Em Trindade, Fiepe realiza curso gratuito sobre como atender a fiscalização do trabalho

A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), realizou nesta terça-feira, 18, em Trindade o curso gratuito sobre como atender a fiscalização do trabalho para funcionários e empresários do polo gesseiro da cidade.

A capacitação faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo – PDA, uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria – CNI, Sebrae e Fiepe e teve o apoio da Prefeitura de Trindade que cedeu o espaço do Cine Teatro Municipal. O curso foi ministrado pelo advogado e contador Marcelo Carvalho.

Durante a capacitação os participantes expuseram as principais situações que acontecem durante as fiscalizações de órgãos, especialmente o Ministério Público do Trabalho, e puderam tirar dúvidas sobre qual a maneira legal de atender os fiscais que chegam às empresas.

O consultor Marcelo Carvalho apresentou as competências dos principais órgãos de fiscalização como o MPT e MTB e também as normas que regulam a fiscalização do trabalho além da atuação dos fiscais e auditores destacando o que é legal e o que foge à competência dos fiscalizadores.

Segundo Marcelo Carvalho as empresas devem estar em consonância com as Legislações vigentes, pois elas preservam a segurança e saúde dos trabalhadores. Para isto é que empregadores e empregados caminhem juntos na direção do cumprimento das leis. “Quando a fiscalização adentra à empresa, é necessário que os funcionários responsáveis pelo acompanhamento dos fiscais saibam os procedimentos corretos e tenham uma postura para auxiliar e não obstruir a fiscalização”, destacou.

O curso sobre como atender a fiscalização do trabalho é uma ação de descentralização das atividades da Unidade Regional Sertão do Araripe que foi instalada em 2015 em Araripina e que desde então promove cursos e capacitações na cidade. Como planejamento para este ano, haverá cursos, reuniões e treinamentos em outras cidades da região como Trindade, Ipubi e Ouricuri. O próximo evento será o Seminário de Finanças e Empreendedorismo do Araripe, dia 31 de maio no auditório da Faciagra, com a presença de Bráulio Bessa e Gustavo Cerbasi.

SES divulga edital para seleção pública para a contratação de 11 Apoiadores Institucionais de Vigilância em Saúde do Trabalhador

files_13874_201609011516450f8a
Estão abertas até o dia 06 de outubro, as inscrições para Seleção Pública Simplificada para a contratação temporária de 11 (onze) Apoiadores Institucionais de Vigilância em Saúde do Trabalhador, no qual poderão participar profissionais formados nas áreas de Ciências Biológicas, Gestão Ambiental ou Medicina Veterinária, Enfermagem, Fonoaudiologia, Psicologia e Sanitarista. O edital foi publicado no DOE de 22/09/2016.
Os selecionados irão trabalhar no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) e na Gerência de Atenção à Saúde do Trabalhador. Salário: R$ 3.720,00. A jornada de trabalho é de 8h diárias (40h semanais). (Da SES-PE)

Anexos: edital_portaria_conjunta_sad-ses_no_121_de_21_de_setembro_de_2016.pdf

Ex-vereador diz que deixou Grupo Ramos por falta de condições de trabalho

13576495_1699859700265025_328826006_nEm entrevista ao programa Tribuna do Povo nesta quinta-feira (30) na rádio Cultura FM em Ouricuri, o ex-vereador Heurim (PRP), que antes era ligado ao grupo do ex-prefeito Ricardo Ramos (PSDB) declarou que, deixou o grupo pelo fato de o ex-gestor não oferecer condições de trabalho e declarou: “na posição de político procuramos ajudar as pessoas, aliás, a política depende do povo para nos eleger, mas eu não tinha essa ajuda”, falou.

Heurim confirmou a sua pré-candidatura a vereador pelo PRP, legenda que nas eleições de outubro vai caminhar de mãos dadas com o prefeito Cezar de Preto (PSB). O ex-parlamentar afirmou que tem um grande laço de amizade com os eleitores e que preserva isso: “tenho que pensar no povo e em mim”, declarou.

O ex-vereador disse está no grupo do atual prefeito, por acreditar que terá maiores condições de trabalho para ajudar o povo. Segundo ele, o grupo Cezar o acolheu e está dando apoio à sua pré-candidatura. Heurim citou ainda a atual conjuntura política do Brasil e em específico a de Ouricuri, afirmando que foi um dos pontos que fez ele deixar o grupo Ramos, acreditando que o grupo Cezar tem uma base mais sólida