Homem ateia fogo em casa de ex-mulher em Ouricuri

O agricultor Flávio Rangel dos Santos Filho, de 28 anos, está sendo acusado pela ex-companheira de ter ateado fogo em sua residência. O fato aconteceu nessa quinta-feira (19) na Avenida Manoel Irineu de Araújo, bairro Bigodão em Ouricuri.

De acordo com a vítima, o homem havia destelhado o quarto da casa dela e ateado fogo no interior, as chamas consumiram o colchão, o guarda-roupa, além de outros bens que guarneciam o cômodo.

Após o crime, o homem fugiu. A PM realizou incursões, porém não obteve sucesso. (Imagem: ilustrada da internet)

Mulher tem 80% do corpo queimado em incêndio em Araripina

Maria Luíza dos Santos Silva, de 33 anos, ficou com cerca de 80% do corpo queimado após um incêndio em sua residência na madrugada de quinta-feira (1º). O fato aconteceu na Vila Serranea I, zona rural de Araripina.

De acordo com a Polícia Civil, o incêndio teria sido provocado pelo seu companheiro, Joel Luiz de Souza, de 32 anos, durante uma discussão entre os dois. O homem teria colocado fogo no colchão do quarto e as chamas se espalharam rapidamente. A mulher tentou pegar alguns pertences e ficou ferida.

Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o hospital em Ouricuri, também no Sertão do estado. O estado de saúde da vítima não foi informado pelo hospital. O companheiro da mulher foi preso e será encaminhado para uma audiência de custódia em Ouricuri.

Mulher morre carbonizada após casa pegar fogo em Ouricuri

incendioNessa quarta-feira (07), feriado de 7 setembro, o corpo de bombeiros foi acionado por populares, para atender a um chamado de incêndio em uma casa, na Capela de São Braz em Ouricuri.

De acordo com a PM, a guarnição do corpo de bombeiros chegou ao local, mas encontrou a doméstica de 54 anos, carbonizada. Uma neta da vítima 13 anos, informou que a sua vó, minutos antes do acidente, estava fumando e aparentava sinais de embriaguez.

Já algumas testemunhas, informaram terem visto um curto-circuito no fio do contador de energia. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Ouricuri.

Com ruídos estranhos poste ameaça incêndio no Nossa Senhora do Carmo em Ouricuri

POSTEUM poste localizado na Rua Padre Cicero no bairro Nossa Senhora do Carmo em Ouricuri está tirando o sossego de muita gente. As pessoas que residem nas proximidades do poste já até desligaram a energia das casas por medo de incêndio.

Moradores da localidade acionou o blog, e fomos até a citada rua, onde podemos visualizar o problema, o poste está com um ruído estranho, “estralando”, como se a qualquer momento fosse haver um incêndio. A população encontra-se amedrontada.

No local, também fomos informados que a luz do poste não acende há meses.

Incêndio destrói residência do Residencial São Sebastião em Ouricuri

13178550_960455900740540_3852806499781428676_n

Uma residência foi atingida por incêndio no início da tarde dessa quinta-feira (13), na Rua do Eucalipto no Residencial São Sebastião em Ouricuri. A casa ficou totalmente destruída, o teto caiu e todos os objetos da residência foram queimados.

A proprietária da residência, Tatiane de Souza Leite, acredita que o incêndio foi criminoso, pois os aparelhos estavam todos desconectados das tomadas e que, uma sacola que estava em cima do guarda roupas no quarto, após o incêndio foi encontrada na sala. Desesperada a mulher faz um apelo: “pedir ajuda a quem puder me ajudar, pra mim criar meus quatro filhos, peço ajuda a Deus, recebo qualquer coisa: alimento, roupa, recebo com prazer o que poderem me ajudar”, disse.

13151966_960455744073889_6320947302891021168_n

Segundo Tatiane, a mesma procurou a Delegacia de Polícia do município e recebeu a informação que nada poderia ser feito, pois não era a primeira casa que havia sido queimada. E a única forma de tomarem alguma providência seria filmar ou tirar fotos do local e levar à Delegacia.

A moradora disse não saber o que fazer, já que seu marido está desempregado e a mesma não tem um emprego fixo para sustentar a sua casa e os quatro filhos: “também peço ajuda ao prefeito se estiver me ouvindo agora, não sei o que fazer, não tenho condições”, afirmou.

A moradora disse que as pessoas que se dispõe a ajudá-la poderá entrar em contato no telefone 9 9993-5079, ou procurá-la na quadra L, casa de Dona Juliana, Residencial São Sebastião.