Programa Ganhe o Mundo inscreve alunos de escolas públicas estaduais para intercâmbio

Estão abertas, a partir desta sexta-feira (1º), as inscrições para o Programa Ganhe o Mundo 2018, que oferece intercâmbio para estudantes do ensino médio da rede pública estadual de ensino. Há vagas para nove países: Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, Alemanha, Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália e Canadá. As inscrições podem ser feitas até 31 de janeiro de 2018.

Para concorrer às 1.045 vagas na modalidade tradicional do programa, os candidatos devem se inscrever na internet. Para disputar as 25 vagas ofertadas na modalidade esportiva, as inscrições devem ser feitas presencialmente na sede da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, localizada na Avenida Professor Andrade Bezerra, s/n, no bairro de Salgadinho, em Olinda.

Para participar do programa, é preciso estar regularmente matriculado no 1º ano do ensino médio nas modalidades regular, normal médio, semi-integral, integral ou médio integral em 2017. Também é preciso ter, no mínimo, 14 anos completos até o dia 1º de julho de 2018 e, no máximo, 17 anos completos até 31 de agosto de 2019, além de estar regularmente matriculado no curso de línguas do Programa Ganhe o Mundo.

As datas de embarque estão previstas para o período entre julho e setembro de 2018 e entre janeiro e março de 2019. Os estudantes selecionados pelo programa cursam um semestre letivo em escola de nível médio. Os alunos têm direto a seguro saúde internacional, passagens aéreas, acomodação em casas de família com todas as refeições, além de receberem bolsas mensais cujo valor não foi informado.

A divulgação do edital da modalidade musical ocorrerá no dia 8 de dezembro, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação. (Do G1 Petrolina)

Rede pública de ensino de Pernambuco oferece mais de 82 mil vagas para alunos novatos em 2018

Em 2018, o Governo de Pernambuco oferecerá 82.080 vagas para alunos novatos nas escolas da rede estadual, distribuídas em todos os municípios, para os ensinos fundamental e médio. As matrículas para esse público começam na quinta-feira (16), a partir das 7h, exclusivamente pela internet. Ao todo, serão mais de 175 mil vagas ofertadas no estado. Desse total, são 93.167 para estudantes oriundos da rede municipal, que já têm o cadastramento assegurado.

As matrículas para alunos novatos seguem até o dia 30 de dezembro. Entre os dias 2 e 17 de janeiro, ocorre a efetivação do cadastro, realizado diretamente nas escolas. Os estudantes, pais ou responsáveis devem apresentar documentos como número da inscrição online, cópia da certidão de nascimento, comprovante de escolaridade, uma foto 3×4, comprovante de residência com CEP, Documento de Transferência da escola anterior, cópia da carteira de vacinação, comprovante de tipo sanguíneo e fator RH.

Nas Escolas de Referência em Ensino Médio (Erem), são ofertadas 10.056 vagas, sendo 3.342 no Grande Recife e 6.714 no interior do Estado. O processo de ingresso nas Escolas Técnicas Estaduais (ETE) é diferente do cadastro escolar, feito mediante teste de seleção, que foi encerrada no domingo (12).

Por causa de uma diminuição, ano a ano, do número de matrículas realizadas por telefone, o serviço de atendimento telefônico, continuará disponível apenas para dúvidas e informações, por meio do telefone 0800.286.0086. O serviço funciona das 7h às 21h, de segunda a sábado, durante os meses de novembro e dezembro. Escolas com laboratórios de informática podem ser utilizadas pela comunidade escolar sem acesso à internet para realizar a matrícula.

O início do ano letivo está previsto para 5 de fevereiro de 2018. A Rede Estadual possui 1.057 escolas distribuídas por todos os municípios de Pernambuco e atende aproximadamente 603 mil estudantes matriculados. (Do G1 PE)

Campus Floresta lança curso preparatório para alunos que farão as provas do Processo Seletivo 2018

Os jovens que estão terminando ou já terminaram o Ensino Médio e tem interesse em se preparar para o Processo Seletivo do IF Sertão-PE vão contar com o apoio do campus Floresta. Entre os dias 8 e 10 de novembro estarão abertas as inscrições para o curso de Formação Inicial e Continuada – FIC “Pré-IF”, um preparatório para a prova do processo seletivo que ocorrerá no dia 3 de dezembro.

São 100 vagas gratuitas que serão preenchidas por ordem de inscrição. As aulas ocorrem de 13 a 23 de novembro, seguindo cronograma que consta no edital nº43/2017 do curso FIC, no período noturno, das 18h15 às 21h15. O conteúdo pragmático inclui Geografia, História, Ciências, Português e Matemática, e o curso fará uma revisão dos principais conteúdos do Ensino Médio.

