Advogado reclama de acúmulo de lixo na Travessa Antônio Ferreira Lins no Centro de Ouricuri

Em nota enviada ao blog do Cariri Filho, o advogado Leandro, reclama do acúmulo de lixo na Travessa Antonio Ferreira Lins, no Centro de Ouricuri, cidade localizada no Sertão do Araripe pernambucano. O advogado lamentou a situação e declarou que já reclamou da situação na prefeitura e até em página pessoal do Facebook, no entanto, nada foi feito, o lixo continua espalhado no meio da rua.

Acompanhe o relato do advogado:

”Bom dia Cariri!

Aqui é Leandro Benício, sou advogado e tenho residência na Travessa Antônio Ferreira Lins, Centro, Ouricuri. Há alguns dias os poucos moradores dessa travessa e as demais pessoas que por aqui transitam, sofrem com o lixo espalhado pelo meio da rua, onde se incluem restos de comida dos quiosques e mercadorias estragadas de um supermercado, além de esgotos acumulados em entulhos de obras. O fato é que, tal situação tem provocado um desconforto, uma vez que, enquanto moradores não podemos permanecer com janelas abertas, haja vista a grande quantidade de moscas e insetos em geral. Além disso, é grande a quantidade de cachorros e gatos que aqui se alimentam, num risco iminente à saúde pública. Já cobrei perante a Prefeitura, como pode ser observado na minha página no Facebook, onde postei uma foto e pedi providências, mas nada foi feito, embora tenha se passado quase um mês. Tal fato se torna mais revoltante quando se percebe pelo portal Tome Contas que, o município de Ouricuri em 2017 já pagou mais de 3 milhões de reais para uma empresa que teoricamente seria responsável por recolher o lixo. A situação do lixo, contudo, é vergonhosa em nossa cidade. Qualquer bairro que você for é visível que o lixo está tomando conta da cidade. Dessa forma, faço-lhe um apelo no sentido de divulgar as imagens que lhe encaminho e solicito ação das autoridades estaduais e municipais, inclusive a Câmara Municipal. Agradeço pelo espaço e continue fazendo esse belo trabalho por Ouricuri, as pessoas honestas lhe agradecem!”