Operação erradica 190 mil pés de maconha e apreende 495 kg da erva em Pernambuco

A Polícia Federal divulgou o resultado da operação ‘Baraúna IV’ que aconteceu, entre os dias 27 de novembro a 13 de dezembro, em Pernambuco e municípios que fazem divisa com os estados da Bahia, Alagoas e Paraíba. Foram erradicados 190 mil pés de maconha e 75 mil mudas da planta e apreendidos 495 kg de maconha pronta para o consumo. Seis traficantes foram presos responsáveis pelo cultivo da erva.

 

A ação envolveu mais de 40 policiais, entre federais e militares, através de incursões terrestres, aéreas e fluviais. Eles tiveram o apoio de três aeronaves e botes infláveis do Corpo de Bombeiros.

Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal. A apreensão foi realizada em ilhas dos Rio São Francisco nos municípios pernambucanos de Orocó, Cabrobó, Belém do São Francisco, Salgueiro, Parnamirim, Mirandiba, Carnaubeira da Penha, Betânia, Floresta, Inajá, Itacuruba, Manari, Ibimirim, Tacaratu, São José do Belmonte, Custódia, Serra Talhada. Além de cidades que fazem divisa com os estados da Bahia, Alagoas e Paraíba.

De acordo com a Polícia Federal, se os 190 mil pés de maconha fossem colhidos e prensados daria para se fazer 63,3 toneladas de maconha. (Do G1 PE)

Jovem de Ouricuri é presa com maconha, cocaína e 115 pedras de crack em Petrolina

A jovem Fernanda P. de Araújo, 18 anos, natural de Ouricuri, no Sertão do Araripe, foi presa nesta terça-feira (12), no bairro Jardim Maravilha em Petrolina, Sertão do São Francisco, acusada de tráfico de drogas.

Fernanda foi presa em flagrante delito pelos Policiais Civis de Plantão na companhia de Policias da 213° Delegacia de Petrolina.

Segundo os policias, após denúncias de uma suposta “boca de fumo”, a equipe policial passou a investigar o local, conseguindo efetuar a prisão da autora que guardava as drogas em sua residência.

De acordo com Fernanda, ela não é usuária de drogas e nem comercializa entorpecentes, apenas guardava a droga para um ex-namorado, de identidade não divulgada. Foram apreendidos, 6.645 kg de maconha em barras, 150g de cocaína e 115 pedras de crack.

Polícia prende traficante com mais de 34kg de maconha e R$: 21.300,00 em cédulas falsas em Moreilândia

Durante a Operação denominada de “Blitz Bloqueio” em Moreilândia, no Sertão do Araripe, nessa terça-feira (12), a Policia Militar (PM) prendeu o traficante Joseph Thomas de Souza, 28 anos, com maconha e dinheiro falso.

Segundo a Polícia Militar, diante de um informe que uma Van (transporte alternativo) estava com um homem suspeito de está traficando drogas, imediatamente a PM fez deslocamento pela rodovia PE-507, interceptou o veiculo, a Van, de cor branca, de placa ATE-2419, e após abordagem, localizou 38 tabletes de Maconha pronta para consumo, pesando 34,819kg (trinta e quatro quilos e oitocentos e dezenove gramas) e R$ 21.300.00 (vinte e um mil e trezentos reais) em Cédulas falsas em poder de Joseph Thomas.

A polícia levantou ainda que, Joseph havia sido preso no ano de 2016 na cidade de Assaré-CE com R$: 1.500,00 (mil e quinhentos reais) em cédulas falsas, e que estava sendo investigado pela distribuição de dinheiro falso no Sertão do Araripe, já havia um registro na Delegacia de Polícia de Moreilândia referente a investigação em crime do artigo 288 (Associação Criminosa).

Joseph Thomas confessou a polícia que veio de Pirituba-SP com a droga e o dinheiro falso. Há informes de que a droga veio do Paraguai e iria abastecer Exu, no Sertão do Araripe, por ocasião da Festa de Aniversário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

O material foi apreendido e encaminhado a Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro, juntamente com o acusado para a devida autuação em flagrante.

Mais uma plantação de maconha é encontrada em Santa Filomena

Imagem / Ilustrativa da internet

As Polícias Civil e Militar (PM) localizou mais uma plantação de maconha no Sítio Serrina, Zona Rural de Santa Filomena, no Sertão do Araripe. A ação ocorreu nesta terça-feira (17) e até o momento apenas uma pessoa foi presa.

