Operação Cactus: Policiais Militares de Ouricuri encontram metralhadora e fuzil em veiculo na PE-604

Nesta sexta-feira (18), Policiais Militares do 7º BPM, durante a OPERAÇÃO CACTUS, na PE-604, saída da cidade de Ouricuri, realizaram uma abordagem ao veículo Fiat Strada Freedom, cor cinza, ano 2019/2020, placa POJ -7664 Fortaleza, bem como aos seguintes ocupantes, o senhor E.B.S. 35 anos, motorista e a senhora E.F.S. 31 anos, passageira, onde foi encontrado na posse de 01 fuzil 7mm, número D 104122, 02 carregadores de fuzil 7mm, 14 munições de 7mm curto, 01 metralhadora 9mm, modelo MT12, Taurus, cor preta, 44 munições calibre 9mm, 02 carregadores 9mm da MT e 07 lâminas de carregamento.

Após consultas nos sistemas, foi constatado em seu desfavor, um Mandado de Prisão por homicídio da Comarca de Petrolina e o veículo Fiat Strada com registro de roubo.

A ocorrência foi apresentada na DPC local e em seguida na DPC de Araripina, para providências cabíveis.

Dupla foge da PM e abandona Pistola no residencial São Sebastião em Ouricuri

Às 17 horas dessa quarta-feira, 16 de março, Policiais Militares do 7º BPM, durante o patrulhamento ostensivo, tomaram conhecimento que no Residencial São Sebastião, estavam acontecendo diversos roubos a mão armada, no intuito de capturar os possíveis suspeitos realizaram buscas e abordagens naquela localidade.

Na ocasião, dois homens não identificados ao perceberem a presença do policiamento, adentraram na caatinga deixando para trás uma Pistola retrocarga 22, nº de serie R 840, tomando destino incerto logo em seguida, não sendo possível capturá-los.

A ocorrência foi apresentada na DPC de Ouricuri e em seguida encaminhada para a DP de plantão a fim de serem tomadas as providências cabíveis, onde um IP foi instaurado

Pescadores da barragem dos Algodões em Ouricuri acionam a polícia para dispensar pescadores Forasteiros

Às 13 horas dessa terça-feira, 01 de março, Policiais Militares do 7º BPM, durante a Operação Patrulha Rural Comunitária, tomaram conhecimento de um conflito envolvendo pescadores locais da Barragem dos Algodões, na zona rural de Ouricuri – PE e um grupo de pescadores, vindos de outra região.

No local do evento, a Patrulha Rural Comunitária se deparou com um grupo de 08 (oito) pescadores, munidos de isopores com gelo, pequenas embarcações e material de pesca, acampados às margens do mencionado reservatório, fazendo a pesca em grande quantidade.

De outro lado, temendo a escassez de peixes na barragem, sua principal fonte de renda e sustento familiar, ribeirinhos inconformados com a invasão daqueles pescadores reclamavam da pesca praticada por pessoas estranhas.

Contudo, temendo a evolução e geração de uma possível tragédia, através das partes envolvidas, a PRC realizou a mediação do conflito e apesar da resistência por parte de alguns integrantes, o grupo de pescadores visitantes prometeu deixar o local, o mais breve possível.

Mesmo depois de contornada a situação, a Patrulha Rural Comunitária ficou comprometida em fazer o acompanhamento de perto de tal situação, para que não houvesse prejuízos e maiores conflitos pelas partes envolvidas.

Trindade Dono de arena atropela popular propositalmente no distrito da Magueira

Na noite dessa sexta-feira (25), por volta das 21h20, uma guarnição da 9ª CIPM foi acionada pela central de operações para verificar a entrada de um senhor na UPA da Cidade de Trindade, no Sertão do Araripe. De acordo com a PM, à vítima apresentava lesões ocasionadas por um atropelamento.

Ainda segundo a polícia, a vítima relatou que colocou fogo em um lixo a uma distância de 100m de uma Arena, de propriedade do agressor, local esse público e de livre acesso. O acusado pegou seu carro e partiu em direção a vítima, atropelando a mesma, em seguida tomou destino ignorado.

As lesões da vítima foram de corte contundente na mão direita do dedo indicador e panturrilha esquerda, mordedura de língua e sangramento nasal. A vítima foi encaminhado, consciente, para o Hospital de Ouricuri para realizar exames, estando o mesmo fora de perigo. Foram feitas diligências por todo o povoado da Mangueira, porém não houve êxito.

Arrependido, Bolsonaro corrige fala sobre ‘carta branca’ para PM matar

Depois de repercutir com um discurso feito no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, nessa quinta-feira (14), no qual disse que daria “carta branca para a polícia matar”, o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) voltou atrás da declaração polêmica. O deputado disse, nesta sexta-feira (15), que a autorização seria apenas para o policial “não morrer”.

Tentando recuar, o deputado diz “Eu não quero dar carta branca pro policial matar, eu quero dar carta branca pro policial não morrer. E, se para não morrer, tem de matar, que faça seu serviço”.

O deputado ainda disse, em entrevista a uma rádio do interior do Amazonas, que não dá para conciliar combate à violência com o respeito aos direitos humanos. Ele afirmou que “não dá para fazer política de combate à violência, de segurança pública, tendo ao lado direitos humanos. Ou achar que todo mundo deve ser tratado igualmente mesmo quando está fazendo a coisa errada.”

