Campus Ouricuri promove a I Semana de Humanidades e IV Semana de Consciência Negra

campus Ouricuri do IF Sertão – PE vai realizar, entre os dias 05 e 07 de dezembro, a I Semana de Humanidades e a IV Semana de Consciência Negra da Instituição. As atividades serão gratuitas e os interessados em participar delas devem se inscrever, até o dia 04 de dezembro, no site http://fsspe.petrolina.ifsertao-pe.edu.br/ifeventos/public/

I Semana de Humanidades

Com o tema “As humanidades nas artes: seus diálogos e intercâmbios”, a I Semana de Humanidades terá minicursos, oficinas, mesas redondas, exibição de filmes e apresentações culturais, os quais trarão discussões críticas e reflexivas sobre as artes com os pontos de vistas histórico, geográfico, filosófico, sociológico, político e cultural, debatendo temas como Sertão e política, militarismo, juventudes, cidades sertanejas, convivência com o semiárido, o uso da fotografia como registro humano e espacial e a importância da obra de Patativa do Assaré para cultura popular.

A ideia de promover a Semana de Humanidades surgiu do desejo e da inquietação dos professores da área das Ciências Humanas do Campus Ouricuri em debater com a comunidade escolar, de maneira mais ampliada, temas relacionados ao Brasil e ao Sertão, em especial, como corrupção, justiça e liberdade de expressão. “Para tanto, nada melhor do que aliar esse debate às artes, tão perseguida nos dias atuais e tão necessária ao povo brasileiro”, contou o docente da disciplina de Sociologia e presidente da comissão organizadora, Juliano Varela.

O professor Juliano Varela também esmiuçou como será o evento: “Vamos trabalhar exatamente a relação das ciências humanas com as artes. De que maneira nós podemos dialogar? De que maneira podemos promover intercâmbio entre as duas áreas? E como é importante ter as artes refletindo sobre as questões relativas ao ser humano em sociedade. Então, estamos pensando em discutir uma arte crítica, reflexiva e que expresse as questões da ordem do dia da humanidade em geral e, sobretudo, do Brasil e do Sertão”, declarou.

O docente também ponderou sobre a importância da Semana de Humanidades para o

campus Ouricuri e para região que a Instituição está instalada. “É importante para nossa Instituição que tem como base fundamental o ensino técnico e tecnológico, mas, como costumo dizer, atrás de uma máquina e atrás de uma técnica, existe sempre um ser humano que mantém relações sociais dentro de sua realidade. Então, a Semana de Humanidades possibilita ampliar um debate que já existe na sala de aula no âmbito do ensino e através de uma atividade de extensão, nós estendermos a discussão para outras Instituições, para outras áreas do conhecimento e para as comunidades de Ouricuri e da região do Araripe Pernambucano”, disse.

IV Semana de Consciência Negra

A IV Semana de Consciência Negra do campus Ouricuri terá como tema “Ser negro no Brasil: um debate sobre religião, história e identidade”. O evento será realizado conjuntamente com a I Semana de Humanidades e constará de uma mesa-redonda sobre os desafios da convivência religiosa no Brasil, com representantes do candomblé, catolicismo e espiritismo; de uma exposição sobre a questão racial e religião no Brasil; e de um minicurso sobre as heranças africanas na sociedade brasileira.

A professora da disciplina de História e presidente da comissão organizadora da semana, Aline de Biase, contou o objetivo do evento. “O intuito da IV Semana de Consciência Negra do campus Ouricuri é de ser um espaço de discussão sobre a história da população afro-brasileira, que integra 53% da população do Brasil, sua identidade e os desafios da sua inclusão na sociedade brasileira atual”, falou.

Por fim, a I Semana de Humanidades e a IV Semana de Consciência Negra têm a parceria da UNIVASF (Artes Visuais), do SESC (Bodocó e Petrolina), da Prefeitura de Ouricuri, do Coletivo Passarinho, do Espaço Cultural Umbu Bom, do Grupo Teatral Artimanha e do Memorial Patativa do Assaré.

