Candidatos, partidos políticos e coligações de Exu e Moreilândia se comprometem a respeitar normas sanitárias de prevenção ao novo coronavírus

Os representantes das coligações partidárias “Um novo tempo, uma nova história” (PDT e MDB de Moreilândia), “Unidos Fazemos Mais” (PSB, Republicanos e DEM de Moreilândia), “Pelo Progresso, pela União, Pela Paz, Pela Família” (Republicanos, MDB e DEM de Exu) e “Unidos Por um Exu Ainda Melhor” (PL, PSB, PT, PP E PSL) firmaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), perante a Promotoria da 79ª Zona Eleitoral, comprometendo-se a adequar as atividades de campanha à legislação eleitoral bem como às medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus.

No TAC, a promotora de Justiça de Exu, Nara Thamyres Brito Guimarães Alencar, ressaltou que a natureza da atividade político-partidária induz à formação de palanques, reuniões e aglomerações com elevado número de pessoas e, por consequência, de espectadores em um só ambiente. Assim, há uma necessidade de compatibilizar os atos de campanha eleitoral com a observância das regras sanitárias.

Desse modo, o primeiro compromisso assumido pelos candidatos diz respeito às normas sanitárias estabelecidas pelas autoridades federais, pelo Governo de Pernambuco e por seus respectivos municípios, que deverão ser respeitadas ao longo de todo o processo eleitoral.

Além disso, os candidatos se comprometeram, enquanto houver restrição sanitária à aglomeração de pessoas, a não realizar eventos que ocasionem aglomerações, como caminhadas e passeatas. Uma exceção são as carreatas, que poderão ocorrer desde que obedeçam às regras sanitárias, estabeleçam meios de redução do tempo de concentração (saída e chegada) e, a todo momento, mantenham os presentes dentro de seus veículos. Em Exu, as coligações acordaram que serão realizadas duas carreatas para cada coligação. Já em Moreilândia serão três para cada coligação.

Conforme o TAC, os candidatos, partidos e coligações poderão ainda realizar reuniões em locais fechados desde que observem fielmente as restrições impostas pelas normas sanitárias e eleitorais em vigor na data do ato, em especial àquelas relativas ao número máximo de pessoas, utilização de máscaras, disponibilização de álcool em gel e distanciamento entre os participantes. As confraternizações para arrecadação de recursos de campanha devem ser realizadas de forma virtual ou com os participantes também no interior de veículos.

Qualquer ato de propaganda partidária ou eleitoral deverá ser comunicado ao Comando do 7º BPM em, no mínimo, 48 horas antes de sua realização. Os representantes também ficaram cientes, com a assinatura do TAC, da impossibilidade de utilização de carros de som como meio de propaganda eleitoral de forma isolada, somente sendo possível com uso em carreatas, comícios e reuniões.

Os signatórios do TAC ainda se comprometaram a não realizar lives com atrações artísticas, tendo em vista que a prática de showmícios e de eventos semelhantes para promoção de candidatos é proibida pela legislação eleitoral (art. 39, § 7º, da Lei 9.504/1997).

Por fim, também ficou acordada como proibida a prática de afixação de bandeiras em telhados residenciais ou de qualquer outro imóvel. Já o uso de bandeiras móveis não deve dificultar o bom andamento do trânsito de pessoas e de veículos. Em vias públicas, fica proibido deixar bandeiras entre as 22h e 6h.

No caso de descumprimento das obrigações previstas no TAC, os candidatos estão sujeitos a multas no valor de R$ 25.000,00 por ato ou evento. O TAC foi assinado no dia 7 de outubro.

IF-Sertão Ouricuri: Comissão do Processo Seletivo 2018 convoca todos os candidatos a verificarem suas inscrições

A Comissão do Processo Seletivo 2018 para os cursos técnicos do IF Sertão-PE divulgou, nesta sexta-feira (10), um comunicado convocando todos os candidatos para verificarem as suas inscrições e realizarem os devidos ajustes até a próxima quinta-feira (16), quando estarão encerradas as inscrições. Acesse o sistema através do link http://selecao.ifsertao-pe.edu.br/copese/index.php?centro=inscricao/login_candidato&req=alter

Em virtude de problemas técnicos ocorridos durante o período de inscrição, todos os candidatos devem acessar o sistema Copese e ajustar os dados informados no ato da inscrição, principalmente: Modalidade, curso e grupo de concorrência. Ao acessar o sistema, com seu CPF e senha cadastrados, o candidato deverá realizar todos os ajustes necessários na sua inscrição e em seguida deverá confirmar todos os dados da sua inscrição, clicando na opção 6 (confirmação informações).

