviu um café da manhã aos presentes.

MPT move 131 ações no polo gesseiro beneficiando mais de 2288 trabalhadores no Araripe

O Ministério Público do Trabalho (MPT) concluiu relatório parcial do Projeto Gesso, cujo objetivo principal é a regularização das condições de saúde e segurança no trabalho no polo gesseiro do Araripe (Pernambuco), responsável pela produção de cerca de 95% do gesso do país. Em dois anos, 161 empresas foram inspecionadas, 131 ações civis públicas movidas e 2288 trabalhadores beneficiados diretamente. As indenizações por dano moral coletivo somam R$ 800 mil reais.

Os dados preliminares foram apresentados pelo coordenador do projeto, o procurador Ulisses Dias de Carvalho, em agosto. Ele avalia que a partir da extensão da atuação e das informações colhidas nas visitas realizadas nos municípios que integram a região do Araripe pernambucano, a situação geral dos trabalhadores ativados nas empresas inspecionadas vem melhorando, apesar do encerramento das atividades de diversos dos estabelecimentos visitados.

Ulisses também constatou que há notícias de diminuição do número de reclamações trabalhistas ajuizadas contra essas empresas nos últimos 12 meses, mesmo com a grave crise econômica que assola o país.

Judicialização

Em decorrências das graves irregularidades encontradas, que colocavam em risco a saúde dos trabalhadores e da população local, foi preciso mover um número significativo de ações civis públicas. Em 2015, foram acionadas 68 empresas na justiça. Em 2016, 63, totalizando 131 ações.

Desse montante, destaque-se o alto percentual de deferimentos liminares pela justiça. O juízo trabalhista de Araripina, cuja titularidade é exercida pela juíza Carla Janaina Moura Lacerda, garantiu a tutelada antecipada em 96,27% das ações movidas pelo MPT.

Há nove anos atuando na vara de Araripina, a juíza informou que as ações do MPT cumprem um papel importante na melhoria das condições de trabalho na região. Ela disse que o trabalhador do gesso não tem o perfil de demandar a justiça do trabalho, sobretudo porque não tem sequer um parâmetro de uma condição digna de trabalho.

“Para se ter uma ideia, as demandas individuais desse trabalhador não chegam a 30% do volume de processos da vara, o que é bastante significativo quando se sabe que há problemas no segmento econômico e que é grande o contingente de pessoas laborando nele”, disse. “As ações do MPT preenchem esse vazio, possibilitando uma mudança nas relações de trabalho”, completou.

Irregularidades

Entre as infrações cometidas pelos estabelecimentos estão, na maioria, o não fornecimento de equipamento de proteção individual (EPI) aos funcionários; a ausência de monitoramento da exposição dos trabalhadores aos agentes ambientais presentes na atividade; a insuficiência na limpeza, expondo os empregados à poeira de gesso; e instalações elétricas em más condições.

Há ainda casos de informalidade, de não fornecimento de copos individuais ou bebedouros para o consumo de água potável; e de ausência de conservação, asseio e higiene nos banheiros. É recorrente também a falta de equipamentos apropriados para facilitar o transporte manual de cargas, evitando sobrepeso capaz de prejudicar a saúde e a integridade física dos trabalhadores.

Projeto Gesso

O grupo de trabalho para o acompanhamento das condições de meio ambiente laboral das empresas envolvidas no processamento e beneficiamento da gipsita, localizadas no polo gesseiro do Araripe, foi criado em novembro de 2016, tendo como base os primeiros resultados obtidos em força-tarefa em 2015. A partir de então as ações passaram a compor o Projeto Gesso, dentro das ações prioritárias da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho (Codemat) do MPT.

O foco das atividades tem sido os municípios pernambucanos de Araripina, Ipubi, Trindade e Ouricuri. A expectativa é que o projeto se estenda por 2018. O MPT conta com o apoio, nas fiscalizações realizadas, da Polícia Rodoviária Federal. (Do MPT-PE)

Paulo Câmara anuncia conjunto de ações e fortalece agropecuária

Empenhado em fortalecer a agropecuária de Pernambuco, o governador Paulo Câmara anunciou, hoje, um pacote de ações durante a abertura da II Feira da Avicultura do Nordeste, neste município, Agreste Meridional. Entre os investimentos do Governo do Estado estão reestruturação da Agência Estadual de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Adagro); assinatura do decreto de operação da rastreabilidade do ovo; abertura de seleção temporária para contratação de 74 técnicos de defesa agropecuária; concurso público para contratação de 50 fiscais agropecuários e entrega de equipamentos.

