Roberta Arraes destina emenda para implantação de pólo avançado de ortopedia em Ouricuri

Na última sexta-feira (10), participando da audiência pública realizada pela Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência da Alepe, em Ouricuri, a deputada Roberta Arraes anunciou a destinação de uma emenda para a implantação de um pólo avançado de ortopedia no município.

O valor foi direcionado para aquisição de equipamentos, visando atender à pacientes com deficiência.

A reunião que também teve a participação de vereadores da região e das deputadas Laura Gomes e Terezinha Nunes, foi para debater sobre a inclusão e interiorização dos serviços de saúde a esse seguimento da sociedade.

Na oportunidade, a parlamentar também parabenizou o prefeito do município, Ricardo Ramos, pela criação do Programa Laços de Amor, onde as crianças com algum tipo de deficiência daquela cidade recebem doação de leite, fraldas e medicamentos em suas residências, inclusive na zona rural. (Da Ascom)

Deputada Roberta Arraes articula pólo avançado da AACD para Ouricuri

A deputada Roberta Arraes (PSB), recebeu recebeu nessa terça-feira (26), em seu gabinete, o prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos (PSDB) e o gestor administrativo da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), Marcos Rodrigues.
Na ocasião, debateram a proposta de levar para o município de Ouricuri e região do Araripe, um pólo avançado de oficina ortopédica da associação, afim de atender as pessoas com algum tipo de deficiência.

Para a parlamentar, o pólo que contará com equipamentos, médicos e técnicos de ortopedia, será um grande passo para a interiorização de um serviço que atualmente está centralizado na sede da AACD na capital.

Seguiremos agora unindo esforços com os prefeitos dos municípios e Governo do Estado para concretizarmos esse sonho o quanto antes”, finalizou a deputada.

MPT move 131 ações no polo gesseiro beneficiando mais de 2288 trabalhadores no Araripe

O Ministério Público do Trabalho (MPT) concluiu relatório parcial do Projeto Gesso, cujo objetivo principal é a regularização das condições de saúde e segurança no trabalho no polo gesseiro do Araripe (Pernambuco), responsável pela produção de cerca de 95% do gesso do país. Em dois anos, 161 empresas foram inspecionadas, 131 ações civis públicas movidas e 2288 trabalhadores beneficiados diretamente. As indenizações por dano moral coletivo somam R$ 800 mil reais.

Os dados preliminares foram apresentados pelo coordenador do projeto, o procurador Ulisses Dias de Carvalho, em agosto. Ele avalia que a partir da extensão da atuação e das informações colhidas nas visitas realizadas nos municípios que integram a região do Araripe pernambucano, a situação geral dos trabalhadores ativados nas empresas inspecionadas vem melhorando, apesar do encerramento das atividades de diversos dos estabelecimentos visitados.

Ulisses também constatou que há notícias de diminuição do número de reclamações trabalhistas ajuizadas contra essas empresas nos últimos 12 meses, mesmo com a grave crise econômica que assola o país.

Judicialização

Em decorrências das graves irregularidades encontradas, que colocavam em risco a saúde dos trabalhadores e da população local, foi preciso mover um número significativo de ações civis públicas. Em 2015, foram acionadas 68 empresas na justiça. Em 2016, 63, totalizando 131 ações.

Desse montante, destaque-se o alto percentual de deferimentos liminares pela justiça. O juízo trabalhista de Araripina, cuja titularidade é exercida pela juíza Carla Janaina Moura Lacerda, garantiu a tutelada antecipada em 96,27% das ações movidas pelo MPT.

Há nove anos atuando na vara de Araripina, a juíza informou que as ações do MPT cumprem um papel importante na melhoria das condições de trabalho na região. Ela disse que o trabalhador do gesso não tem o perfil de demandar a justiça do trabalho, sobretudo porque não tem sequer um parâmetro de uma condição digna de trabalho.