Outras informações no site www.ifsertao-pe.edu.br

FIEPE do Araripe promove curso para empresários do setor gesseiro

A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) realizou, em Araripina, nos dias 20 e 21 de setembro o curso sobre Análise de Custos e Formação de Preços voltado, especificamente, para o setor gesseiro.

A capacitação teve como base o Decreto Lei nº 44.772/2017 do Governo do Estado de Pernambuco que dispõe sobre a antecipação do ICMS sobre as operações com gipsita, gesso e derivados e foi ministrada pelo economista Felipe Dantas Bezerra e teve a presença de empresários do setor gesseiro, contadores e funcionários das empresas do polo.

Para formar os preços baseados na política fiscal que entrará em vigor a partir de 2018, os participantes debateram o texto do Decreto Lei e também aprenderam conceitos sobre o ICMS e a substituição tributária, além dos fundamentos para o custo e a formação de preços que engloba os custos, gastos, despesas, investimentos e desembolsos. Atividades práticas foram desenvolvidas durante as 16h do curso.

A próxima capacitação oferecida pela FIEPE para a região do Araripe será durante o II Seminário de Gestão que acontece em Araripina no dia 22 de novembro e o nome dos palestrantes bem como o tema das palestras serão divulgados em breve.

FACISA promove Mesa Redonda em comemoração ao Dia do Contador

A Faculdade de Ciências Sociais Humanas (FACISA), realizou no dia 21 de setembro no auditório do Campus II da AEDA, uma mesa redonda com a participação de renomados profissionais da contabilidade que conversaram sobre temas da carreira de contador e suas nuances.

A Mesa Redonda – que teve apoio da Autarquia Educacional do Araripe e do Centro de Pesquisa e Extensão Cultural (CEPEC), foi direcionada para os universitários do curso de Ciências Contábeis e composta pelos profissionais Ceissa Campos Costa, Nilton Armstrong Jacó, Hebertônio Viana e Airton Modesto e foi mediada pelo coordenador do CEPEC, Giordany Andrade e pela Diretora da FACISA, Ana Paula Delmondes.

Os convidados responderam várias perguntas que trataram de temas como a carreira profissional, as competências exigidas pelo mundo do trabalho, a preparação para o Exame de Suficiência, as carreiras e concursos públicos, o papel do contador no combate à corrupção e muitos outros. Os universitários também tiveram fizeram perguntas aos convidados.

O evento, em formato inédito na FACISA, também foi alusivo ao Dia do Contador que é comemorado dia 22 de setembro. A FACISA está entre as faculdades pernambucanas com maior nível de aprovação no Exame de Suficiência do Conselho Regional de Contabilidade. Também estiveram presentes à Mesa Redonda, a coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Paula Lopes e a Contadora da AEDA, Luciene Galvão que na ocasião representou a Diretora-Presidente, professora Rosa Maria dos Reis e Arruda.

FIEPE do Araripe promove Diálogos da Indústria com candidatos a prefeito de Araripina

dsc_6069A Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – FIEPE, através de sua Unidade Regional Sertão do Araripe, localizada em Araripina, promoveu na tarde desta quarta, 21, o Diálogo da Indústria com os candidatos a prefeito de Araripina.

O evento aconteceu na sede da Unidade Regional e contou com a presença de empresários do setor industrial  do polo gesseiro, calçados, panificação e representantes de instituições ligados ao setor produtivo industrial que foram ouvir as propostas e os planos dos pleiteantes à função de prefeito. O encontro teve a mediação realizada pelo empresário do setor gesseiro e diretor adjunto da Unidade Regional, Meton Carvalho.

Para o pleito eleitoral deste ano, a cidade de Araripina tem três postulantes ao cargo de prefeito: Aluísio Coelho (PP), Sebastião Lacerda (SDD) e Raimundo Pimentel (PSL). Os três candidatos foram convidados pela FIEPE para apresentarem seus planos de governo em áreas como indústria, meio ambiente, infraestrutura, políticas sociais e mobilidade urbana. Em nota enviada à FIEPE os candidatos Aluísio Coelho e Sebastião Lacerda declinaram do convite para participar e o candidato Raimundo Pimentel esteve presente.

