Explosão de gás deixa criança morta e outros dois feridos no Sertão de PE

Uma menina de quatro anos morreu e o irmão dela, um garoto de apenas cinco anos, ficou ferido depois que um cilindro de gás explodiu na casa onde a família mora na cidade de Floresta, no Sertão de Pernambuco. O pai das crianças também ficou ferido no acidente.

A explosão foi registrada por volta das 19h desta terça-feira (31) na Rua Kepler Lafayette, no bairro de Santa Rosa. A cidade fica a 433 km de distância do Recife. A Rádio Jornal apurou que a menina morreu enquanto era transferida para o Hospital Coronel Álvaro Ferraz que fica na mesma cidade.

Diante da gravidade dos ferimentos, o menino de cinco anos foi transferido ainda na noite da terça-feira para o Hospital da Restauração, na região central do Recife. O garoto deu entrada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital no início da madrugada, por volta da 1h20. De acordo com a assessoria de comunicação do HR, o estado de saúde dele é grave. O menino foi acompanhado até o HR pelo pai, que voltou, em seguida, para a cidade onde o acidente aconteceu para acompanhar o velório e sepultamento da filha.

Relato de um amigo da família

De acordo com um amigo da família que veio prestar assistência ao menino internado no HR, as crianças estavam na sala da residência na hora do acidente. A suspeita dele é que um cilindro de gás, normalmente utilizado na manutenção de ar-condicionado, tenha vazado e entrado em combustão quando teve contato com a energia elétrica da casa.

Segundo o homem que estava bebendo em um bar e foi até a casa da família ajudar no resgate das crianças quando ouviu o barulho, a explosão destruiu até o telhado da casa da família. A testemunha disse ainda que chegou a ver membros do corpo da menina amputados com a força da explosão.

Investigação

O pai das crianças estava tomando banho quando a explosão aconteceu. A mãe das crianças estava no quarto quando ouviu o barulho da explosão e não teria se ferido. A Polícia Civil de Pernambuco vai investigar o caso e uma perícia do Instituto de Criminalística deve fazer a perícia do local. O delegado Roberto de Sá Campos registrou a ocorrência. O sepultamento da menina será realizado hoje na fazenda da família, na Zona Rural de Floresta. (Rádio Jornal)

Gás de cozinha fica 12,2% mais caro a partir desta quarta-feira (06)

A Petrobras anunciou nessa terça-feira (5), no Rio de Janeiro, reajuste de 12,2% para o gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, o chamado gás de cozinha, vendido em botijões de até 13 quilos. O aumento foi decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da empresa e começa a vigorar nesta quarta-feira (6).

Segundo a Petrobras, o Gemp considerou para efeito de ajustes nos preços do gás para uso residencial o cenário externo de estoques baixos, além dos reflexos de eventos climáticos, como o furacão Harvey, na maior região exportadora mundial do produto, que é a cidade de Houston, no Texas, Estados Unidos, cujos terminais permanecem fora de operação, o que afeta o mercado internacional. Com a menor disponibilidade de gás, os mercados consumidores, inclusive o brasileiro, sofreram aumento de preço.

A estatal afirmou, entretanto, que o reajuste aplicado “não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional”. O Gemp fará nova avaliação do comportamento do mercado no próximo dia 21.

A Petrobras destacou que o reajuste previsto foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a empresa indicou que “o preço do botijão de GLP P-13 pode ser reajustado, em média, em 4,2% ou cerca de R$ 2,44 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos”.

A Petrobras reajustou também os preços de venda às distribuidoras do GLP destinado aos usos industrial e comercial. O aumento médio de 2,5% entra em vigor nesta quarta-feira (6). (Da EBC)