Governador de PE lança programa para estimular estudantes carentes a entrar na universidade

O governador Paulo Câmara lançará nesta segunda-feira (30) no Ginásio Pernambucano (Recife) o programa “PE no campus” objetivando ajudar alunos da rede pública a terem acesso ao ensino superior.

O lançamento está previsto para as 14h30 na Escola de Referência em Ensino Médio do Ginásio (Avenida Cruz Cabugá). O programa será coordenado pela Secretaria Estadual de Educação. O programa se destina a estimular a participação dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e no exame do Sistema Seriado de Avaliação (SSA).

O governo se propõe a ajudar estudantes de baixa renda, após o ingresso na universidade, ofertando mil bolsas de estudo para aqueles oriundos de escolas públicas. Serão oferecidas duas bolsas: uma para manutenção e outra para apoio à permanência do estudante na instituição, podendo serem recebidas cumulativamente durante o primeiro ano da graduação.

No primeiro ano, o valor total da bolsa é de até R$ 950,00 e, no segundo, de R$ 400,00 que serão repassados mensalmente aos contemplados.

Podem se candidatar estudantes com renda familiar de até dois salários mínimos, que moram no interior e tenham cursado o ensino médio em escola pública da rede estadual. As bolsas serão ofertadas aos que tiverem obtido as melhores notas no ENEM e no SSA. (Por Inaldo Sampaio)

Projeto de Lei de deputado é aprovado para criação de Universidade no Araripe

Está prestes a sair do papel a criação de uma Universidade Federal no Sertão do Araripe, que é uma região extremamente carente de atuação de instituições educacionais federais. Isso porque um Projeto de Lei (PL), de autoria do deputado federal Kaio Maniçoba (PMDB) para criar a Universidade Federal do Araripe foi aprovado, ontem (quarta-feira, 05), na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados.

Este Projeto de Lei contará com a relatoria do deputado Augusto Coutinho e agora, seguirá para a Comissão de Educação; Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Uma das bandeiras que faço questão de levantar é a da Educação, pois sei que, por meio dela, vidas podem ser transformadas e sonhos realizados”, enfatizou Maniçoba.

A Universidade Federal do Araripe ministrará ensino superior, desenvolverá pesquisas nas diversas áreas do conhecimento e promoverá a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi, beneficiando milhares de cidadãos dos municípios das mesorregiões do Sertão Pernambucano, do Sul Cearense, e do Sudeste Piauiense. (Por Magno Martins)

É aprovada implantação da Universidade Federal do Araripe em Araripina

Projeto-de-Lei-Autoriza-o-Poder-Executivo-a-instituir-a-Universidade-Federal-do-Araripe-1-640x384

Foi publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira 31 de agosto de 2016, com data para inicio das obras em 01 de janeiro de 2017 e termino em 31 de dezembro de 2019, no valor de R$ 200.000.000, a implantação da tão sonhada Universidade do Araripe.

Incrível! Apesar da cidade de Ouricuri estar situada no centro do Araripe, a Universidade Federal do Araripe será instituída na cidade de Araripina. Isso mostra o quanto estamos vulneráveis quanto a pulso forte na política de Ouricuri.

Veja abaixo o projeto na integra:

PROJETO DE LEI Nº , DE 2016 (Do Sr. Kaio Maniçoba) Autoriza o Poder Executivo a instituir a Universidade Federal do Araripe.

O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Fica o Poder Executivo autorizado a instituir a Fundação Universidade Federal do Araripe, vinculada ao Ministério da Educação, com sede na cidade de Araripina, no Estado de Pernambuco. Parágrafo único. A Fundação Universidade Federal do Araripe terá por objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi nos municípios das mesorregiões do Sertão Pernambucano, no Estado de Pernambuco, do Sul Cearense, no Estado do Ceará, e do Sudeste Piauiense, no Estado do Piauí.

Art. 2o A Fundação Universidade Federal do Araripe adquirirá personalidade jurídica a partir da inscrição de seu ato constitutivo no registro civil das pessoas jurídicas, do qual será parte integrante seu estatuto aprovado pela autoridade competente.

Art. 3o O patrimônio da Fundação Universidade Federal do Araripe será constituído pelos bens e direitos que venha a adquirir, incluindo os bens que lhe venham a ser doados pela União, Estados, Municípios e por outras entidades públicas e particulares. 2 Parágrafo único. A Fundação Universidade Federal do Araripe só receberá em doação bens livres e desembaraçados de quaisquer ônus, inclusive dos decorrentes de demandas judiciais.