Bolsonaro, candidato à Presidência da República, sempre viraliza nas redes sociais por conta dos seus discursos polêmicos. Nessa quinta-feira, o deputado falou por 20 minutos em cima de um trio elétrico no aeroporto de Manaus, onde 500 apoiadores o aguardavam. Além de dizer que daria “carta branca para policial matar”, ele disse que “policial que não atira em quem atira nele não é policial”. (Do JC Online)

PM prende acusado de matar homem a facadas em Exu

Policiais Militares do 7º BPM prenderam na tarde dessa quinta-feira em Exu, no Sertão do Araripe, Cicero Sousa dos Santos, de 38 anos. Ele é acusado de ter assassinado  com golpes de faca, Ronaldo Gonçalves dos Santos, de 32 anos, no dia 31 de outubro de 2017 no bairro Nossa Senhora Aparecida em Exu.

O mandado de prisão foi expedido pelo Dr. Matheus de Carvalho Melo Lopes, juiz plantonista na comarca de Ouricuri. Segundo a PM, o acusado foi localizado em uma plantação de coqueiros naquela cidade, e junto a ele foi apreendido o punhal utilizado no crime.

PM descobre que detento usava o nome falso na cadeia pública de Ouricuri

Fernando Siqueira Vitor, de 34 anos, essa é a verdadeira identidade do detento da Cadeia Pública de Ouricuri, no Sertão do Araripe, que ao ser autuado em flagrante por assalto usou o nome de Marcos Alves de Oliveira.

Segundo a Polícia Militar (PM), recebeu informações sobre a farsa do detento, e ao investigar foi descoberto que, contra Fernando existia um mandado de prisão em aberto por o mesmo ter se evadido do regime semiaberto.

Na tarde dessa segunda-feira (23), o detento Fernando foi encaminhado até a Delegacia de Policia Civil de Ouricuri para as devidas providências legais.

Compesa e PM combatem furto de água na Adutora do Oeste em Ouricuri, Trindade e Araripina

A Compesa realiza, em parceria com a Polícia Militar, uma operação para combater o furto de água no Ramal V da Adutora do Oeste, no trecho localizado entre a zona rural do município de Trindade, passando por Araripina, até o distrito de Barra de São Pedro, em Ouricuri. Esse ramal é responsável pelo abastecimento de água dos distritos de Nascente, Lagoa do Barro e Gergilim, localizados em Araripina, além da sede do município e da localidade de Lagoa do Barro, em Ouricuri, no Sertão do Araripe.  Até o momento, já foram retiradas dez ligações clandestinas, ação que permitiu recuperar uma vazão de 20 litros de água, por segundo, produção suficiente para atender cerca de 2.100 famílias.

O trecho da Adutora do Oeste, que é alvo da operação, tem 30 quilômetros de extensão e transporta 50 l/s, água captada diretamente no Rio São Francisco. “O desvio de 20 l/s causava um impacto muito grande no atendimento dessas localidades e na cidade de Araripina. Vamos prosseguir com a ação na tentativa de retirar todas as ligações irregulares que desequilibram o sistema de abastecimento, causando falta de água e queda de pressão nas localidades”, explica o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, João Virgílio.

A ação foi motivada pela queda de vazão acentuada do sistema verificada pelo setor de Controle Operacional da Compesa, e pela quantidade de reclamações dos moradores das localidades atendidas pelo Ramal V da Adutora do Oeste. A Companhia também recebeu denúncias de que carros-pipa estariam abastecendo os veículos, durante a noite, diretamente na adutora. “Recebemos muitas queixas dos moradores e solicitamos imediatamente o apoio da PM, que nos atendeu prontamente”, relata o gerente da Compesa.

Durante a operação nenhum infrator foi preso. “A localização desse trecho da adutora em área rural e de difícil acesso é um dos fatores que têm atrapalhado as ações de flagrante. Mas a PM está empenhada na investigação e identificação dos responsáveis”, observou João Virgílio, informando que o desvio de água da rede pública de abastecimento é um crime previsto em Lei. Os infratores podem ser penalizados criminalmente e pagar multas à Compesa. (Da ascom)

PM apreende canivete em posse de adolescentes em escola de Araripina

 

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela direção da escola estadual Independência em Araripina para vistoriar estudantes que se envolveram numa discussão no interior da unidade de ensino e informou ainda que um deles portava um canivete. O episódio aconteceu nessa quarta-feira (27), por volta das 11 horas.

Segundo informações dos professores a polícia, o canivete estava no poder de um menor que não era proprietário da arma e que os menores teriam adquirido o objeto para atacarem ou se defenderem de outros alunos.

Também foi encontrado no poder dos menores infratores de 13 e 14 anos, um (01) isqueiro e quatro (quatro) cigarros de fumo. Os dois menores e o material apreendido foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil local.

PM acusado de matar garota de 17 anos em Parnamirim é ouvido em Audiência de instrução

Nessa quarta-feira (27), foi realizada na cidade de Parnamirim, no Sertão de Pernambuco, a primeira Audiência de Instrução sobre a morte de Katarine Miranda, de 17 anos. A jovem foi assassinada em abril deste ano, por um policial militar do estado da Bahia, quando saia de uma festa.

Ao lado de outros moradores da cidade, os familiares da vítima foram até a frente do Fórum José Ramos Angelim, com faixas e cartazes, pedindo justiça. O réu chegou ao local sob forte esquema de segurança.

Na audiência, além do Policial Militar, 16 testemunhas de defesa e acusação foram convocadas para prestar depoimento.

A audiência durou cerca de cinco horas. Na saída do réu, houve tumulto e muita correria em frente ao Fórum. No dia 8 de novembro, acontecerá uma nova Audiência de Instrução em Parnamirim. Desta vez, o juiz responsável pelo caso, Mateus Carvalho, vai ouvir o delegado e os escrivães que presidiram o inquérito policial.

Até o dia da próxima audiência, o réu seguirá preso no Batalhão da Polícia Militar em Juazeiro, no Norte da Bahia. (Do G1 Petrolina)