Antonio Fernando destina quase R$ 2 milhões em emendas para a saúde, obras, poços artesianos e barragens para Ouricuri e o Araripe

O deputado estadual Antonio Fernando (PSC) fecha 2019 com um presente para os moradores de Ouricuri e do Sertão do Araripe. Somando emendas parlamentares próprias, Antonio Fernando conseguiu destinar recursos no montante de quase R$ 2 milhões para atender, especialmente, as demandas mais significativas de Ouricuri e outros municípios de sua região.

Para atender os pleitos mais urgentes do Sertão do Araripe, Antonio Fernando estabeleceu o foco prioritário da destinação de recursos para algumas áreas específicas. Desta forma, o deputado estadual destinou R$ 500 mil para a área de saúde, considerada por ele uma das mais necessitadas. “Nosso objetivo é que nossas emendas tragam benefícios diretos para a população do Araripe. Na saúde, por exemplo, vamos ajudar na compra de equipamentos médicos fundamentais para os atendimentos no Hospital Regional Fernando Bezerra. Destinamos R$ 100 mil para um aparelho de Raio-X Digital. Outros R$ 120 mil para um ultrassom com Doppler. E mais R$ 100 mil em emendas vão para a aquisição de um tomógrafo”, explicou Antonio Fernando.

Para abastecimento d’água e irrigação, o deputado estadual destinou R$ 800 mil. Os recursos terão destino certo, direcionados à perfuração de poços artesianos, bem como à construção ou recuperação de açudes e barragens. Neste segmento, Ouricuri, Bodocó e Exu serão beneficiados com a perfuração de poços. Já o município de Santa Filomena vai ser atendido com a construção, reforma e ampliação de barragens.

Para o segmento de obras o volume de emendas de Antonio Fernando atingiu recursos na ordem de R$ 400 mil. Na área urbana, por exemplo, a Prefeitura de Ouricuri vai receber R$ 60 mil para a reforma da Praça Antonio Pedro da Silva. E o distrito da Barra de São Pedro, também em Ouricuri, será beneficiado com R$ 80 mil para a construção de uma praça. Já um valor de R$ 60 mil irá para outra praça no distrito de Caiçara, no município de Parnamirim. Entre as obras, outro destaque fica por conta de uma destinação de R$ 60 mil para o início das obras da Rodovia PE-630, que liga Trindade e Barra de São Pedro.

Nosso objetivo, com a distribuição das nossas emendas, foi atender, de maneira equitativa, o campo e a cidade. As verbas que nos são disponibilizadas vão para hospitais, obras em geral, poços artesianos, barragens, açudes e também para ajudar instituições que prestam serviços relevantes à sociedade. Em nossa cidade, por exemplo, destinamos R$ 30 mil para ajudar a Amparo – Associação Mantenedora dos Animais de Ouricuri, que cuida da proteção animal no município”, concluiu o deputado Antonio Fernando.

Moradores denunciam obras de Casas Populares inacabadas em Bodocó

casa-capa-700x357

Recebemos denúncias de moradores do município de Bodocó, relatando o abandona das obras de Casas Populares que beneficiariam várias famílias sem lares, que pelo visto não passou de promessas. A prefeitura deveria entrar com uma contrapartida à realização de 60 casas populares.

As moradias seriam distribuídas em 29 casas no Amparo, 12 na Vila de Cacimba Nova e 19 para o distrito de Sipaúba. Mas pelo visto, a gestão municipal não se preocupou em entregar as casas e ofertar à população beneficiada a dignidade de ter um lar próprio. Conversando com um dos moradores da região, o mesmo nos disse que é uma falta de respeito com as pessoas que ganhariam as casas, pois ficam na expectativa de um dia receber a sua moradia.

Recebemos informações que o projeto que beneficiaria 60 famílias, faz parte da iniciativa da gestão do ex-prefeito Junior Marcelino e aprovado pelo ex-prefeito Brivaldo Alves.

Deixamos o espaço aberto para que a assessoria de imprensa da Prefeitura de Bodocó, possa esclarecer as denúncias aqui relatadas.

Obras da Perimetral de Cabrobó começam em abril

Foto - Paulo Câmara%2c Lucas Ramos e Auricélio Torres - Perimetral de Cabrobó (2)

Uma obra que vai mudar a rotina de Cabrobó, no Sertão do São Francisco. Nesta quarta-feira (30), o governador Paulo Câmara, em conjunto com o deputado Lucas Ramos (PSB) e o prefeito Auricélio Torres (PSB), definiu o dia 16 de abril como data para início das obras da Perimetral de Cabrobó, obra que receberá dos cofres do Estado um investimento de R$ 1,3 milhão.

