AEDA oferece 104 bolsas de estudos através do PROUPE

Estão abertas as inscrições para o Programa Universidade para todos em Pernambuco (PROUPE) em todas as Autarquias do Estado. Na região do Araripe, a AEDA, através do programa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (SECTI, oferece 104 bolsas de estudos no valor de R$ 245,00 e R$ 135,00.

As inscrições serão realizadas entre os dias 18 de dezembro de 2017 a 03 de janeiro de 2018 pelo site da SECTI http://www.secti.pe.gov.br/. Confira os cursos da AEDA que concederão bolsas de estudos:

São 36 bolsas para o curso de Biologia (Fafopa) e outras 68 bolsas divididas para os cursos de Agronomia e Tecnologia em Gestão Ambiental, ambos da Faciagra; Letras (Fafopa) e para Direito e Ciências Contábeis, ambos da Facisa. O aluno pagará a diferença do valor integral da mensalidade de cada curso rigorosamente em dia à AEDA.

Podem concorrer as bolsas do PROUPE os alunos que estejam cursando do 2º período em diante, com exceção daqueles que estiverem no último período do seu curso. Os ingressantes no vestibular 2018.1 poderão pleitear a bolsa a partir do segundo semestre de 2018.

Além deste, o PROUPE exige outros requisitos para os candidatos: ter cursado o Ensino Médio em escola pública; alunos deficientes; professores que não tenham cursado licenciaturas; ou alunos oriundos de escolas privadas que comprovem ter cursado com bolsa integral.  O resultado preliminar será divulgado em 14 de janeiro e a lista final com os contemplados, em 25 de janeiro. (Da Ascom)

AEDA abre 600 vagas para o vestibular 2018.1

A Autarquia Educacional do Araripe (AEDA), está com inscrições abertas para o Vestibular 2018.1 nas três Instituições de Ensino Superior: Fafopa, Faciagra e Facisa. Ao todo são 600 vagas para dez cursos. As inscrições serão feitas até o dia 29 de dezembro no site da autarquia.

Para 2018 serão ofertadas vagas nos cursos de Direito e Ciências Contábeis na Facisa, Tecnólogo em Gestão Ambiental e Agronomia na Faciagra e na Fafopa para os cursos de licenciatura em Ciências Biológicas, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química. As inscrições custam R$ 50,00 até o dia 30 de novembro. Entre os dias 1º a 29 de dezembro passam a custar R$ 70,00.

A prova com 50 questões objetivas e uma proposta de redação será realizada no dia 07 de janeiro de 2018 na AEDA. O resultado dos aprovados será publicado dia 16 de janeiro. Para se inscrever os candidatos devem acessar o site http://portalaeda.edu.br/novo/vestibular/ e preencher, obrigatoriamente, todos os campos do formulário. No link também é possível baixar o edital completo do vestibular com o conteúdo programático da prova.

Com mais de 40 anos de atuação em prol do Ensino Superior, todos os cursos da AEDA são reconhecidos pelo Conselho Estadual de Educação de Pernambuco e possuem validade nacional. Além desta credibilidade, a autarquia e suas faculdades contam com uma moderna infraestrutura de salas de aula, salas de vídeo, auditórios, laboratórios para o desenvolvimento de aulas práticas e um quadro de docentes que preparam os alunos para o mundo do trabalho.

Professores contratados da AEDA, dizem que estão sofrendo perseguição política em Araripina

Segundo informações do blog de Dante Arruda, os professores Verônica Cristina, Paulo Granja Arruda e Hélio Arruda não tiveram os seus contratos renovados pela Autarquia Educacional do Araripe (AEDA).  Eles foram aprovados na seleção 2016 com direito a prorrogação em 2017. De acordo ainda com o blogueiro, os mesmos informaram que todos os professores contratados que não votaram no prefeito Raimundo Pimentel não tiveram seus contratos renovados, numa clara demonstração de perseguição política.

A advogada Verônica Cristina que dá aulas na FACISA, no curso de Direito, das cadeiras Direito Processual Penal I e II, Estágio Supervisionado I (Pratica do Direito Civil e Processual Civil), Estágio Supervisionado II (Pratica do Direito Penal e Processo Penal), História do Direito e medicina Legal, tem contribuído muito para o fortalecimento da faculdade.  É do conhecimento de todos que é notória a contribuição da professora na formação dos bacharéis em Direito. Exemplo disso aconteceu na solenidade de colação de grau das duas turmas que agraciaram a referida professora com a homenagem como madrinha. Concluíram o curso  aproximadamente 80 alunos.

A professora Verônica Cristina, que foi aprovada em seu primeiro contrato na AEDA no ano de 1989, também é advogada e milita em Araripina há mais de 25 anos. Ela declarou que está sendo vítima de perseguição política, uma vez que, mesmo tendo sida aprovada na seleção pública acima mencionada lhe foi negado o direito de prorrogação do contrato temporário durante o primeiro semestre letivo de 2017.