A erradicação foi feita após levantamento das equipes do Núcleo de Inteligência (NIS) e Malhas da Lei, do 7º Batalhão de Polícia Militar, com o apoio da Polícia Civil. Não foi informado quantos pés da droga foram encontrados.

Após erradicada, a plantação foi incinerada, e apenas uma pequena amostra foi recolhida e entregue à delegacia de Polícia Civil da cidade. (Por Roberto Gonçalves)

Operação da Polícia Federal apreende 890 kg de maconha no Sertão de PE

A Polícia Federal (PF) divulgou nesta segunda-feira (4) os resultados da “Operação Baraúna-III”, realizada entre os dias 22 e 31 de agosto, no Sertão de Pernambuco, com o objetivo de identificar e erradicar plantios de maconha na região. De acordo com a PF, neste período, foram destruídos 634 mil pés da droga, 152 plantios e 141 mil mudas da planta. Além disso, foram apreendidos 890kg de maconha pronta para o consumo. Apesar dos números, ninguém foi preso.

Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal e a apreensão foi realizada em ilhas dos Rio São Francisco nos municípios de Orocó, Cabrobó e Belém do São Francisco. Segundo a PF, caso os 634 mil pés da droga fossem colhidos e prensados, daria para fazer 210 toneladas de maconha.

A PF informou que a “Operação Baraúna-III” contou com a participação de 100 policias, entre federais e militares, além do Corpo de Bombeiros. Os policias trabalharam com incursões terrestres, aéreas e fluviais e contaram com o apoio de três aeronaves e botes infláveis.

Segundo a Polícia Federal, o ciclo produtivo da maconha é acompanhado de perto e, quando se aproxima o período da colheita, novas ações são realizadas coibindo a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor.

Nas três operações realizadas neste ano, foram erradicados 1,6 milhão de pés de maconha; 454 plantios e 422 mil mudas foram destruídas. A quantidade de maconha pronta para o consumo apreendida é de 3.620 kg. O total de pés erradicados e maconha apreendida, segundo a PF, supera os anos de 2015 e 2016. (Do G1-Petrolina)

Anvisa aprova registro de remédio à base de Maconha pela 1ª vez no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) registrou um medicamento à base de maconha para tratar espasticidade – rigidez excessiva dos músculos – em pacientes com esclerose múltipla. Trata-se do primeiro medicamento à base de Cannabis sativa aprovado no Brasil.

Com o nome comercial Mevatyl, o medicamento contém tetraidrocanabinol (THC) em concentração de 27 mg/mL e canabidiol (CBD) em concentração de 25 mg/mL. A droga já é aprovada em outros 28 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Suíça e Israel, onde é conhecido por Sativex.

O medicamento é indicado para pacientes adultos com espasticidade de grave a moderada relacionada à esclerose múltipla que não respondam a outros medicamentos e que demonstrem uma boa resposta ao Mevatyl após um período inicial de tratamento.

A Anvisa alerta que o medicamento não é indicado para tratar epilepsia nem pode ser consumido por pessoas com menos de 18 anos.

Até então, a Anvisa somente liberava a importação de medicamentos à base de Cannabis sativa comprados em outros países, mas não havia um produto dessa categoria com registro no país. (Da Agência Brasil)

PM encontra maconha em bolso de detento na cadeia de Araripina

Na última quarta-feira (18), o policiamento da ROCAM de Araripina foi solicitado pela Guarda da Cadeia, precisamente da Cela 05, relatando que o detento Antônio Carlos Alves de Souza, 36 anos, se encontrava perturbando no interior da citada cela. Durante as buscas foi encontrada no bolso do detento, 01 peteca de maconha, com aproximadamente 03 gramas. O mesmo foi encaminhado a DPC local, juntamente com a droga, para tomarem as medidas cabíveis.

Plantação com 2 mil pés de maconha é erradicada no Sertão de PE

d054158551a6a0aebbb60078e7492213A Polícia Civil erradicou mais de dois mil pés de maconha na zona rural de Floresta, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a polícia, a ação ocorreu na quarta-feira (9) quando a droga foi encontrada em 338 covas distribuídas em três roças.

Ainda segundo a Polícia Civil, várias mudas também foram destruídas. No local, a polícia não encontrou o dono da plantação. A suspeita é de que os pés e maconha pertençam a um fugitivo da Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes, em Petrolina.

O caso é investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Floresta. Até a publicação desta matéria, ninguém foi preso. (Do G1 Caruru)