Valor médio do Auxílio Brasil será de mais de R$ 400, diz ministro

O valor médio pago aos beneficiados ao Auxílio Brasil será maior do que R$ 400, disse nesta segunda-feira (17) o ministro da Cidadania, João Roma. “O Auxílio Brasil chega mais fortalecido, ele interliga programas sociais ao programa de transferência de renda. Já no seu início teve um reajuste de 17%, mais do que o avanço inflacionário [10,06%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA], e com o benefício compensatório ele vai para R$ 400 no mínimo. [Isso] significa que o ticket médio passa a ser até maior”, disse Roma.

O ministro foi o entrevistado do primeiro programa da nova temporada do programa Sem Censura, da TV Brasile falou também sobre o trabalho do ministério para atender os atingidos pelas chuvas das últimas semanas, principalmente Bahia e Minas Gerais, a liberação de verbas para a emergência para essas tragédias e eleições.

Roma disse que o Auxílio Brasil estava beneficiando 14 milhões de famílias e, a partir de amanhã [18], mais de 17,5 milhões de famílias passam a receber um mínimo de R$ 400, após o ministério zerar a fila de espera pelo benefício.

“Sem dúvida é um avanço na transferência de renda, um incremento na política social do governo e, além disso, você tem a extensão também da tarifa social de energia elétrica, com desconto de 65% para mais 12 milhões de famílias brasileiras, lembrando que 12 milhões já eram contempladas. Começa a ser pago também desde dezembro do ano passado o Auxílio-Gás a 5,5 milhões de brasileiros, e estamos fortalecendo cada vez mais as políticas de transferência de renda”, disse.

Dudu da Fonte celebra liberação do Auxílio Gás

O Governo Federal começou a pagar hoje (18) o Auxílio Gás, benefício que custeará 50% do preço médio do botijão de gás para famílias de baixa renda. O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) afirma que o programa social é uma de suas bandeiras e que se empenhou na redução no preço do produto com requisições à Presidência da República e à Petrobras (Ofícios 245/21 e 246/21).

“Esta excelente notícia chega em boa hora para aliviar o orçamento das famílias na compra do gás, que é essencial para todos os brasileiros terem dignidade na hora de cozinhar. Estamos trabalhando desde o início da pandemia para que todos tenham condições de comprar um botijão de gás, especialmente aqueles que mais precisam. Esta medida vai beneficiar nossos irmãos pernambucanos e brasileiros por todo o país”, celebrou Eduardo da Fonte.

A transferência do valor será feita da mesma forma que os pagamentos do Auxílio Brasil. Têm direito ao benefício as famílias inscritas no CadÚnico, que tenham renda mensal familiar menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa. Famílias que têm integrantes que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) também recebem o dinheiro. O vale será pago a cada dois meses.