O professor Paulo Arruda Granja, que há 11 anos dá aulas na FAFOPA, é graduado em Letras com especialização em Filosofia e Pedagogia e é responsável pelas cadeiras de Latim, Literatura Latina e Analise do Discurso. Ele declarou também está sofrendo perseguição política, que em nenhuma gestão, nunca tinha visto tal postura da administração da AEDA e que já estava com a carga horária definida e foi pego de surpresa. (Do blog Dante Arruda)

AEDA divulga resultado do Vestibular 2017.1

aeda vestibular

A Autarquia Educacional do Araripe (AEDA), divulgou hoje (12) o resultado do concurso vestibular 2017.1 para as três Instituições de Ensino Superior, FAFOPA, FACISA e FACIAGRA. O vestibular ocorreu no último domingo, dia 08, e teve um comparecimento de mais de 600 concorrentes. Destes, quase 300 foram aprovados e ingressarão nos cursos da autarquia.

O vestibular teve como tema da redação “Falência de Estados e Municípios no Brasil. Falta de recursos ou de gestão?” e mais 80 questões objetivas que testaram os vestibulandos nas mais diversas áreas do conhecimento.

Segundo a Diretora-Presidente da AEDA, Maria Ramos Muniz, o resultado do vestibular foi satisfatório e mostrou que os novos universitários estão aptos a ingressarem no ensino superior. “Queremos dar as boas-vindas aos futuros alunos da AEDA na certeza que aqui encontrarão um novo mundo repleto de conhecimentos e se prepararão para o futuro profissional de excelência”, comemorou.

As matriculas começam nesta segunda-feira, 16, e os aprovados devem comparecer à tesouraria da AEDA no Campus Universitário para pagar a taxa de inscrição e receber a guia para efetuar a matrícula no curso da faculdade em que foi aprovado.

Abertas inscrições para seleção de professores do magistério em Araripina

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo para o cargo de professor do magistério, vinculado aos cursos de graduação das Instituições de Ensino Superior (IES), da Autarquia Educacional do Araripe (Aeda), em Araripina.

As inscrições podem ser feitas até as 20h da quarta-feira (16), exclusivamente pela internet. O candidato deve preencher o formulário e pagar a taxa de R$ 100, através de boleto bancário.

Foram disponibilizadas 58 vagas para os docentes, nas áreas de Linguística, Letras e Artes; Ciências Exatas e da terra; Ciências Biológicas; Ciências Humanas; Ciências Agrárias; Ciências Sociais e Aplicadas.

Os candidatos devem apresentar o certificado ou diploma do curso superior e atendar as exigências descritas no edital. A carga horária é de 10h aula e pode chegar até a 240h aula. Os salários para professores segue de acordo com a titulação. O valor mínimo vai de R$ 1.059,84 até R$ 2.543.61. Os profissionais selecionados irão administrar aulas na Fafopa, Faciagra e Facisa.

A seleção será feita por prova de conhecimento específico, de caráter classificatório e eliminatório. A avaliação é formada por questões objetivas, de múltipla escolha e será aplicada no dia 4 de dezembro, às 8h, na Faculdade de Formação de Professores de Araripina (Fafopa).

Haverá ainda prova de títulos com caráter classificatório e eliminatório. Serão avaliados a escolaridade, títulos e experiência profissional. Outras informações podem ser obtidas no edital.

AEDA abre inscrições para o vestibular 2017.1 e oferece 860 vagas em 12 cursos

vestibular-aeda-2017-1A Autarquia Educacional do Araripe – AEDA e suas três Instituições de Ensino Superior – FAFOPA, FACIAGRA e FACISA, estão com inscrições abertas para o vestibular 2017.1 em doze cursos de graduação. Ao todo são 860 vagas para as graduações em Letras, Ciências Biológicas, Geografia, História, Matemática, Física, Química, Pedagogia, Agronomia, Gestão Ambiental, Direito e Ciências Contábeis.

As inscrições devem ser realizadas através do Portal AEDA em http://www7.qualinfonet.com.br/aeda/acadweb.modulo.vestibular.php ou presencialmente na secretaria da FAFOPA, em Araripina, até o dia 30 de dezembro. A taxa de inscrição é de R$ 80,00 que será paga através de boleto bancário. As provas serão realizadas dia 08 de janeiro de 2017 e os candidatos terão que responder um conjunto de 100 questões objetivas e uma redação.

A divulgação do resultado do vestibular será dia 13 de janeiro e as matrículas podem ser feitas no período de 19 de janeiro a 03 de fevereiro.

De acordo com a diretora presidente da AEDA, Maria Ramos Muniz, o concurso vestibular é tradicional para alunos da região do Araripe em Pernambuco, bem como no Ceará e Piauí. Ela destaca a tradição da AEDA que tem 40 anos de atuação no ensino superior. “Há 40 anos a AEDA forma jovens que após passar por nossos cursos de graduação transformam-se em grandes profissionais. Isso prova que a qualidade de ensino está alinhada com as mais modernas propostas de educação superior do Brasil”.