Será uma alegria enorme assinar a ordem de serviço em Cabrobó e ver imediatamente as máquinas já trabalhando”, disse o governador, confirmando que estará no município com a equipe de governo. Participaram da reunião que acertou os detalhes para o começo dos trabalhos o chefe de Gabinete do Governo, João Campos, o secretário da Casa Civil, Antônio Carlos Figueira, o deputado estadual Lucas Ramos, o prefeito Auricélio Torres e representantes da empresa vencedora da licitação que irá tocar a obra.

O deputado Lucas Ramos destacou a importância da Perimetral para o município, lembrando que a via irá desafogar o tráfego de veículos no centro. “Teremos uma pista de qualidade, que trará segurança para quem circula no entorno de Cabrobó. Um pleito nosso que foi prontamente atendido pelo governador e pelo secretário de Transportes, Sebastião Oliveira”, sacramentou o parlamentar.

Já o prefeito Auricélio Torres salientou a integração entre as regiões do município proporcionada pela via. “A Perimetral vai integrar cinco bairros do centro e passará pelo local onde será instalada a futura Escola Técnica Estadual no município”, ressaltou.

PRÊMIO – A Prefeitura de Cabrobó também recebeu nesta quarta-feira o prêmio de “Prefeitura Amiga da Mulher” entregue em conjunto pela Secretaria da Mulher do Estado e pela Comissão de Defesa da Mulher da Assembleia Legislativa de Pernambuco. O prêmio é um reconhecimento do trabalho feito pelo executivo municipal nas questões ligadas à gestão, ações de enfrentamento à violência, políticas públicas e programas de qualificação profissional voltados para as mulheres. “É a certeza de que estamos no caminho certo para a efetivação dos direitos da mulher”, comemorou a secretária da Mulher de Cabrobó, Irenice Nunes. Além do município sertanejo, também foram premiadas as prefeituras de Paulista (RMR), Vitória de Santo Antão (Zona da Mata) e Bonito (Agreste).

Explicando a celeuma das obras inacabadas em Ouricuri

teginaldo alves

Recentemente, e por duas vezes seguidas, moradores do Bairro Alto Paraíso em Ouricuri fizeram manifestação cobrando a conclusão da obra de pavimentação do acesso que vai do cemitério até a BR 316. Como sabemos, esta obra, assim como outras, resultam de propostas apresentadas pelo executivo municipal ao FEM – Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal, criado em 2013 pelo então Governador Eduardo Campos. Pois bem, numa tentativa de entender o que de fato está acontecendo com as obras relacionadas ao FEM em Ouricuri, buscamos informações no portal do TCE-PE (Tome Conta) e na SEPLAG – Secretaria de Planejamento e Gestão, gestora do programa.

Os dados disponíveis indicam que em relação a primeira proposta apresentada ao programa em 2013 (FEM 1) para o Projeto Integrado da Entrada da Cidade (Av. Fernando Bezerra), com investimentos previstos na ordem de R$ 1.952.844,80, sendo R$ 265.202,88 de contrapartida do município, foram liberadas três parcelas, no valor total de R$ 1.350.113,54, faltando o Estado repassar a última parcela, no valor de R$ 337.528,38 correspondente a 20% do total dos investimentos do FEM. Vale informar que a terceira parcela deste investimento foi liberada desde 02/06/2015 no valor de R$ 337.528,38. Não se compreende portanto, por que foram liberados 80% dos recursos e a obra ainda não foi concluída.

Em relação aos projetos apresentados em 2014, no valor total de R$ 1.784.618,88, sem contrapartida do Município, referente ao pavimento e alargamento da pista e construção de passeio de acesso do cemitério à BR 316 e ainda à pavimentação em paralelepípedos (calçamento) de várias ruas do município, só foi liberada a primeira parcela no valor de R$ 543.395,90 em 02/07/2014. Esta obra foi iniciada e as obras paralisadas, sendo este o grande motivo de insatisfação da população do Alto Paraíso.

É importante entender que a regra estabelecida pelo Governo do Estado para liberação dos recursos do FEM segue o seguinte cronograma: primeira parcela – 30% dos recursos no ato da aprovação do plano de trabalho e assinatura do convênio; segunda parcela – 30% dos recursos após dois meses da liberação da primeira parcela; terceira parcela – correspondente a 20% do investimento, desde que se tenha 60% da obra concluída; e, a quarta e última parcela – 20% do dos investimentos, mediante a apresentação de uma declaração do Prefeito Municipal dando a obra como concluída. Recentemente foi colocado pelo Governo do Estado que a segunda parcela do FEM 2 (2014) estaria vinculada à conclusão do FEM 1. Em outras palavras, a liberação dos recursos para continuidade das obras de acesso ao Alto Paraíso só ocorrerá após a conclusão da obra da Avenida Fernando Bezerra.

Por Reginaldo Alves / Ouricuri-Pe – Engenheiro Agrônimo, Assessor de Meio Ambiente da Fetape