Os interessados devem comparecer entre os dias 8 e 10 de novembro à Secretaria de Controle Acadêmico do campus Floresta, portanto original e cópia do RG ou Certidão de Nascimento, CPF e a Ficha de Inscrição preenchida.

Clique aqui e confira o edital nº43/2017 do curso preparatório Pré-IF

Processo Seletivo 2018

As inscrições para o processo seletivo 2018 que vai selecionar 1.545 novos alunos para o Ensino Médio nos 7 campus do IF Sertão-PE seguem até o dia 16 de novembro, pelo site www.ifsertao-pe.edu.br.

No campus Floresta são ofertadas 180 vagas. Na modalidade Técnico Integrado ao Médio, para os concluintes do 9º ano do Ensino Fundamental, estão disponíveis 110 vagas para os cursos técnicos, sendo 40 vagas para agropecuária (manhã), 40 vagas para agropecuária (tarde), e 30 vagas para técnico em informática (tarde).

Para o Técnico Subsequente, destinadas àqueles que concluem o Ensino Médio em 2017, são 5 vagas para técnico em agropecuária (manhã), com início das aulas no 1º semestre; e outras 35 vagas para técnico em agropecuária (tarde), com início das aulas no 2º semestre letivo de 2018.
Os cursos do Médio Integrado possuem duração de quatro anos e Subsequente são dois anos. (Da Ascom)

Quase 2,5 milhões de alunos fora da escola no Brasil

Brasil possui 2.486.245 crianças e adolescentes de 4 e 17 anos fora da escola, segundo levantamento feito pelo Todos Pela Educação com base nos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad). O montante representa cerca de 6% do universo total de alunos.

Para Priscila Cruz, presidente executiva do Todos Pela Educação, o número é preocupante, pois afeta principalmente as crianças mais “vulneráveis”. “Essas crianças que estão fora da escola são exatamente as que mais precisam porque em geral são as deficientes, as mais pobres, e que moram em lugar mais ermos.”

A taxa de atendimento de crianças e jovens na escola aumentou 4,7 pontos percentuais desde 2005, atingindo 94,2% em 2015. O índice, no entanto, ainda é insuficiente para alcançar a Meta 1 do Todos Pela Educação para esse ano, que era de 96,3%, e a universalização determinada constitucionalmente para ser atingida até 2016.

Do número total de alunos fora da escola, 1.543.713 são de jovens de 15 a 17 anos, que deveriam estar matriculados no ensino médio. Esta foi a modalidade que apresentou o crescimento mais tímido de inclusão na última década: de 78,8% para apenas 82,6% de 2005 a 2015.

Além disso, embora o percentual dos que não estudam nem trabalham tenha diminuído entre 2005 e 2015 (de 11,1% para 10,7%), em números absolutos o valor ainda é alto: 974.224, em 2015, frente a 1.126.190, 2005.

“O jovem sai da escola achando que vai voltar um dia, só que não volta. Por isso que, para ele, sair da escola não tem um peso tão grande, mas precisamos evitar que ele saia”, afirma Priscila Cruz.

Para ela, as razões para a evasão do ensino médio são múltiplas, e parte delas, podem ser resolvidas se a reforma do ensino médio for bem implementada. “Trabalho, gravidez precoce, violência e tráfico de drogas, diferentes situações da família. Também tem a questão da repetência múltipla, por isso que a política de progressão continuada é tão importante, é preciso garantir que o aluno aprenda para não repetir de ano”, explica Priscila.

“A reforma do ensino médio pode ajudar, mas depende da implementação para se tornar mais interessante”, diz. Priscila cita, como exemplo, se o aluno terá à disposição na sua escola o itinerário que gostaria de estudar, com bons professores, para que, de fato, se torne atrativa.

Distorção idade X série

O levantamento também aponta que a taxa de conclusão do ensino fundamental até os 16 anos foi de 76% em 2015, apenas 17,1 pontos percentuais acima do verificado em 2005. Já a taxa de conclusão do ensino médio até os 19 anos, ficou em somente 58,5% – apesar de ser 17,1 pontos percentuais (p.p.) superior à de 2005, ela não tem avançado nos últimos anos.

Nesse mesmo período, a taxa de jovens que não estudam nem trabalham aumentou entre aqueles que não concluíram o ensino fundamental até faixa dos 16 anos (de 19% para 22,2%) e também entre os que não concluíram o ensino médio até 19 anos (24,5% para 35,5%).

