Homem é preso suspeito de estuprar estudante de 12 anos no Alto Paraíso em Ouricuri

Imagem / Ilustrativa da internet

O agricultor Francivan da Silva Santos, de 35 anos, foi preso no inicio da tarde dessa quarta-feira (18) em Ouricuri, no Sertão do Araripe. O homem é suspeito de ter estuprado uma estudante de 12 anos na Rua da Fruta no bairro Alto Paraíso.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), Francivan estava em evidência de ser espancado em via pública pela população quando a polícia chegou ao local. A PM acionou o Conselho Tutelar da cidade e familiares da menor para Delegacia de Polícia Civil local.

Lixo do PSF está sendo exposto em calçadas do Alto Paraíso em Ouricuri

Materiais que deveriam ser armazenados e tratado de forma cuidadosa para não serem expostos nas ruas da cidade, estão sendo vistos diariamente pela população do bairro Alto Paraíso em Ouricuri. Em entrevista a reportagem do Programa Tribuna do Povo nessa terça-feira (19), dona Rosa Pedro da Silva reclamou da exposição dos materiais utilizados no Posto de Saúde da Família (PSF) local.

Segundo a comunitária, o lixo do Posto de Saúde da Família do Alto Paraíso está sendo jogado no meio da rua, sendo, que tem dois locais para armazenar o lixo da localidade. Dona Rosa declarou ainda que, pessoas já levaram o problema ao conhecimento da enfermeira do PSF, no entanto, a funcionária da limpeza continua com a mesma prática.

“Meu filho de cinco anos de idade, já pegou até uma luva e ficou brincando como se fosse uma bola de assopro, já falaram com a moça e ela não dar nem ouvido”, declarou dona Rosa.

Luvas, curativos e injetores foram fotografados expostos em calçadas vizinhas ao PSF.

PSF do Bairro Alto Paraiso continua sem médico e enfermeiro

Nessa terça-feira (28) na sessão ordinária da Câmara de Vereadores, o vereador Dida chamou a atenção do governo municipal (Ricardo Ramos, PSDB) sobre a falta de médico e enfermeiro no Posto de Saúde Família (PSF) do bairro Alto Paraíso em Ouricuri.

A exatamente há 15 dias, o parlamentar havia reivindicado os profissionais no PSF através de uma indicação, no entanto, até o presente momento o prefeito não atendeu a solicitação do vereador.

O blog reserva espaço para esclarecimentos da secretaria competente.

Compesa diz que água clandestina de comunitário do Alto Paraíso foi cortada

Após denúncia de alagamento em residências de moradores da Rua da Solta no bairro Alto Paraiso em Ouricuri na última segunda-feira (16), o gerente Regional da Compesa, João Virgílio, comentou sobre o acontecido.

Segundo João, tratava-se de um usuário clandestino, e que o fornecimento de água indevida foi suspenso no mesmo dia (segunda-feira, 16) e acrescentou, “o usuário terá que procurar a Compesa para regularizar o seu abastecimento”.

Perguntado sobre as sanções que o usuário iria sofrer, o gerente disse que o mesmo vai responder pela pratica delituosa.

Entenda o caso

O homem identificado por “Pixoco” foi denunciado por moradores do bairro, segundo os mesmos, o homem fazia uso de água de forma clandestina e, além disso, o liquido estava invadindo as suas residências, causando alagamento e infiltrações.

Comunitários do Alto Paraíso em Ouricuri, reclamam de alagamento em suas residências

CYMERA_20170116_091347 

Comunitarios do Alto Paraíso em Ouricuri, reclamam de alagamento em suas residências, os moradores afirmam que: “A água vem de uma residência, que recebe o líquido de forma clandestina, e que “a Compesa esta de olhos fechados para o problema”.

A comunitária Maria Rodrigues, fala em reportagem “a mais de um mês, que as paredes da minha residência estão molhadas, eu já fui falar com o senhor Pixoco e na Compesa, mas os mesmos não tomaram providência.

Ela declara que esta com medo de perder os moveis, devido a umidade interna de sua casa, e também de sua residência vir a cair. Até o momento, nem a Compesa nem senhor Pixoco tomaram nenhuma providência para solucionar o problema.

Equipe do Crediamigo do Banco do Nordeste de Ouricuri realiza ação social no Alto Paraíso

1B

A comunidade do bairro Alto Paraíso em Ouricuri, no Sertão do Araripe pernambucano recebeu nessa quarta-feira (08 de junho), a equipe do Crediamigo do Banco do Nordeste. No local foi realizado mais uma ação social do calendário do bem (ações temáticas de cunho social do INEC).

1A

Dessa vez, o tema abordado foi à preservação do meio ambiente. Doando mudas, conscientizando a comunidade e plantando o “verde”, a equipe do Crediamigo contagiou todos que passavam pelas ruas com orientações sobre como cada um pode contribuir com a natureza, cuidando das árvores e plantas, evitando sujar as ruas e praças, garantindo desse modo um ambiente muito mais bonito e saudável.