“Temos que estar muito junto no campo e nos arranjos produtivos, buscando gerar emprego e renda, fazendo com que a produção avícola de Pernambuco continue a crescer, a se desenvolver e a nos orgulhar. Nesse sentido, a Adagro tem um papel fundamental: o de orientar, de fiscalizar e fazer parcerias em favor de uma agropecuária de qualidade, que proteja as pessoas que adquirem os produtos e, ao mesmo tempo, dê boas condições de trabalho aos fornecedores”, afirmou o governador Paulo Câmara, frisando que Pernambuco é o maior produtor de ovos do Nordeste e que este novo sistema de rastreabilidade é pioneiro no Brasil. Durante o evento, o chefe do Executivo estadual visitou os estandes, cumprimentou os expositores da feira e os participantes da Corrida das Galinhas.

Com o decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara, será possível organizar e regulamentar o trânsito e o comércio de ovos e derivados no Estado, para fins de fiscalização e controle sanitário, melhorando a qualidade dos produtos e possibilitando a rastreabilidade desde a procedência até a comercialização. “O consumidor vai poder identificar de onde veio o ovo e a data em que ele foi produzido, melhorando a questão da segurança”, destacou a presidente da Adagro, Erivânia Camelo, acrescentando que os produtores pernambucanos terão 90 dias para aderirem à nova regra.

Com relação à reestruturação da Adagro, Erivânia pontuou que a medida vai aumentar o poder de atuação de fiscalização no Estado e os benefícios para os produtores. “Hoje, estamos com um quadro bastante reduzido de fiscais. Então, com a seleção temporária e o concurso público, vamos melhorar a fiscalização para que os registros dos produtos fiquem mais rápidos”, esclareceu.

A seleção temporária para 74 técnicos agropecuários será realizada este semestre e tem contratação prevista para o primeiro trimestre de 2018. Já o concurso público para contratação de 50 fiscais agropecuários (nível superior) deve ocorrer ainda este ano, com contratação para o primeiro trimestre de 2018. Do total de vagas, 40 serão para o cargo de médico veterinário (Defesa Animal) e 10 para engenheiros agrônomos (Defesa Vegetal). Na ocasião, o governador também entregou 22 ensiladeiras, beneficiando 20 municípios do Agreste e Sertão, além de uma moto e de 11 kits de inseminação artificial. Os equipamentos promovem a inclusão produtiva, melhoria da renda e das condições de sobrevivência do homem do campo, com foco na bacia leiteira do Estado.

Para o secretário de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), Nilton Mota, a avicultura de Pernambuco vive um grande momento com as ações anunciadas pelo governador Paulo Câmara. “Assim como a educação, somos referência na avicultura no Norte e no Nordeste do País. Sabemos que o Brasil não vive um bom momento, mas os atos assinados pelo governador trazem um novo momento para Pernambuco no segmento avícola”, pontuou Mota.

Prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida agradeceu ao governador e assegurou que, hoje, a avicultura respira com mais tranquilidade. “O segmento vem crescendo muito com esse empenho do Governo do Estado. O governador Paulo Câmara sempre muito atencioso com o povo de São Bento do Una”, afirmou a prefeita.

Também estiveram presentes o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; o chefe de gabinete, João Campos; o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Gabriel Maciel; os deputados estaduais Claudiano Filho e Romário Dias; e prefeitos da região. (Da SEI)

Vereador Iran Severo se reuniu com deputado em busca de mais ações para Ouricuri

iran severo e fernando

O vereador Iran Severo se reuniu em Petrolina com o deputado federal Fernando Monteiro na última quinta-feira (30), para discutirem a cerca da crise que assola o país e também sobre a liberação de emendas para beneficiar o município de Ouricuri, especialmente obras no tocante ao homem do campo.

Segundo Iran, o deputado garantiu que Ouricuri receberá muitas ações ainda este ano, principalmente para zona rural, onde a comunidade é mais sofrida devido a estiagem: “nos próximos dias as suas emendas parlamentares estarão disponíveis, e com certeza, nosso município tão logo receberá muitas ações”, abordou.

iran severo e fernando monteiro

Iran falou que no período eleitoral as coisas vão dificultando ainda mais, relatando que uns fazem esforços para trazer ações e outros não, mas disse que o empenho de conseguir benefícios ao município trata-se de responsabilidade e compromisso. O parlamentar ainda disse que Fernando Monteiro, está empenhado em desenvolver a região do Araripina.

Equipe do Crediamigo do Banco do Nordeste de Ouricuri realiza ação social no Alto Paraíso

1B

A comunidade do bairro Alto Paraíso em Ouricuri, no Sertão do Araripe pernambucano recebeu nessa quarta-feira (08 de junho), a equipe do Crediamigo do Banco do Nordeste. No local foi realizado mais uma ação social do calendário do bem (ações temáticas de cunho social do INEC).

1A

Dessa vez, o tema abordado foi à preservação do meio ambiente. Doando mudas, conscientizando a comunidade e plantando o “verde”, a equipe do Crediamigo contagiou todos que passavam pelas ruas com orientações sobre como cada um pode contribuir com a natureza, cuidando das árvores e plantas, evitando sujar as ruas e praças, garantindo desse modo um ambiente muito mais bonito e saudável.