Esses ajustes poderão ser feitos pelo candidato até a próxima quinta (16), quando estarão encerradas as inscrições para o Processo Seletivo 2018. Porém até o dia 20 de novembro estará aberto o prazo para solicitação de recursos para ajustes na inscrição. Aquele candidato que tiver interesse em interpor algum recurso deverá acessar o sistema com seu CPF e senha cadastrados. Outras informações no site www.ifsertao-pe.edu.br

Seleção Proeja convoca candidatos para palestra informativa nos campi Petrolina e Ouricuri

O IF Sertão-PE divulgou, nesta sexta-feira (29), a lista dos candidatos inscritos para participarem da palestra informativa nos campi Petrolina e Ouricuri, que será realizada nesta segunda-feira (2), às 18h30, em Petrolina no Auditório Central do campus e em Ouricuri na sala 8. A presença dos candidatos é obrigatória e de caráter eliminatório.

Os candidatos precisam entregar os seguintes documentos: a) Cópia e original do Histórico Escolar de Ensino Fundamental (antigo 1° grau) (ficha 18); b) 01 (uma) foto 5×7 atual, colorida, com fundo branco, para os candidatos dos grupos de concorrência B, C, F e G (Autodeclarados pretos, pardos e indígenas; c) Cópia e original de documento de identificação oficial com foto, para todos os candidatos inscritos

Confira a lista dos candidatos e outras informações do edital n° 45/2017 (http://www.ifsertao-pe.edu.br/index.php/proen-editais)

Lula lidera intenções de voto para 2018 em todos os cenários, aponta pesquisa Vox Populi

Pesquisa realizada pelo instituto de pesquisas Vox Populi, encomendada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e divulgada nesta sexta-feira (4), mostra que a popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para as eleições de 2018 se manteve estável, mesmo após a condenação do petista pelo juiz federal Sergio Moro.

Na sondagem, Lula lidera as intenções de voto para a presidência da República no segundo turno em quatro cenários pesquisados: contra Jair Bolsonaro (PEN-RJ) ou João Doria (PSDB-SP), Lula alcança 53% das intenções de voto; se os candidatos forem Geraldo Alckmin (PSDB-SP) ou Marina Silva (Rede-AC), Lula bate ambos com 52% dos votos.

Nesses cenários imaginados pela pesquisa, Bolsonaro teria 17% dos votos. Já Alckmin, Doria e Marina alcançariam, no máximo, 15% do total de votos, cada um.

O Vox Populi destaca uma variação de 40% em junho para 42% agora de entrevistados que afirmam que votariam no petista. Para Marcos Coimbra, diretor do Instituto Vox Populi, vários dados pesquisa podem explicar porque Moro não acabou com as intenções de voto positivas no ex-presidente.

“Um deles, muito importante, é que, para 42% dos entrevistados, Moro não provou a culpa de Lula no caso do tríplex do Guarujá. Para 32%, Moro provou e, outros, 27% não souberam ou não quiseram responder”, afirma Coimbra.

Bolsonaro é o segundo colocado quando nomes não são apresentados

No cenário em que os entrevistados não recebem cartela com nomes e citam espontaneamente em quem pretendem votar para presidente da República em 2018, o segundo colocado é Bolsonaro, com 8% das intenções de voto.

Marina vem em terceiro, com 2%; e, embolados com apenas 1% dos votos aparecem Moro (sem partido), Ciro Gomes (PDT-CE), Joaquim Barbosa (sem partido), Doria, Fernando Henrique e Alckmin.

Aécio Neves (PSDB-MG) zerou novamente, como havia zerado em junho, após as denúncias de corrupção feitas pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

No cenário em que a intenção de voto foi estimulada com Alckmin, o tucano atinge 6% das intenções de voto e Lula, 47%. Bolsonaro tem 13%, Marina, 7%, e Ciro, 3%.

Na estimulada com Doria, Lula tem 48% das intenções de voto, Bolsonaro manteve os 13%, Marina subiu para 8% e o prefeito de São Paulo empatou com Ciro Gomes, com 4%.

