MPPE deflagra Operação Fantoche na Prefeitura de Trindade e apreende na sala de servidor vários objetos e documentos

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio do Batalhão Especializado no Policiamento do Interior (BEPI), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (07/11), a Operação Fantoche, na cidade de Trindade.

A ação fez busca e apreensão na sala de um funcionário público municipal, na sede da prefeitura, e também na residência dele. O servidor municipal, que atua no departamento pessoal, é suspeito de fazer empréstimos consignados fraudulentos.

A Promotoria de Justiça de Trindade vinha acompanhando as atividades do servidor municipal desde agosto do ano corrente, realizando a instauração de Procedimento Investigativo Criminal (PIC) após denúncias realizadas. Foram apreendidos contra-cheques, extratos bancários, computadores, telefones celulares e outros documentos e objetos decorrentes do crime. A ação consistiu no emprego de 28 profissionais da área de segurança pública (MPPE e BEPI).

Ao longo da investigação foram realizadas diversas diligências por parte do MPPE e do promotor de Justiça Guilherme Goulart responsável pelo caso. Nos procedimentos foi foi possível identificar a realização de empréstimos para servidores públicos efetivos da prefeitura e também para pessoas que não eram servidores. Estes últimos foram incorporados de forma ilegal à Folha de Pagamento de Pessoal de Trindade (FPPT) para que os empréstimos fossem contraídos.