Art. 4o Fica o Poder Executivo autorizado a transferir para a Fundação Universidade Federal do Araripe os bens imóveis integrantes do patrimônio da União, localizados nos municípios inseridos nas mesorregiões de atuação previstas no parágrafo único do art. 1º, e considerados necessários ao funcionamento da nova universidade.

Art. 5o Os recursos financeiros da Fundação Universidade Federal do Araripe serão provenientes de: I – dotação consignada no orçamento da União; II – auxílios e subvenções que lhe venham a ser concedidos por quaisquer entidades públicas ou particulares; III – remuneração por serviços prestados a entidades públicas ou particulares; IV – operações de créditos e juros bancários; V – receitas eventuais. Parágrafo único. A implantação da Fundação Universidade Federal do Araripe fica sujeita à existência de dotação específica no orçamento da União.

Art. 6 o Na fase de transição para sua implantação, a Fundação Universidade Federal do Araripe poderá contar com a colaboração de pessoal docente e técnico-administrativo, em caráter de cessão ou empréstimo por parte de governos municipais e estaduais.

Art. 7 o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICAÇÃO

O presente projeto de lei tem por objetivo estimular o processo de interiorização das oportunidades de acesso à educação superior 3 de qualidade oferecida pela rede federal de ensino. O Sertão Pernambucano, o Sul Cearense e o Sudeste Piauiense constituem área de rincões profundos do Brasil cujo desenvolvimento requer, com toda certeza, a existência de possibilidades para que seus jovens frequentem cursos superiores que lhes forneçam formação profissional de elevado padrão. A nova universidade ora proposta beneficiará 41 municípios pernambucanos, onde vivem mais de 1 milhão de pessoas; 25 municípios cearenses, com quase 900 mil habitantes; e 66 municípios piauienses, com população superior a 500 mil. É verdade que, no sul do Ceará, já se encontra em funcionamento a Universidade Federal do Cariri, criada em 2013, por desmembramento da Universidade Federal do Ceará. Mas, como já demonstrado, a imensidão da região, reunindo três estados da Federação, a dimensão da população atendida e a possibilidade de complementaridade de atuação no ensino, na pesquisa e na extensão recomendam a existência da universidade a que se refere o presente projeto de lei. Há inclusive espaço para o surgimento de outras instituições, tal a magnitude das carências de oportunidades de formação superior de qualidade no interior nordestino. Cumpre destacar que, recepcionando emenda de iniciativa deste Parlamentar, o Plano Plurianual da União para o período 2016- 2019, instituído pela Lei nº 13.249, de 2016, prevê a destinação de R$ 200 milhões para a instalação da Universidade Federal do Araripe. Estou convencido de que esta proposição terá seu mérito reconhecido pelos ilustres Pares, assegurando o apoio necessário para sua aprovação. (Do Blog Ouricuri em Foco)

Sala das Sessões, em 17 de fevereiro de 2016.

Deputado KAIO MANIÇOBA

Alunos do SESI de Araripina e Petrolina se destacam nos vestibulares do país

Mais de 200 alunos pernambucanos comemoram nesse momento a aprovação nos vestibulares das principais universidades do Estado e do país. Da capital ao interior, 220 jovens conseguiram se destacar nas provas, graças ao esforço próprio e ao suporte dado pela estrutura da Rede SESI de Educação. No Sertão, os estudantes de Araripina e Petrolina conseguiram vagas em cursos concorridos como Engenharia, Direito, Medicina Veterinária, Fisioterapia e vários outros de universidades renomadas como as Federais de Pernambuco, de Piauí, etc. Também de Araripina, o aluno Mathias Régis Modesto conquistou um lugar nos disputados cursos de Engenharia, da Universidade de Brasília (Unb) e Medicina, da Universidade Católica de Brasília.

Segundo a analista de Educação do SESI/PE, Grace Barbosa, além de toda a estrutura e equipe de docentes, os alunos são preparados desde o início do ano letivo com aulões que ajudam a sanar dúvidas de cada disciplina e têm a ferramenta “Portal SESI”, com simulados para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

OPORTUNIDADE – As matrículas para Ensino Fundamental e Ensino Médio na Rede SESI de Educação ainda estão abertas e podem ser realizadas até 31 de janeiro. Para garantir a vaga é preciso levar os documentos solicitados no site www.pe.sesi.org.br, e se dirigir à unidade mais próxima. Mas é necessário que os interessados se apressem, pois nas unidades com grande procura, como a de Caruaru, as matrículas são asseguradas por ordem de inscrição. Mais informações pelos telefones (87) 3873.1087 (Araripina) e (87) 3861.1369 (Petrolina).