Educação infantil

A pesquisa mostra que o maior crescimento na taxa de atendimento escolar nos últimos dez anos foi entre as crianças de 4 a 5 anos, de 72,5% para 90,5% no período. Já a taxa de atendimento de 6 a 14 anos ficou em 98,5% em 2015, crescimento de apenas 1,8 ponto percentual desde 2005 – embora seja tida como universalizada no Brasil, ainda há 430 mil crianças e jovens dessa faixa etária fora da escola. (Do G1 Educação)

Atrasos no pagamento preocupam quase dois milhões de alunos do Fies

Quase dois milhões de estudantes que dependem do Fies ainda não sabem se vão conseguir concluir o ano letivo e garantir a matrícula do ano que vem. O governo promete acelerar os pagamentos atrasados há quatro meses das universidades.

Por enquanto, a novidade é a seguinte: o governo abriu o sistema do Fies para que as instituições de ensino comecem a solicitar a atualização dos contratos. Tudo isso é para acelerar a liberação do dinheiro que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso. São R$ 700 milhões de taxas de administração que o governo não pagou. (Do Bom Dia Brasil)

Abertas inscrições para seleção de alunos para Escola de Aplicação

editada_2Estão abertas as inscrições para seleção de candidatos às vagas do 6º ano do Ensino Fundamental II, do Ano Letivo 2017, da Escola de Aplicação da Universidade de Pernambuco (UPE), campus Petrolina, no Sertão do Estado.

As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de setembro, exclusivamente na secretaria da Escola Estadual de Aplicação Professora Vande de Souza Ferreira. A taxa custa R$ 50.

Ao todo foram disponibilizadas 70 vagas, sendo quatro reservadas para os filhos ou dependentes de servidores efetivos da UPE e da Escola de Aplicação, quatro para portadores de necessidades especiais, 31 vagas para candidatos de escolas pública estadual ou municipal e 31 vagas para os demais candidatos.

Para realizar a inscrição o candidato deve apresentar a cópia da certidão de nascimento; duas fotos 3×4 iguais e recentes e declaração que está cursando o 5º ano. O aluno que for concorrer para cotas, referentes à Escola Pública, deve apresentar, no ato da inscrição, declaração constando que estuda há, pelo menos, três anos em escola pública. A inscrição só será considerada válida mediante o comprovante de depósito bancário.

A seleção será dividida em prova de matemática, com 20 questões, 16 de Língua Portuguesa e uma produção textual. A avaliação acontece no dia 8 de novembro, das 8h ás 12h, na Escola de Aplicação.

O conteúdo da prova será fornecido quando o aluno realizar a inscrição. O edital completo será exposto a partir do dia 19 de agosto, no quadro de aviso da Aplicação e da UPE, Campus Petrolina. (Do G1/Petrolina)

Serviço
Escola Estadual de Aplicação Professora Vande de Souza
Endereço: BR 203, Km 2, Vila Eduardo, Campus Universitário, Petrolina – PE
Horário: 7h30 às 11h30.
Banco SANTANDER / Agência 4008 – Conta corrente 13000684-4) em nome da Fundação Universidade de Pernambuco.
Contato: (87)  3866-6479 / (87) 3866-6483

Alunos e funcionários da Escola Dom Idilio visitaram familiares que vivem em lixão de Ouricuri

IMG-20160903-WA0008

Na última sexta-feira (02), alunos e funcionários da VIII GEEDI fizeram uma solidariedade ao povo que vivem no lixão de Ouricuri, na oportunidade convidaram o público alvo da comunidade escolar a participarem de um evento que terá sua abertura no próximo dia (15) com o passeio ciclístico em favor de vida a partir das 15h horas.

IMG-20160902-WA0155[1]

O passeio passará pelas principais ruas da nossa cidade e dando continuidade do evento que será realizada na quadra poliesportiva da Escola Dom Idílio José Soares, no dia 16/09/16 a partir das 07h30 horas.

Alunos de Escola Municipal em Parnamirim, enfrentam condições precárias

escola

Recebemos denúncias de moradores do Povoado São Domingos em Parnamirim, reclamando do descaso com a escola municipal Antônio Timóteo, localizada na comunidade rural. Os moradores, relataram as dificuldades que os estudantes passam todos os dias: “ao invés de ser um ambiente de aprendizado, observamos um ambiente de insegurança que a qualquer momento a estrutura por vim a baixo”. Ressaltamos ainda que banheiros e paredes estão danificadas.

Os pais dos alunos, nos relataram que já foi feito reformas pelos próprios moradores para dar assistência as crianças que vão ao recinto educacional todos os dias, mas não foram suficientes. Uma das comunitárias do local, nos disse que a educação pelo visto não é prioridade do governo municipal: “a situação desta escola é uma verdadeira calamidade pública, nossas crianças não estão estudando numa escola, aliás, nem podemos chamar isso de escola. É obrigação do governo municipal proporcionar uma educação de qualidade”, falou.

