MPA realiza ato inaugural de entrega de moradia camponesa e cisternas de placa no município de Ouricuri

Na última sexta-feira (22), o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) fez entrega de 26 unidades de moradias camponesa no município de Ouricuri, Sertão do Araripe.

A inauguração foi realizada na Comunidade Boa Vista que contou com a presença de camponeses de várias comunidades da base do MPA, além de militantes do movimento, organizações da sociedade civil e movimentos sociais, Caixa Econômica Federal, poder público do município de Ouricuri, representado pelo prefeito e secretários.

A moradia camponesa que faz parte do programa camponês do MPA, tem como objetivo possibilitar e garantir o direito dos camponeses terem uma vida de qualidade compreendendo a moradia não somente como um espaço da casa. Diversas organizações presentes parabenizaram o MPA, pela conquista e ressaltaram a importância de conquistas como essa para vida de qualidade no campo, assim também como o desafio nesse momento para seguir na luta em função do retrocesso em públicas.

Durante o ato, foi expressado pela beneficiaria Francisca Tavares, a importância da moradia camponesa, a mesma diz, “Ter uma casa dessas era meu sonho, se eu morresse hoje, morreria feliz pois eu sei que teria onde por meu caixão”, a mesma ainda ressalta a importância de não parar de lutar, por que a moradia é só uma das conquistas e que precisam ir além da moradia.

Uma inauguração marcada pela expressão da alegria dos camponeses da base do MPA e dos amigos e parceiros que viram um momento histórico. O prefeito do município de Ouricuri, Ricardo Ramos (PSDB), esteve no ato e parabenizou o MPA por sua atuação e conquista da moradia, reconhecendo a importância das lutas do MPA e sua contribuição no município.

Na oportunidade Claudeilton Luiz, dirigente do Movimento dos Pequenos Agricultores colocou como se deu o processo de luta para a conquista da moradia e sua construção e a importância de parceiros nessa caminhada, e o quanto os camponeses pautaram pela moradia enfrentando as diversas dificuldades, mas sempre entendendo que o caminho é a luta, “quantas mobilizações foi necessária ser feita, para ter a moradia como direito e quantas lutas foram necessária para que de fato esse direito fosse materializado,  para que depois enfrentássemos o novo desafio que é vencer a burocracia do Estado, mas assim como os camponeses/as são ousados na luta se desafiam a vencer as barreiras da burocracia estatal, assim, fazendo desse momento um marco histórico e importante para o MPA e para cada uma dessas famílias que com luta e garra fazem a vida cada dia melhor, compreendendo que a qualidade de vida no campo, passa indispensavelmente pela boa moradia e o acesso a agua, por isso a importância dessa luta possibilitando o acesso a moradia e também, a agua por meio da cisternas construídas pelo MPA”, diz Claudeilton.

A inauguração seguiu com um jantar camponês e com uma noite cultural onde puderam ouvir boas músicas, com apresentação dos grupos musicais “Nós e as Cordas” e Elmo Oliveira e Banda”, compreendendo que, para continuar na luta por mais conquistas precisa ter animação e cultura como parte de todo processo, inclusive de valorização da cultura camponesa e popular.

Requerimento que pede informações ao prefeito de Ouricuri sobre casas da Cehab é aprovado na Câmara Municipal

O vereador Dida deu o pontapé inicial e na noite dessa terça-feira (11) colocou o primeiro requerimento do ano de 2017 na pauta das sessões ordinárias da Câmara Municipal de Ouricuri (Casa Rodrigo Castor). Sem discussão, apenas com a justificativa do vereador Dida, o documento foi aprovado por unanimidade.

No documento, o parlamentar solicitou do prefeito Ricardo Ramos, informações com relação as 28 casas populares da Companhia Estadual de Habitação e Obras de Pernambuco (CEHAB). O vereador quer saber qual foi é empresa responsável pela execução da obra e se existe expectativa da construção das casas.

Segundo o vereador, a obra das casas teve inicio em 2011 e os beneficiados dispuseram da mão de obra do servente de pedreiro ou com o valor de R$: 1.500,00 para as diárias do profissional e que, infelizmente os que seriam beneficiados com as moradias estão no prejuízo, como todos sabe, as casas ainda não foram entregues as famílias.

O documento aprovado pelo poder legislativo, segue para o gabinete do prefeito, o qual deverá disponibilizar as informações solicitadas ao vereador requerente.

Motorista alcoolizado colide caminhão em casas no Alto Paraíso em Ouricuri

alto paraiso

O motorista Cláudio de Jesus Andrade, de 35 anos, perdeu o controle do veículo e colidiu com duas casas em Ouricuri. O fato aconteceu na manhã dessa sexta-feira (25) na Rua C-2 do bairro Alto Paraíso.

Segundo a Polícia Militar, o motorista bateu com o caminhão em duas residências, chegando a destruir parte das casas e comprometer pelo menos mais três casas dos arredores. Após o acontecido o motorista tentou fugir, no entanto, a população o capturou e levou para a cadeia do município que fica no mesmo bairro, de lá foi levado para a Delegacia de Polícia Civil local.

motorista 1

Cláudio estava com visíveis sinais de embriaguez e conduzia a carreta Scania Azul do ano 2010, de placa HSD 2157, devidamente carregada de gesso. Posteriormente, o veículo foi guinchado para a delegacia.

Comunitários do Santo Antonio em Ouricuri têm residências tomadas por água e lama

sta 4

Na Rua Edgar Pedro de Aquino, a comunitária Aparecida ficou perplexa com a enchente de água com lama que tomou todos os cômodos de sua casa, a mulher pediu providências ao poder público, “quero aqui pedir ao poder público que tome providências no sentido de realizar ações estruturadoras para trazer tranquilidade às pessoas dessa rua na época das chuvas”

sta 1

A mesma cena foi vivida por vários moradores da Rua Maria Alves de Souza Aquino, também no bairro Santo Antônio. Já nas ruas Genivaldo de Aquino e Givaneide Aquino os comunitários reclamaram de um riacho de esgoto que passa por trás de algumas residências, invadindo o muro das casas e em alguns pontos das ruas, o córrego de esgoto passa em frente das residências.

sta 2

Os comunitários disseram que quando em campanha, Cezar de Preto prometeu em realizar ações na localidade para acabar com o problema dos moradores, mas como é visto pelos moradores da localidade a realidade é outra. Já passados três anos do governo, a promessa ainda não virou realidade.