“O pessimismo dos brasileiros com o momento econômico e político atual e o descrédito no governo Temer, aliados as lembranças de um passado recente de que a vida era melhor nos governos do PT, ajudam a explicar porque as intenções de voto no presidente Lula são as que mais crescem em todos os cenários da pesquisa”, analisa Coimbra.

Lula é apontado como melhor presidente do Brasil por 55%

Segundo ele, outros dados da pesquisa CUT-Vox, ajudam a entender essa tese. Um deles é o aumento de 49% para 55%, entre junho e julho deste ano, do percentual de entrevistados que apontam Lula como o melhor presidente que o Brasil já teve – o outro nome lembrado é o de Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP), com 15%.

Além disso, 58% dos brasileiros consideram Lula um bom administrador, 65% dizem que ele é trabalhador e 61% afirmam que a vida melhorou nos 12 anos de governos do PT.

Já o presidente da CUT, Vagner Freitas, ressalta que o pessimismo dos brasileiros com o governo Temer vem aumentando rapidamente mês a mês por causa do desemprego recorde – mais de 13,5 milhões de trabalhadores estão desempregados – e das medidas de arrocho salarial, previdenciário e social.

Para Vagner, isso explica dados da pesquisa como os de que, com Temer, a vida piorou para 61% dos entrevistados – em junho o percentual era de 52%.

Aumentou também o pessimismo e a descrença quanto a capacidade de Temer de controlar a inflação – em junho, 62% achavam que a inflação ia aumentar. Em julho, esse percentual pulou para 75%. Cresceu também o percentual dos que acham que vai aumentar o desemprego no Brasil – de 68% em junho para 72% em julho.

A pesquisa CUT/Vox Populi, realizada nos dias 29 e 31 de julho, entrevistou 1999 pessoas com mais de 16 anos, em 118 municípios, em áreas urbanas e rurais de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior.

A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%. (Jornal do Brasil)

FIEPE do Araripe promove Diálogos da Indústria com candidatos a prefeito de Araripina

dsc_6069A Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – FIEPE, através de sua Unidade Regional Sertão do Araripe, localizada em Araripina, promoveu na tarde desta quarta, 21, o Diálogo da Indústria com os candidatos a prefeito de Araripina.

O evento aconteceu na sede da Unidade Regional e contou com a presença de empresários do setor industrial  do polo gesseiro, calçados, panificação e representantes de instituições ligados ao setor produtivo industrial que foram ouvir as propostas e os planos dos pleiteantes à função de prefeito. O encontro teve a mediação realizada pelo empresário do setor gesseiro e diretor adjunto da Unidade Regional, Meton Carvalho.

Para o pleito eleitoral deste ano, a cidade de Araripina tem três postulantes ao cargo de prefeito: Aluísio Coelho (PP), Sebastião Lacerda (SDD) e Raimundo Pimentel (PSL). Os três candidatos foram convidados pela FIEPE para apresentarem seus planos de governo em áreas como indústria, meio ambiente, infraestrutura, políticas sociais e mobilidade urbana. Em nota enviada à FIEPE os candidatos Aluísio Coelho e Sebastião Lacerda declinaram do convite para participar e o candidato Raimundo Pimentel esteve presente.

Raimundo Pimentel respondeu aos questionamentos formulados pelos empresários do setor industrial que indagaram temas como a situação do aterro sanitário municipal, a matriz energética para a indústria de Araripina, o incentivo da Prefeitura para a atração de novos investimentos na área da sustentabilidade e outros temas de interesse do setor produtivo.

De acordo com o Diretor da Unidade Regional Sertão do Araripe, Francisco Alves de Souza, a ação da FIEPE de promover o diálogo com os candidatos a prefeito é importante para sugerir as propostas e ouvir dos pleiteantes quais seus projetos para o setor. “A FIEPE como entidade representativa do setor industrial dá um passo importante em abrir este diálogo com os futuros gestores dos municípios. É um grande exercício de democracia que contribui para que os empresários conheçam os candidatos e que estes encontrem na FIEPE a entidade que representa toda a classe industrial”, destacou.

Francisco Alves de Souza entregou ao candidato presente um documento formulado pela FIEPE que sugere ações em áreas que tem a participação das indústrias de Araripina como maneira de incentivar o desenvolvimento e competitividade do setor. Os dois candidatos ausentes também receberão o documento através de suas assessorias.