Ainda nos informaram, que é de consciência da prefeitura de Parnamirim a calamidade que a escola municipal passa, mesmo assim, não foi dada atenção ao caso. Devemos lembrar ainda, que pelos relatos nos enviados a escola não está oferecendo nenhuma segurança aos estudantes.

Deixamos o espaço aberto para que a Prefeitura Municipal de Parnamirim, possa esclarecer as condições precárias que os alunos vivenciam.

UPE seleciona aluno especial para disciplinas de mestrado em Petrolina

editada_2A Universidade de Pernambuco (UPE) vai abriu a inscrição para seleção de aluno especial em disciplinas do semestre 2016.2 do Programa de Pós-graduação Formação de Professores e Práticas interdisciplinares (Ppgfppi), nível mestrado, no campus Petrolina, no Sertão de Pernambuco. As vagas são destinadas a

As inscrições devem ser feitas até 4 julho pelo e-mail petrolina.ppgfp@upe.br ou ainda pela seção técnica do ppgfppi, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Apenas é permitido que o candidato se inscreva para seleção em uma disciplina. A taxa é R$60 e deverá ser efetuado por meio de depósito em conta identificada como IAUPE mestrado profissional Petrolina, Banco do Brasil, ag. 3234-4, conta-corrente 10817-0.

No ato da inscrição é preciso informar no ato da inscrição o currículo na plataforma Lattes e apresentar uma carta proposta para a escolha da disciplina escolhida. O e-mail precisa ter como assunto “inscrição como aluno especial”. O padrão da carta proposta deve ser conferido no edital do processo seletivo.

O resultado da seleção será divulgado no dia 6 de julho de 2016 na página do Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares. A matrícula dos selecionados deverá ser efetuada entre os dias 07 e 08 de julho de 2016, pessoalmente ou através de e-mail endereçado ao Programa de Pós-Graduação. (Do G1/Petrolina)

Sem professor, alunos da Zona Rural de Araripina ainda não assistiram aula em 2016

secretaria-educaçãoCinco meses que foi iniciado o ano de 2016 e muitos estudantes já estão com todo o gás em muitas escolas no Sertão pernambucano. Mas esta realidade não pode ser aplicada aos alunos em duas comunidades da Zona Rural de Araripina, no Sertão pernambucano, que, por falta de professores, as salas estão completamente vazias.

A situação acontece, por exemplo na Escola José Batista Modesto, na Comunidade de Serra da Torre. Na localidade, várias crianças estão sem aula. Como a pequena Eloá Rodrigues, de 5 anos. A mãe da menina, Maria Eunice Rodrigues diz que a sente falta das aulas. “Tem dia que ela até chora para vir pra aula e não tem professor. É preocupante demais. Eu queria professor na escola”, disse Maria Eunice.

A agricultora Maria Lucilene da Silva tem duas crianças sem poder ir para a escola por falta de professor. “Tenho um no 4º ano e outro no infantil. A gente já tá no mês de maio e até agora nenhum dia de aula pra essas crianças”, disse a agricultora.

A professora Maria Iva Sousa diz que a situação da Escola José Batista Modesto é preocupante. “Temos 50% das turmas sem aula. O infantil I e II, e os 4º e 5º anos estão sem aula. A gente está vivendo uma situação jamais vista, porque nos anos anteriores tinha aula normal, mas esse ano está acontecendo esse problema. Os pais sempre nos procuram pra saber sobre a situação, mas a gente não tem resposta pra eles”, lamentou a professora.

Na comunidade Serra do Simões, das duas turmas existentes, apenas uma está tendo aula. A agricultora Francinete Fernandes se diz muito preocupada com o filho de 10 anos que está sem aula. ”Eu sou a mãe de Anderson, que já pra está no 5º ano e, até esse tempo, estamos praticamente no fim de maio, não começaram as aulas e a gente não tem resposta”, disse a mãe.

A Secretaria de Educação de Araripina informou que a quantidade de professores efetivos é insuficiente para atender a demanda do município e que houve um grande número de licenças dos servidores municipais. Porém um processo seletivo simplificado está previsto para ser divulgado até o final deste mês pra efetivar servidores e que, alguns contratados, já estão assumindo os cargos na tentativa de resolver o problema. A previsão é que até o final da próxima semana, 100% das escolas estejam funcionando. A Secretaria afirmou ainda que em relação à reposição das aulas, cada unidade escolar vai fazer uma programação com 200 dias letivos. (Do G1-Petrolina)