Para mais informações acesse o Edital nº 05/2016 ou ligue (087)38731001.

AEDA suspende Processo Seletivo Simplificado de Professores e Administrativo em Araripina

maria-ramos-aeda-araripina

A Autarquia Educacional do Araripe (AEDA), que é a gestora da FACISA, FAFOPA e FACIAGRA no município de Araripina, Sertão de Pernambuco, não irá mais realizar o Processo Seletivo Simplificado de Professores e Administrativo 2016.

A notícia pegou muita gente de surpresa e, foi repassada pela própria diretora-presidente da Autarquia, professora Maria Ramos, na tarde desta quinta-feira (20), no programa Araripina Urgente pela rádio Arari FM.

“Eu quero esclarecer a população de Araripina, que a Seleção Simplificada é um ato administrativo, que por lei, nós somos obrigados a fazer. Sempre que a gente está terminando um período letivo, principalmente no final de ano, nós temos que preparar essa seleção, para acesso de professores e de servidores”, disse a professora.

Ainda segundo Maria Ramos, ninguém pode trabalhar em uma empresa público-privada como a AEDA, sem passar por uma seleção ou um concurso público, como exige o Tribunal de Contas.

“Como a gente não pode fazer o concurso público, porque quando terminamos de implantar o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) do professor e do corpo técnico, já foi entrando no segundo semestre e a gente se preparou para fazer o concurso, mas infelizmente veio uma ordem do Tribunal de Contas, impedindo realização do mesmo”, completou a gestora.

A diretora-presidente da AEDA lembrou ainda, que para não criar problema na administração futura, como ela própria já tinha passado no primeiro ano da sua administração, porque já encontrou os professores dando aula sem ter feito a seleção, foi obrigada a pagar uma multa dentro de 48 horas, isso por não realizar a seletiva, motivo pelo qual foi feito o atual edital.

“Infelizmente esse edital que já está no Site da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), no portal AEDA e publicada em todos os lugares no País inteiro, teve uma rejeição muito grande dos professores contratados da FACISA e da FAFOPA. A gente tem sempre aquela questão de ser honesta em todas as coisas, fazer as nossas ações sempre com lisura, e digo isso como minha obrigação de cidadã, ser essa pessoa que faz as coisas com honestidade, com transparência e, sobre isso, ‘eles’ tiveram a resposta hoje”, desabafou Maria Ramos.

De acordo com a professora, o edital está causando muita celeuma, muita confusão, inclusive, com alguns professores que fazem parte do grupo político do prefeito que foi eleito recentemente, pressionando para não acontecer a seleção.

“Esses professores estão pressionando muito, inventando conversas, então, eu resolvi não mais continuar com o edital. Eu tenho tudo pra me defender perante o Tribunal e, a próxima gestão que chegar na AEDA, que resolva como fazer. Graças a Deus, nossas decisões foram tomadas conjuntamente com professores conscientes, que sabem que tem que fazer o edital”,  completou a gestora.

A AEDA está se comprometendo a devolver o dinheiro de todas as inscrições. O professor de Araripina, deverá comparecer na sede da Autarquia para receber o que pagou e, os professores de outras localidades, deverão enviar um e-maill pra AEDA, que também devolverá o valor da inscrição, que foi de R$ 100,00. (Do Blog do Roberto)

AEDA promove Sarau Cultural no Memorial Histórico de Araripina com apresentação de artistas locais

dsc_7282A Autarquia Educacional do Araripe – AEDA promoveu na noite desta segunda-feira, 19, o I Sarau Cultural e Musical em frente ao Memorial Histórico de Araripina Ceci Alencar com a participação de artistas locais que abrilhantaram a noite e trouxeram alegria para todos que participaram.

Os universitários dos cursos da Faculdade de Formação de Professores de Araripina – FAFOPA, alunos da rede pública estadual de ensino e muitas pessoas que passavam pelo Memorial Histórico assistiram a apresentação do músico e poeta cordelista araripinense, Cacá Lopes – que há 14 anos não se apresentava na cidade. Cacá Lopes atualmente reside em São Paulo, onde desenvolve o projeto Música e Cordel nas Escolas pela Prefeitura de São Paulo.

Em versos de cordéis, música e muitas histórias, o araripinense contou os 30 anos de carreira desde quando iniciou em Araripina até as dificuldades iniciais na capital paulista. Com muita alegria e entusiasmo Cacá Lopes cantou cordéis que abordam o povo sertanejo, a matemática, o estrangeirismo e principalmente sua origem nordestina.

O Sarau Cultural e Musical também teve apresentações do saxofonista Hely Alencar, dos músicos Toninho de Olinda e Elvis, dos poetas Carlos Paixão e Tony Aldair.

A diretora presidente da AEDA, Maria Ramos Muniz, agradeceu ao público e aos artistas que deram um verdadeiro show de cultura e amor à Araripina. Ela destacou o papel do Memorial Histórico de Araripina que além de resgatar a história do município, fomenta a cultura e os valores artísticos da cidade.