Inscrição no Prouni já pode ser feita

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas em faculdades particulares, já estão abertas. Podem ser feitas até sexta-feira (03). Como Pernambuco não tem horário de verão, as inscrições foram iniciadas às 23h desta segunda-feira (30).

A primeira exigência para participar do programa é ter estudado todo o ensino médio em escola pública ou na rede privada como bolsista integral.

Outro critério é a renda familiar, que não pode ultrapassar três salários mínimos (R$ 2.811) por membro da família. O candidato também não pode ter curso superior e precisa ter tirado no mínimo 450 pontos no Enem do ano passado.

Para este semestre serão ofertadas 103.719 bolsas integrais e 110.391 parciais (a União cobre 50% da mensalidade). Em Pernambuco há 8.265 bolsas, sendo 2.421 totais e 5.844 parciais.

Fies e Prouni têm calendário alterado por questões técnicas

O Ministério da Educação anunciou que mudou as datas de inscrições para novas vagas de contratos de financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para bolsas de estudos do Programa Universidade para Todos (Prouni). Em nota divulgada na noite da segunda-feira (23), o MEC diz que o motivo das alterações envolve questões técnicas dos sistemas. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet.

Financiamento Estudantil (Fies)

Inscrições: 7 a 10 de fevereiro

Para que serve: Sistema on-line que reúne vagas de financiamento estudantil em cursos de graduação em universidades particulares.

Como funciona: Os estudantes que já estão matriculados em cursos de instituições participantes podem pleitear um contrato de financiamento estudantil custeado pelo governo federal.

Número de vagas: Ainda não foi divulgado pelo MEC. O ministro da Educação, Mendonça Filho, porém, garantiu que o número de novos contratos do Fies no ano de 2017 deverá ser pelo menos o mesmo que em 2016.

Programa Universidade para Todos (Prouni)

Inscrições: 31 de janeiro a 3 de fevereiro

Para que serve: Sistema on-line que reúne vagas de bolsas de estudo em cursos de graduação em universidades particulares.

Como funciona: Os estudantes podem selecionar até duas opções de cursos; o sistema seleciona os aprovados segundo a nota do Enem, considerando os pesos específicos de cada opção. As bolsas oferecidas podem ser parciais ou integrais.

Número de vagas: Ainda não foi divulgado pelo MEC.

Segundo a nota do MEC, “razões técnicas exigiram a prorrogação do prazo das inscrições nos dois programas em um dia para garantir a segurança da operação do sistema”. Paulo Barone, secretário de Educação Superior do MEC, explicou na nota que a mudança é “apenas uma precaução técnica” tomada e que “todos os candidatos serão atendidos rigorosamente de acordo com suas notas obtidas no Enem”.

Sai lista dos pré-selecionados na segunda chamada do ProUni; confira

resultado-prouni-2010O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta segunda (27) o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os estudantes pré-selecionados têm até o dia 1º de julho para apresentar nas instituições de ensino os documentos que comprovem as informações prestadas na hora da inscrição.

O ProUni seleciona estudantes para receber bolsas de estudo em instituições particulades de ensino superior com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Serão ofertadas, no segundo semestre deste ano, 125.442 bolsas – 57.092 integrais e 68.350 parciais, de 50% – em 22.967 cursos de 901 instituições de ensino superior.

O resultado será divulgado na página do ProUni. Cabe ao candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação. Aqueles que não forem selecionados podem ainda participar da lista de espera, de 8 a 11 de julho.

A lista dos documentos necessários está disponível na internet. O estudante é selecionado quando a documentação é aprovada.

O programa é dirigido tanto aos estudantes egressos do ensino médio na rede pública, quanto àqueles que tenham vindo da rede particular na condição de bolsistas integrais. Podem concorrer a bolsas integrais os estudantes que comprovem renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Às bolsas parciais, podem concorrer aqueles com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos. (Agência Brasil)

Estudantes selecionados no ProUni têm até segunda (1º) para fazer matrícula

Os candidatos selecionados para uma bolsa do Programa Universidade para Todos (Prouni) têm até a segunda-feira (1º) efetuar a matrícula na instituição de ensino.

É responsabilidade do estudante verificar nas unidades de educação superior os horários e o local onde deve comparecer para a comprovação das informações prestadas no momento da inscrição.

O resultado da primeira chamada do ProUni pode ser acessado na página do programa, na Central de Atendimento, pelo telefone 0800-616161, e nas instituições de ensino participantes. (Agência Brasil)

Inscrições para o ProUni estão abertas

prouni

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni), no primeiro semestre de 2016, já estão abertas, exclusivamente na internet. Os estudantes têm até as 23h59 do dia 22 para se inscrever e concorrer a uma bolsa de estudo em cursos de instituições privadas de ensino superior.

Para fazer a inscrição, o candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015, obtido no mínimo 450 pontos na média das notas e não ter tirado nota 0 na redação. Apenas estudantes que não tenham diploma de curso superior podem concorrer às vagas.

No momento da inscrição, será necessário informar o número da inscrição e a senha usados no Enem e o Cadastro de Pessoa Física (CPF). Ao se inscrever, o candidato pode fazer até duas opções de curso e instituição. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

O ProUni oferece a estudantes brasileiros de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade). Podem concorrer às bolsas os alunos que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou, na condição de bolsistas, em escolas particulares. Podem participar ainda pessoas com deficiência e os professores da rede pública que estejam exercendo a profissão.

As bolsas integrais são para os candidatos com renda familiar bruta por pessoa de até 1,5 salário mínimo por mês e as bolsas parciais, para os participantes com renda familiar bruta por pessoa de até três salários mínimos. Estão dispensados dos requisitos de renda os professores em efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Eles concorrem exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 25 de janeiro e o da segunda chamada, em 12 de fevereiro. O prazo para quem não foi selecionado manifestar o interesse em lista de espera vai do dia 26 ao dia 29 de fevereiro. (Último Segundo)