Destino do PMDB de PE sai quarta-feira (27)

A executiva nacional do PMDB decide, na próxima quarta-feira, o destino do partido no Estado. Em pauta, seus integrantes vão analisar e votar o pedido de dissolução do diretório estadual proposto por um aliado do senador Fernando Bezerra Coelho, diante da resistência do grupo do deputado Jarbas Vasconcelos em aceitar a perda do comando da legenda no Estado para o próprio Fernando.

O relator da matéria, já em instância terminativa, é o deputado paulista Baleia Rossi, ligado à base do Governo Temer. Embora não tenha antecipado o seu voto, o mais provável é que acolha o pedido. Como a maioria da executiva é controlada pelo grupo do presidente Michel Temer, é dada como certa a aprovação da dissolução do diretório por uma ampla maioria.

Ao aceitar a filiação de Fernando Bezerra, que deixou o PSB depois de mais de 12 anos, tendo sido eleito pela legenda senador da República em 2014, a cúpula nacional deixou muito claro o desejo de entregar a ele não apenas o diretório em Pernambuco, mas apoiá-lo em qualquer estratégia eleitoral para 2018, que passa pela candidatura dele (FBC) a governador ou dou seu filho, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho. (Por Magno Martins)

Paulo Câmara diz que espera contar com PMDB em 2018

Apesar de o PMDB está com um pé dentro da oposição, o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, ontem, que espera contar com o partido no seu palanque em 2018. Atualmente, a legenda está oficialmente na base do governo, mas está prestes a assumir um projeto de oposição por meio das mãos do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB). O grupo dos Coelho e de Jarbas estão em pé de guerra pelo comando do partido.

“Eu acredito que todo esse esforço será reconhecido. Eu não trabalho com outra hipótese a não ser ter o PMDB de Jarbas e Raul em 2018”, disse o governador durante ato de desagravo em favor do deputado Jarbas Vasconcelos e o presidente estadual do PMDB, Raul Henry. A cerimônia vem após aliados do senador FBC ingressarem com um pedido na executiva nacional pedindo a dissolução do partido para Bezerra assumir o comando e liderar um projeto solo ao governo.

Durante o evento, Paulo Câmara demonstrou solidariedade aos aliados e avaliou que a tentativa de dissolver o diretório, o que tiraria o PMDB do palanque do PSB, um equívoco. “Jarbas fundou o PMDB. Trabalhou e dedicou a sua carreira política pela construção do partido. Lutou pela redemocratização, por um País mais justo e essa luta continua. Essa luta de Jarbas não será em vão”, disse ressaltando que o PMDB sob as mãos de Jarbas e Henry tem ajudado a gestão a governar questões desafiadoras.

O governador também rebateu as críticas de que a dissolução vinha pela baixa eficácia eleitoral por parte da atual gestão. Segundo ele, Raul Henry é um grande presidente e fez o partido crescer. “É uma grande injustiça o que está acontecendo”. (Blog da Folha)

Romero Jucá destitui Jarbas e entrega PMDB a FBC

O presidente nacional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Romero Jucá, comunicou nessa quarta-feira (30), em plenário, que fez uma profunda mudança no partido em Pernambuco.

Dez dias após punir Jarbas por ter votado a favor da investigação de Temer, destituiu Raul Henry da direção do partido no estado e entregou o seu comando ao grupo do senador Fernando Bezerra Coelho.

Histórico na legenda, Jarbas terá que se abrigar em outra legenda se quiser disputar o Senado.

Raul Henry visita Marcello Cavalcanti em Ouricuri e declara “Marcello tem autonomia para dá rumo ao PMDB no município”

raul-henry

O vice-governador de Pernambuco, Raul Henry (PMDB), visitou nesta segunda-feira (19), o presidente municipal do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) de Ouricuri, Marcello Cavalcanti. O encontro dos peemedebistas aconteceu no período da manhã na residência de Marcello.

Raul Henry afirmou que o PMDB de Ouricuri tem autonomia para dá seus próprios passos, “aqui em Ouricuri, o nosso presidente municipal Marcello Cavalcanti é quem vai dizer o rumo do PMDB, se vai existir algum convite pra uma aliança com a prefeitura, se vai pra oposição, essa é uma discussão que agente vai ter, mas, o partido aqui no município tem autonomia para tomar o seu rumo”, disse.

Em entrevista a imprensa local, Henry comentou sobre vários assuntos, dentre eles a atuação crise econômica que afeta não só Pernambuco, mas todo o país, para ele, o Brasil está vivenciando a maior crise econômica de sua historia, “é um momento muito desafiador, a perda de renda da população nesses dois anos já é maior do que toda a década de 1980, a queda das receitas dos municípios, dos estados, a falência do estado brasileiro, a gente tem que superar essa instabilidade política que existe atualmente no Brasil para retomar o nível de confiança na economia”, declarou.