Candidatos a prefeito de Santa Cruz, participarão de debate nesta terça (20) em Ouricuri

eleicoes-2016-300x225Os candidatos a prefeito de Santa Cruz, Paulo Gérgio (PMDB) e ex-prefeita Eliane Soares (PR), participarão nesta terça-feira (15) de um grande debate na rádio Voluntários da Pátria em Ouricuri.

Os eleitores poderão enviar perguntar aos candidatos a fim de conhecer as propostas políticas. Nesta período eleitoral, os eleitores devem se atentar e pesquisar sobre seus candidatos, pois serão quatro anos de representação política no executivo municipal.

Os ouvintes que desejar participar, poderão encaminhar perguntas para o WhatsApp (87) 9.9954-3357 ou pelo E-mail nossavozvoluntarios@gmail.com.

A partir desse último sábado (17) candidatos só poderão ser detidos em flagrante delito

be005dfe-3603-4f7c-85af-537231365b82Conforme o Calendário Eleitoral 2016, a partir deste sábado (17), 15 dias antes das eleições, de acordo com o art. 236, § 1º, nenhum candidato poderá ser detido ou preso, com a exceção se for salvo em flagrante delito.

“Essa medida ocorre para evitar que a prisão não seja utilizada como elemento de constrangimento político, afastando o candidato da campanha, o que não pode ser admitido em uma democracia, salvo se houver flagrante delito. Visa resguardar, principalmente, o direito do candidato de continuar realizando sua campanha e também o equilíbrio na disputa entre os candidatos”, destaca o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Admar Gonzaga.

Impugnação de programas para as Eleições 2016

Os partidos políticos, as coligações, a Ordem dos Advogados do Brasil, O ministério Público e as pessoas autorizadas em resolução específica, tem até essa data para realizar impugnação dos programas a serem utilizados nas eleições 2016, por meio de petição fundamentada, observando a data de encerramento da Cerimônia de Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas, de acordo com a Lei nº 9.504/1997, art. 66, § 3º. (Do TRE-PE)

Candidatos a prefeito de Santa Filomena, participarão de debate em Ouricuri

12832399_1035849266456373_8829894536187152803_n

Os candidatos a prefeito de Santa Filomena, Cleomatson (PHS) e Gildevan Melo (PSD), participarão nesta quinta-feira (15) de um grande debate na rádio Voluntários da Pátria em Ouricuri.

Os eleitores poderão enviar perguntar aos candidatos a fim de conhecer as propostas políticas. Nesta período eleitoral, os eleitores devem se atentar e pesquisar sobre seus candidatos, pois serão quatro anos de representação política no executivo municipal.

Os ouvintes que desejar participar, poderão encaminhar perguntas para o WhatsApp (87) 9.9954-3357 ou pelo E-mail nossavozvoluntarios@gmail.com.

Com prazo vencendo nesta terça (13), apenas 20% dos candidatos enviaram contas parciais ao TSE

294a47d5-d92f-41f6-b773-698c8fcb8956Até as 10h desta segunda-feira (12), apenas 20% dos candidatos haviam enviado a prestação de contas parcial de campanha. Termina nesta terça-feira (13), às 23h59, o prazo para que candidatos, partidos políticos e coligações remetam à Justiça Eleitoral relatórios discriminados das transferências do Fundo Partidário, dos recursos em dinheiro e dos estimáveis em dinheiro que tenham recebido para financiamento de campanha eleitoral e dos gastos realizados, abrangendo o período do início da campanha (16 de agosto) até o dia 8 de setembro.

Para o chefe da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Asepa) do TSE, Eron Pessoa, a situação preocupa. “É importante que candidatos e partidos não deixem para enviar a prestação de contas nas últimas horas do prazo a fim de evitar uma sobrecarga dos sistemas”, orientou.

O último boletim gerado pelo Sistema de Prestação de Contas Eleitorais 2016 mostra que apenas 20,92% dos candidatos enviaram as informações à Justiça Eleitoral, ou seja, do total de 478.887 candidatos, 100.203 apresentaram os dados.