Raimundo Pimentel respondeu aos questionamentos formulados pelos empresários do setor industrial que indagaram temas como a situação do aterro sanitário municipal, a matriz energética para a indústria de Araripina, o incentivo da Prefeitura para a atração de novos investimentos na área da sustentabilidade e outros temas de interesse do setor produtivo.

De acordo com o Diretor da Unidade Regional Sertão do Araripe, Francisco Alves de Souza, a ação da FIEPE de promover o diálogo com os candidatos a prefeito é importante para sugerir as propostas e ouvir dos pleiteantes quais seus projetos para o setor. “A FIEPE como entidade representativa do setor industrial dá um passo importante em abrir este diálogo com os futuros gestores dos municípios. É um grande exercício de democracia que contribui para que os empresários conheçam os candidatos e que estes encontrem na FIEPE a entidade que representa toda a classe industrial”, destacou.

Francisco Alves de Souza entregou ao candidato presente um documento formulado pela FIEPE que sugere ações em áreas que tem a participação das indústrias de Araripina como maneira de incentivar o desenvolvimento e competitividade do setor. Os dois candidatos ausentes também receberão o documento através de suas assessorias.

AEDA promove Sarau Cultural no Memorial Histórico de Araripina com apresentação de artistas locais

dsc_7282A Autarquia Educacional do Araripe – AEDA promoveu na noite desta segunda-feira, 19, o I Sarau Cultural e Musical em frente ao Memorial Histórico de Araripina Ceci Alencar com a participação de artistas locais que abrilhantaram a noite e trouxeram alegria para todos que participaram.

Os universitários dos cursos da Faculdade de Formação de Professores de Araripina – FAFOPA, alunos da rede pública estadual de ensino e muitas pessoas que passavam pelo Memorial Histórico assistiram a apresentação do músico e poeta cordelista araripinense, Cacá Lopes – que há 14 anos não se apresentava na cidade. Cacá Lopes atualmente reside em São Paulo, onde desenvolve o projeto Música e Cordel nas Escolas pela Prefeitura de São Paulo.

Em versos de cordéis, música e muitas histórias, o araripinense contou os 30 anos de carreira desde quando iniciou em Araripina até as dificuldades iniciais na capital paulista. Com muita alegria e entusiasmo Cacá Lopes cantou cordéis que abordam o povo sertanejo, a matemática, o estrangeirismo e principalmente sua origem nordestina.

O Sarau Cultural e Musical também teve apresentações do saxofonista Hely Alencar, dos músicos Toninho de Olinda e Elvis, dos poetas Carlos Paixão e Tony Aldair.

A diretora presidente da AEDA, Maria Ramos Muniz, agradeceu ao público e aos artistas que deram um verdadeiro show de cultura e amor à Araripina. Ela destacou o papel do Memorial Histórico de Araripina que além de resgatar a história do município, fomenta a cultura e os valores artísticos da cidade.

Em parceria com a CNI, FIEPE promove curso gratuito, em Araripina, sobre como pagar menos tributos

DSC_5027A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias de Pernambuco – FIEPE realizou no dia 19 de junho o curso sobre “Como pagar menos impostos”. A iniciativa faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo da Confederação Nacional da Indústria – CNI e tem apoio do SEBRAE.

Em um levantamento feito pela CNI em 2012, empresários apontaram os temas que mais tem impacto sobre a competitividade das indústrias e a questão de Tributação foi o primeiro da lista, seguido por Legislação Trabalhista e Redução da burocracia. Neste mesmo levantamento, dentro da temática Tributação, os itens que tem mais impacto são a desoneração da folha de pagamento, a redução da burocracia para o pagamento de tributos e a eliminação do adicional de FGTS.

Este cenário também é presente nas indústrias e empresas da região do Araripe Pernambucano e foi apontado pelos empresários como um tema relevante para a capacitação de seus funcionários. Com o objetivo de melhorar o conhecimento e atualizar sobre os principais regimes tributários previstos na legislação brasileira o curso foi ministrado pelo contador, Mestre em Administração e Controladoria, Miguel Santiago Filho.

Durante o curso foram abordados temas como o Sistema Tributário Brasileiro, os regimes Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional – seus pontos positivos e negativos –, e como é possível pagar menos tributos dentro das empresas adotando o regime tributário mais adequado.