Sobre a não funcionalidade ainda da Unidade de Pronto Atendimento Especializado (UPAE) em Ouricuri, Raul Henry alegou a queda da receita e disse que, é testemunha do esforço do governador Paulo Câmara (PSB) para manter os serviços básicos no estado, assegurando que o governo está trabalhando de domingo a domingo para retomar todos os serviços o mais rápido possível.

O crescimento do Partido do Movimento Democrático Brasileiro em Pernambuco também foi apontado por Raul Henry, “o PMDB de Pernambuco foi o que mais cresceu em todo o Brasil, crescemos 128%, nós fizemos 17 prefeitos, tínhamos apenas sete, em 13 municípios do estado disputamos a eleição e somos a 2ª força e ainda fizemos 15 vice-prefeitos, então nós temos uma posição de destaque na politica de 45 municípios do estado de Pernambuco”, afirmou. (Da Ascom)

PMDB reforça candidatura de Marcello Cavancanti em Ouricuri

IMG-20160906-WA0014

O PMDB de Pernambuco busca sair fortalecido após as eleições municipais deste ano. O partido quer pelo menos dobrar o número de prefeituras no Estado. Atualmente, são oito – Agrestina, Petrolina, Verdejante, Dormentes, Saloá, Palmerinha, Macaparana e Jataúba. Para atingir essa meta, duas das principais lideranças da sigla, o deputado federal Jarbas Vasconcelos e o vice-governador e presidente estadual do PMDB, Raul Henry, passaram os últimos dias percorrendo cidades do sertão pernambucano num ritmo intenso de campanha. Foram carreatas, comícios e caminhadas em seis cidades; Ouricuri, Salgueiro, Cabrobó, Serrita, Lagoa Grande e Dormentes.

Na primeira parada, na tarde da última sexta, em Ouricuri, foi inaugurado o comitê do candidato a prefeito Marcello Cavalcanti (PMDB), empresário local que pela primeira vez disputará uma eleição. “A renovação da política se dá com pessoas como Marcello, que possui ideias inovadoras e que irão fazer a diferença junto a população”, disse Raul Henry.

No próximo final de semana, um novo reforço nas campanhas do PMDB no interior do Estado está programado. Dessa vez, Jarbas e Raul seguem para Pesqueira, Alagoinha, Arcoverde e Palmares. “A campanha mais curta requer um esforço mais concentrado e intenso. É isso que estamos fazendo ao visitar esses municípios. Não queremos nem vamos perder tempo”, finalizou Jarbas. (Blog do Magno)

Chiquinho de Bela é definido como vice de Marcello Cavalcanti em Ouricuri

MARCELLO CAVALCANTI CONVENÇÃO

O nome do ex-vereador por três mandatos Chiquinho de Bela (PMDB) foi escolhido e muito aclamado pelos presentes como o candidato a vice-prefeito de Marcello Cavalcanti (PMDB) em Ouricuri. A convenção do PMDB e da sigla aliada PMB, aconteceu na última sexta-feira (05) na quadra da Escola Estadual Dom Idílio José Soares, no centro da cidade.

Além do nome de Marcello Cavalcanti e de Chiquinho de Bela, candidato s a prefeito e vice respectivamente, no ato convencional foi homologado a candidatura de 10 candidatos a vereador.

Com um discurso afinado na renovação e esperança na política local, Marcello declarou: “Estou colocando meu nome à disposição do nosso povo, porque acredito que a política necessita de pessoas sérias e competentes, de alguém comprometido com os ouricurienses e que acima de tudo, respeite o dinheiro do povo”.

Em sua fala, Marcello disse que, muito já fez através de suas empresas para desenvolver o município de Ouricuri, no entanto, ele destacou que precisa ser feito muito mais, dizendo que decidiu ingressar como candidato a prefeito, porque não poderia assistir o município que ele escolheu para viver com sua família se destruindo.

CONVENÇÃO PMDB

O vice-governador Raul Henry (PMDB) não pôde está presente no evento que lotou o espaço (quadra do Dom Idílio), mas enviou sua mensagem de apoio incondicional a Marcello Cavalcanti. (Da ascom)

Do Jornal Folha de Pernambuco: Em Ouricuri, convenção do PMDB será em 05 de agosto

marcello e jarbas pmdb

Na coluna política do Jornal Folha de Pernambuco dessa terça-feira (19 de julho), foi divulgado a data oficial da convenção eleitoral do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em Ouricuri. Segundo a colunista Renata Bezerra de Melo, a convenção municipal da sigla será realizada em 05 de agosto.

Em Ouricuri, Marcello da Casa da Construção é o escolhido pelo partido para a disputa majoritária.  Marcello é empresário e disputará pela primeira vez. Confira na íntegra o conteúdo da coluna.