“Para se ter uma ideia, as demandas individuais desse trabalhador não chegam a 30% do volume de processos da vara, o que é bastante significativo quando se sabe que há problemas no segmento econômico e que é grande o contingente de pessoas laborando nele”, disse. “As ações do MPT preenchem esse vazio, possibilitando uma mudança nas relações de trabalho”, completou.

Irregularidades

Entre as infrações cometidas pelos estabelecimentos estão, na maioria, o não fornecimento de equipamento de proteção individual (EPI) aos funcionários; a ausência de monitoramento da exposição dos trabalhadores aos agentes ambientais presentes na atividade; a insuficiência na limpeza, expondo os empregados à poeira de gesso; e instalações elétricas em más condições.

Há ainda casos de informalidade, de não fornecimento de copos individuais ou bebedouros para o consumo de água potável; e de ausência de conservação, asseio e higiene nos banheiros. É recorrente também a falta de equipamentos apropriados para facilitar o transporte manual de cargas, evitando sobrepeso capaz de prejudicar a saúde e a integridade física dos trabalhadores.

Projeto Gesso

O grupo de trabalho para o acompanhamento das condições de meio ambiente laboral das empresas envolvidas no processamento e beneficiamento da gipsita, localizadas no polo gesseiro do Araripe, foi criado em novembro de 2016, tendo como base os primeiros resultados obtidos em força-tarefa em 2015. A partir de então as ações passaram a compor o Projeto Gesso, dentro das ações prioritárias da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho (Codemat) do MPT.

O foco das atividades tem sido os municípios pernambucanos de Araripina, Ipubi, Trindade e Ouricuri. A expectativa é que o projeto se estenda por 2018. O MPT conta com o apoio, nas fiscalizações realizadas, da Polícia Rodoviária Federal. (Do MPT-PE)

Polo sindical do Araripe articula população para receber o ex-presidente Lula em Ouricuri

Durante toda a manhã dessa segunda-feira (28), O Polo Sindical do Araripe, se reuniu no escritório da Fetape em Ouricuri, onde com a presença de vários representantes de sindicatos da região foi discutido a articulação para organizar a população para vir ao encontro do ex-presidente Lula na quinta-feira (31) em Ouricuri.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Exu, Tiquinho, declarou que sua cidade está se mobilizando para vir ao encontro Lula e que, a expectativa é que o município consiga trazer cinco (05) ônibus lotados da terra do rei do baião.

Ferrinho do Sindicato, diretor da Fetape comandou o encontro. Para ele a reunião foi muito produtiva e a articulação está acontecendo não só no Araripe, mas também no Sertão Central, Pajeú e São Francisco. Ferrinho declarou que a vinda de Lula em Ouricuri não é partidária e sim uma agenda da sociedade organizada e não organizada, frisando que Lula é do povo.

Ferrinho convidou o povo de Ouricuri para está presente no encontro com o ex-presidente Lula, inclusive convidou o prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos (PSDB), para está presente no evento.

Santa Filomena poderá ganhar polo educacional da Univasf

Uma parceria firmada entre a prefeitura de Santa Filomena (PE), Sertão do Araripe, e Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) promete viabilizar a instalação de um polo de Educação a Distancia (EAD) na cidade mais nova da região.

Segundo o prefeito de Santa Filomena, Cleomatson Vasconcelos, a meta da gestão é fazer todas as adaptações necessárias para que, se possível, o início das aulas com as primeiras turmas aconteça até o segundo semestre de 2017. Os últimos reparos estão sendo efetuados no prédio do Ginásio Municipal Laudelino Freire Mororó, no Centro da cidade, que possivelmente comportará os cursos de graduação e pós-graduação da instituição no município.

Os interessados em concorrer às vagas deverão ter concluído o ensino médio e participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições para o Enem 2017 estarão abertas a partir das 10h do dia 8 de maio até às 23h59, horário de Brasília, do dia 19 de maio. Para se inscrever, basta acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/participante. (Por Roberto Gonçalves)