A análise do boletim por cargo revela um percentual ainda menor de entrega: apenas 2.719 candidatos a prefeito enviaram a prestação de contas parcial, de um total esperado de 16.465 envios, o que equivale a 16,51%. Dos candidatos que disputam o cargo de vereador, 97.484 enviaram as informações até as 10h de hoje, o que equivale a 21,08% do total esperado de 462.422. Partidos também devem observar o prazo, mas até agora chegaram ao TSE apenas 7,37% prestações parciais das legendas, de um total esperado de 101.080 envios, o que abrange informações dos diretórios nacionais, estaduais e municipais dos 35 partidos com registro no TSE.

A prestação de contas parcial será divulgada no Portal do TSE na próxima quinta-feira (15). Com a Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165), partidos, coligações e candidatos passaram a ser obrigados a informar à Justiça Eleitoral o recebimento de doações em dinheiro em até 72 horas contadas do seu recebimento. Já os relatórios discriminando as transferências do Fundo Partidário, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados, devem ser enviados em dois momentos: até 13 de setembro (prestação parcial) e 30 dias após o pleito (prestação final). (Do TSE)

Eleições 2016: mulheres representam mais de 30% dos candidatos

0146c757-b8e8-41d1-bc0b-1ec22b530ea8Nas eleições municipais deste ano, o percentual geral de mulheres que disputam os cargos eletivos ultrapassou 30%. A primeira vez que isso aconteceu foi nas eleições municipais de 2012, quando partidos políticos e coligações atingiram o percentual de 32,57% de candidatas do sexo feminino.

Segundo dados do sistema DivulgaCandContas desta sexta-feira (2), do total de candidatos destas eleições, 155.587 (31,60%) são do sexo feminino, e 336.819 (68,40%) são homens. Na disputa para os cargos de vereador em todo o país, essa proporção é ainda maior: 32,79% são candidatas. Na disputa majoritária (para prefeito), 12,57% dos candidatos são do sexo feminino.

No que se refere ao estado civil dos candidatos, as estatísticas revelam que 54,95% (270.577) são casados, 34,53% (170.011) são solteiros, 7,14% (35.175) são divorciados, 2,01% (9.884) são viúvos e 1,37% (6.759) são separados judicialmente.

Cota de gênero

Apesar de numa visão geral o percentual de mulheres candidatas ter ultrapassado 30%, ainda há uma dificuldade dos partidos e coligações nos municípios atenderem o que diz a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), que estabelece, em seu art. 10, que, nas eleições proporcionais, “(…) cada partido ou coligação preencherá o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo”. Isso significa que, nestas eleições, cada partido ou coligação de cada um dos 5.568 municípios do país deverá lançar candidatas ao cargo de vereador no percentual mínimo de 30%.

A obrigatoriedade imposta de percentual mínimo de mulheres nas disputais eleitorais foi reforçada pela minirreforma eleitoral de 2009 (Lei nº 12.034/2009), que substituiu a expressão prevista na lei anterior – “deverá reservar” – para “preencherá”.

A partir de então, o Tribunal Superior Eleitoral consolidou jurisprudência no sentido de que esse preenchimento é obrigatório. O Tribunal tem o entendimento de que, na impossibilidade de registro de candidaturas femininas no percentual mínimo de 30%, o partido ou a coligação deve reduzir o número de candidatos do sexo masculino para se adequar às cotas de gênero.

Segundo o TSE, os  percentuais de gênero devem ser observados não só no momento do registro de candidatura, como também em eventual preenchimento de vagas remanescentes e na substituição de candidatos. A Justiça Eleitoral também está atenta a eventuais fraudes no lançamento de candidaturas femininas apenas para preencher o quantitativo determinado pela Lei Eleitoral, sem dar suporte a essa participação com direito de acesso ao horário eleitoral gratuito na rádio e na televisão e aos  recursos do Fundo Partidário.

A cada eleição, campanhas institucionais realizadas pelo TSE no rádio e na TV estimulam a participação das mulheres na vida política do país. Estudo comparativo com outros países revela que a aplicação da lei não é suficiente para que haja incremento na quantidade de cadeiras ocupadas por mulheres, sendo necessário capacitar e criar programas de apoio, realizando campanhas de incentivo, a fim de despertar as condições para que as mulheres participem dos processos decisórios da nação.

As mulheres ocupam hoje baixos percentuais de vagas nos cargos eletivos no Brasil. São 10% dos deputados federais e 14% dos senadores, embora sejam metade da população e da força de trabalho na economia. O percentual é idêntico nas Assembleias Estaduais e menor ainda nas Câmaras de Vereadores e no Poder Executivo.  (Do TSE)