MARCELLO PMDB

PMDB ameaça candidatos a prefeito contra impeachment

73218c7f-33f7-4f45-81a8-171658e6f74b

A quatro dias da votação do impeachment em plenário, deputados do PMDB articulam, com aval do grupo do vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), não dar legenda aos pré-candidatos a prefeito do partido que votarem contra o impedimento da presidente Dilma Rousseff. Outra medida defendida pelos peemedebistas ligados a Temer é que, se os ministros do PMDB que reassumirem o cargo para votar não seguirem o voto da maioria, já estão sendo avisados que não terão qualquer cargo num futuro governo do vice-presidente.

O deputado Leonardo Quintão (MG), um dos mais favoráveis ao afastamento da petista, disse que as reprimendas, que serão levadas à Executiva do partido, são uma resposta aos caciques regionais do PMDB, principalmente no Nordeste, que pressionam parlamentares a votar com o governo. Quintão afirmou que a medida é “um aviso” a deputados que ainda não declararam como votam, como Washington Reis (RJ), pré-candidato a prefeito em Duque de Caxias (RJ), e a deputados que declararam ser contrários ao impeachment, caso de Valtenir Pereira (MT), pré-candidato em Cuiabá.

Ele cita ainda o caso de Pedro Paulo (RJ), candidato à sucessão do prefeito do Rio, Eduardo Paes, que reassumirá nesta quinta-feira o mandato. (Do site O Globo).

Aos gritos de “Temer presidente”, PMDB deixa Governo

PMDB DEIXA O GOVERNO

Em menos de três minutos, o PMDB oficializou, há pouco, sua saída do governo. Aos gritos de “Brasil para frente, Temer presidente” e “Fora PT”, o partido aprovou, em reunião presidida pelo vice-presidente do partido, Romero-Jucá, uma moção que determina a entrega de todos os cargos no Executivo e a punição de quem desobedecer isso.

Jucá leu a moção, de autoria do diretório regional da Bahia, assinada por Geddel Vieira Lima. O texto fala em “imediata saída do PMDB do governo com entrega dos cargos em todas as esferas do Poder Executivo Federal, importando a desobediência a esta decisão em instauração de processo ético contra o filiado”.

A votação ocorreu de forma simbólica. Nos bastidores, foi decidido que não haveria exposição dos peemedebistas que se posicionassem contrários à decisão.

“A partir de hoje, nessa reunião histórica, o PMDB se retira da base do governo da presidente Dilma e ninguém no país está autorizado a exercer qualquer cargo em nome do partido do PMDB”, afirmou Jucá.

O ex-ministro Eliseu Padilha frisou, contudo, que o “a partir de hoje” é simbólico. “A moção fala a partir de hoje, mas também não estamos exigindo que eles esvaziem a gaveta agora”. Nos bastidores ficou combinado que as cadeiras ocupadas pelo partido na Esplanada dos Ministérios devem ser entregues até 12 de abril.

Jucá reiterou, ao final, que cada caso será avaliado separadamente, podendo inclusive, serem avaliadas as reivindicações de alguns ministros, como Celso Pansera (Ciência e Tecnologia) e Marcelo Castro (Saúde) de se licenciar do partido.

Temer não estava presente na reunião que oficializou o desembarque. Os ministros peemedebistas também não compareceram.

Nomes como José Sarney, Eduardo Paes e Sergio Cabral também não compareceram. No entanto, enviaram aliados para o encontro, como a ex-governadora Roseana Sarney e os secretários do Rio de Janeiro Pedro Paulo e Marco Antonio Cabral. (Da Folha de São Paulo)

Em encontro, PMDB ouve a população e apresenta estratégias para o desenvolvimento de Ouricuri

MARCELLO CAVALCANTI

O diretório Municipal do PMDB de Ouricuri, liderado no município pelo presidente e também pré-candidato a prefeito Marcello Cavalcanti, realizou no último sábado (05) no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos (SINDSEP) um encontro com pré-candidatos a vereadores da legenda, filiados e simpatizantes. O encontro teve inicio às 9h e prosseguiu até 11h30.

PMDB

O encontro foi realizado com o objetivo de promover um dialogo entre partido e a população com o tema “estratégias para o desenvolvimento sustentável de Ouricuri”. Vários simpatizantes da legenda apresentaram sugestões para o formato do plano de governo do pré-candidato Marcelo.

Um número significativo de pessoas compareceu para prestigiar o evento, o auditório do Sindicato ficou lotado, no encontro foi debatido junto à sociedade melhorias para o município.

Para Marcello, o momento é de renovar as esperanças e declarou que Ouricuri não precisa de um salvador da pátria e sim de uma administração organizada. Marcello também declarou que o objetivo do evento foi alcançado, pois, reuniu o povo e acrescentou que acredita e uma mudança, quando a mudança vem através das sugestões da população.

Além do pré-candidato a prefeito Marcello Cavalcanti fazer suas apresentações e declarar que a politica necessita ser renovada, especialmente com pessoas de bem e comprometidas com os munícipes, o evento também serviu para a população conhecer os pré-candidatos que pleitearão uma cadeira no legislativo municipal.